Promoção que vai invadir sua estane de livro - encerrada




08 março 2012
A graciosa Andréa Ascenção vem prestigiar o P.A. com uma entrevista irreverente e empolgante. Falando um pouco do seu livro Nos vamos invadir sua praia – uma briografia dos 30 anos da banda ultraje a Rigor. Detalhes irreverentes e inteligentes sobre uma banda que deixa sua marca na história no rock!
E o melhor de tudo é que a Andreia ainda nos presenteia com um exemplar para sorteio. EU AMEIII!

Quem é a escritora Andréa Ascenção? A jornalista, a escritora e a pessoa são as mesmas?
Ela ainda esta se descobrindo..rs A escritora faz o que a jornalista gostaria de fazer sempre. É raro para um jornalista a oportunidade de se debruçar anos sobre um mesmo tema, explorá-lo na profundidade que o dia a dia numa redação não permitem, em geral por causa do corre-corre. Na essência a jornalista, a escritora e a pessoa são a mesma. Todas idealistas, mas a pessoa se permite ser menos “séria” que as outras.

Quem surgiu primeiro, o desejo pelo jornalismo ou pela literatura? E como se da essa relação na prática?
Pelo jornalismo, e a literatura veio por causa dele. A biografia do Ultraje a Rigor é um livro-reportagem, quer dizer é um livro que de não-ficção que segue os princípios do jornalismo e utiliza diversos recursos literários. Por exemplo, eu posso dizer que a pesquisa para escrevê-lo foi grande desde o primeiro rascunho até a última linha escrita, mas a base de toda a informação que esta lá veio de uma série de entrevistas com os personagens (integrantes, ex-integrantes, produtores, fãs, críticos musicais, etc) e na hora de passar isso para o papel surge a narradora, quer dizer a informação deixa de ser “burocrática” para trazer a tona a dimensão humana total dos personagens que a jornalista entrevistou.

Suponho que você seja fã do ULTRAJE A RIGOR, como foi o seu primeiro contato com a Banda?
Eu escuto Ultraje desde a adolescência. Me lembro de acompanhar mais quando saiu o “18 anos sem tirar” (1999). Estourou a tal “música do palavrão” “Nada a declarar”. Pessoalmente, conheci os meninos por causa do livro em 2007. O primeiro que entrevistei foi o Mingau (baixista).

Como surgiu a vontade de escrever sobre o ULTRAJE A RIGOR? E como se deu o processo de pesquisa?
Eu me identifico com as músicas do Ultraje. Elas refletem a sociedade brasileira e o ser humano, de forma muito fiel sob um ponto de vista muito divertido e original, além disso, a banda ajudou a formar um mercado de rock no Brasil e toda uma fatia cultural que ainda não tinha força. Eles fazem parte da primeira geração de rock brasileiro, e isso não significa que antes ninguém tivesse feito rock por aqui, mas o Ultraje foi a primeira banda de rock nacional a conseguir um disco de ouro e platina com o álbum “Nós Vamos Invadir Sua Praia” e isso mudou muitas coisas, abriu muitas portas. Então do modo que vejo era uma falta não existir ainda um registro disso tudo. A pesquisa envolveu todo tipo de material: jornais, revistas, documentários, livros, vídeos e textos na internet e diversas entrevistas. Depois de ter a estrutura do livro pronta aprofundei as pesquisas em outras direções para reforçar a contextualização e acrescentar curiosidades.

Em seu livro você retrata um pouco da historia e da influencia do Rock internacional sobre o ULTRAJE A RIGOR e sobre você qual a influencia?
O que mais gosto de ouvir é rock n`roll e é preciso lembrar que rock não é só um estilo de música, são atitudes, são maneiras de encarar a vida e se posicionar diante dos fatos. Então se for fazer uma lista de bandas que gosto vai longe..hehehe mas internacional eu escuto de Little Richard a Foo Fighters, por exemplo.

Você fez entrevista com varias gerações da família ULTRAJE A RIGOR, quais foram suas impressões sobre as diferentes formações?
Todas mantiveram o bom-humor, o que fez com que o Ultraje não se descaracterizasse, mas cada músico deixou a sua própria marca. Acho que a diferença mais marcante é que até 89 todos tinham passado mais ou menos pelas mesmas experiências, a partir daí as novas formações contam com músicos que antes de serem membros do Ultraje eram fãs.

Roger foi o único a permanecer como membro fundador, o que você atribui a tantas mudanças?
A própria vida. A banda tem 30 anos e começou com a ideia de que fosse durar cerca de 5 anos, pois essa era a realidade da época. E as pessoas mudam a todo instante, então é um processo natural de repente querer fazer outra coisa da vida. E em vários momentos a banda ficou afastada da grande mídia, isso contribuiu para que alguns deles deixassem outros sonhos e desejos crescerem até que se sobrepuseram ao Ultraje. Na verdade é raro alguém descobrir aos 20 e poucos anos o que quer fazer da vida para sempre, e isso dar certo. Com o Roger deu certo, mas ele demorou até conseguir viver de música, do Ultraje. Ele é exceção.

Entre o acervo da Banda, qual o álbum que você gosta mais e qual a música que mais escuta?
Eu gosto de todos, mas o que mais gosto é ao vivo, não o disco ao vivo, o show mesmo. E é gostoso estar no show e não saber qual será a próxima “faixa”. A música tem aquela coisa de fase, sabe? Cada época tem uma que escuto mais. As últimas que escutei são uma brincadeira do Agora é Tarde (Band), se é que se pode classificar assim, o álbum se chama “Marchinhas CarnaBullying”. Disponível aqui: http://www.band.com.br/agoraetarde/inicio.asp?c#carnabullying



O que o Rock representa na sua vida e como isso influencia sua vida e seu trabalho?
Como diria o Lobão, o rock é uma música de ruptura. Eu vejo isso se estendendo para todos os campos da minha vida. Não é no sentido de ser um rebelde sem causa, mas de lutar com unhas e dentes pelas causas em que acredito. Ir até o fim custe o que custar, desde que eu seja honesta comigo e com os outros, isso pra mim é rock n`roll.

Quais os planos para 2012? Novo livro etc...
Estou cogitando começar a pesquisar para um novo livro, mas nada esta definido.

Que livros estão na sua cabeceira?
Agora, ‘‘A sangue frio”.

Os principais CDs que estão ao alcance da mão?
Está tudo no computador e já perdi a conta de quantos tenho... rs

Que livros você indica a seus leitores?
Bom, em geral quem curte Ultraje vai gostar das biografias da Blitz (As aventuras da Blitz, de Rodrigo Rodrigues; do Barão (Por que a gente é assim, de Ezequiel Neves, Guto Goffi e Rodrigo Pinto); dos Titãs (A vida até parece uma festa, de Hérica Marmo e Luiz André Alzer), dos Paralamas (Vamo bate lata, de Jamari França) e tem um livro sobre o rock brasileiro que faz um ótimo panorama de tudo que estava acontecendo nos anos 80, Dias de Luta, de Ricardo Alexandre.

Que palavra você gostaria de dar a seus leitores?
Se você ainda não invadiu a praia do Ultraje a Rigor, “não tenha medo, não vai machucar”..rs Leia um trecho exclusivo aqui: http://bit.ly/xLRjL9

Vamos dar uma “rapidinha” ?

A música é o que me move
A gente é tudo igual, mas diferente
Vem quente que eu estou doscencre
A história está um Ultraje a Rigor
Leitura é para todos que se inspiram com música ou com a história de quem a toca
Nois vamo invadir tua estante de livros


Ela é muito fofa! Uma pessoa adorável e muito inteligente nas respostas. E digo mais , foi feliz na escolha do livro!
Vamos ao sorteio?!?!?


Regras do sorteio:

1. Você precisa seguir publicamente o blogue http://lilianpoesiablogs.blogspot.com/
Curtir a página do Poesia na Alma no Facebook ;


2. Seguir @liligarota e @DeaAscencao no twitter;
3. Dar RT na frase:


"Nós vamos invadir sua praia com o livro da Andréa Ascenção por @DeaAscencao e a @liligarota no http://kingo.to/11hx " 


4. Comentar esse post indicando seu twitter (com o @) e email e nome de seguidor no blog.
5. É necessário ter endereço de residência no Brasil.
A promoção dura até o dia 08 de abril de 2012! sorte, pois o livro é muito bom e já está na minha estante de clássicos!


Entrevista de Renê Moura

12 comentários:

  1. Já estou participando! \o/

    Twitter: @Nakalio
    E-mail: nakalio@hotmail.com
    Seguidor: Felipe Vinicius

    ResponderExcluir
  2. Participando
    Twitter: @reginavares
    E-mail: reginavares@yahoo.com.br
    Seguidor: Reginavares (tiaregina)

    ResponderExcluir
  3. Participando
    Twitter: @mcrisaragao
    Seguidor do blog: Cris Aragão
    Facebook: Cris Aragão
    E-mail: mcrisaragao@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Participando
    Twitter: @thitrisltz
    Seguidor do Blog: Thiago H. P. Trisltz
    Email: thiago_trisltz@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Participando!!
    @lisilacerda
    Seguidora: Lisi Lacerda
    E-mail: lisi.stargirl@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Já estou louca para conhecer este livro!

    @marabh1
    mara_mota@ig.com.br
    Seguidora: Mara Póvoa

    ResponderExcluir
  7. Que legal!
    @rafa__rafa
    rafersom@hotmail.com
    Rafael Fernandes

    ResponderExcluir
  8. Tô nessa. Vida loga ao rock de verdade.

    cesarsf@ymail.com

    ResponderExcluir
  9. Olá. Adorei a entrevista e já estou participando do sorteio.
    O livro tem cara de ser bem legal e interessante. Curti muito esta banda.
    Seguem meus dados, bjus
    twitter: @liachristo
    email: liachristo@gmail.com
    nome de seguidor: Liachristo

    ResponderExcluir
  10. Já tinha assistindo uma entrevista da escritora no Agora éTarde e adorei a ideia do livro.
    adriana medeiros
    @dricamedeiros
    drica-dito@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Querooo!

    @PaulaCWinner
    aninha86@yahoo.com.br
    Paula C.

    ResponderExcluir
  12. Participando e torcendo.....Biografia?? Amo!!!!!!!!

    Seguidora:O Vazio na Flor
    Email:silenciored@yahoo.com.br
    Seguidora:O Vazio na Flor
    Twitter:@AngelaGabriel1

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma