Ao velho Chico!




23 janeiro 2012

por ~ milecastro

Da dor a alegria o rio transbordou
Olhou-me carente seu brilho na pele
Disse-me exultações
As lágrimas misturadas em tom de afeto
Histórias latentes
Que acariciavam o coração
Um barco passou
A vida passou
A poesia passou
Indo e vindo no rio
As histórias são fluidas
Os pensamentos se foram pro mar...
Quem pensou pequeno não compreendeu
O rio sorriu pra mim...
Não se sabe ao certo todas as tuas histórias
Mas da tua doçura eu provei
Misturada a saliva
Teus líquidos de vida!
Formamos uma dose dupla
Você tão lindo
E
Eu com poesias
Aprendemos juntos
Nossos líquidos se misturaram
Agora resta o Adeus!

Por Lilian Farias
23/01/2012

1 comentários:

  1. Bom dia!!! Tudo bem?
    Gostaria de propor parceria com você através do meu blog: Amorimortall.blogspot.com Me comprometo a divulgar o que for necessário em troca de um exemplar de seu livro para resenha. Entre em contato comigo: gizabh2003@yahoo.com.br abraços

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma