A última virgem




25 março 2011

Minha língua exala
Tal verdade
Pois,
Dei ao depravo!
Queres me falar de algo
Que a ti não pertences
Queres romper com meu coração
Queres roubar-me as ilusões
Esqueceu o que sou
Afinal,
O que queres
Pra ti não darei.
Se quer o  meu corpo
Avisa-me antes!
De nada farei
Para evitar
Mas,
Se tentar roubar o segredo do meu sorriso
Antes te aviso:
Aqui não vai ficar!
Eu não guardo nada
Apenas zelo
O que de melhor tenho para ofertar
A ti não o darei
Pois,
Não é explorável
É
Admirável!
(Lilian Farias)

0 comentários:

Postar um comentário

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma