[POESIA] Esconde-esconde




24 agosto 2012

Imagem por * LindoArt

Treme o homem
Que se esconde
Na minha veia
Treme de afeto
E curtição
O sorriso maroto
De um homem
Que já não se esconde
Convicto de si
Liberto de ti
Aberto pra mim
Esconde o homem
Da mulher
Em brutas faces
E faces feitas
De vidas vividas
De cóleras
Sem curas
De ruas escuras
De túneis
No fim da luz
Esconde e mostra o
Homem
Que todos os dias em mim
Vira rebuliço
É um tolo bobo
Um menino completo
De braços aberto
Esconde-esconde
Todos os dias
No dia-a-dia
Sem muita fadiga
Constato em mim
Um homem encantado
Que mora no útero
De cada mulher
Desperta.

Para os queridos Suzete Carvalho e Renê Moura.


Por Lilian Farias

5 comentários:

  1. Uiiiiii!!

    Menina, quanta sapiência em teus versos...a profundidade da tua poesia sai do íntimo e vai à pele em erupção!!
    Lindooo!!

    ResponderExcluir
  2. Boa Tarde Lilian,

    Muito lindo o seu texto e pelo jeito talento você tem de sobra...continue assim...parabéns...abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Posso dizer um única palavra já escrevendo um monte: INTENSO.

    Atenciosamente,
    @RSMerces

    ResponderExcluir
  4. Querida Lilian. Revisitando seu blog, me dei conta de que não havia deixado um comentário de agradecimento pela dedicatória de sua poesia. Obrigada, sim, pelo belo blog e por sua generosidade. Abraço carinhoso.
    Suzete Carvalho

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma