Comunhão




02 julho 2011

Crisântemo, iPad, ArtRage
By imagen Crisântemo http://www.flickr.com
Você que não partilha da mesma comunhão que eu...
Que ouve somente silêncio em minha voz
Esta por decretar-me o isolamento.
O desatento que me corta os pulsos...
Chegando a causar contrações no estômago.
Infectou-me as ideias!
Uma sensação fortuita de friagem no peito.
Não vou implorar teu perdão!
Tão pouco me dispor à tolerância!
De qualquer maneira amo-te tanto meu amor
Que deixarei os dias a ti sem mim!
Seguiremos, agora, todos os caminhos opostos...
Sei que sofrerás, mas...
lilian farias
02/07/2011

3 comentários:

  1. Que lindo!Adoro passar por aqui e absorver suas poesias e textos.Bom final de semana!Bjo Angela.

    ResponderExcluir
  2. Sempre que vejo aquela idéia de que se deve buscar alguém que sinta o mesmo que você eu fico confuso. Racionalmente sei que isto está certo, afinal quero a contrapartida e não dar mais que receber. Mas algo em eu me deixa inquieto e diz que essa noção do sentir igual é uma balela inaceitável...fruto do Ego egoísta que se forjou no âmbito dessa sociedade viciada em que vivemos.
    .
    Na verdade não sei o que pensar, nem como agir e a dúvida é muito pior que a certeza errada...

    ResponderExcluir
  3. O melhor é arriscar e não esperar nada em troca!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma