POESIA – QUANDO O SILÊNCIO ME INVADE




12 dezembro 2012
by_unknownwittness


Quando o silêncio me invade
É hora de fazer poesia
Quando estou só na estrada
É hora de acordar meus ancestrais
Quando a lua me faz triste
É hora de acordar
E se as palavras me faltarem
Pedirei ao silêncio
Para sussurrar a verdade
Dos anjos no meu ouvido
Eu ouço a brisa
E caminho
Sem caminho
Morrendo para viver
...
Se for tarde demais
Amanhã
Acordarei mais cedo
Quando estiver só
Chamarei com vontade
Todas as mulheres que habitam em mim
Vivendo e morrendo
Para depois morrer
Para depois nascer
Para depois ser evocada
Pelas gerações futuras
...
Como a primeira rosa do jardim
Desfrutando dos espinhos
No ornamento da luz
Que me leva até o meu bem.

Por Lilian Farias 

6 comentários:

  1. Adorei a poesia...
    A imagem é linda

    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Adorei a poesia, muito linda.
    Você escreve super bem mesmo e a imagem é demais, adorei.

    Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Seus escritos estão, são tão intensos e cheios de vida quanto os de Clarisse Lispector. Certamente comparações são, podem ser desagradáveis, mas, sobre seus textos, os gosto tanto como os de C.L. Parabéns Lilian.

    ResponderExcluir
  4. nossa amei sua poesia, e assim como você também escrevo compulsivamente, e um dos poetas que mais me expira é Fernando Pessoa!!

    ResponderExcluir
  5. poxa, gente, obrigada pela sinceridade!
    Kimberlli, vc escreve como poeta...

    ResponderExcluir
  6. O silêncio mas faz refletir e esse ato por sua vez me inspira a escrever.


    Att,
    R.S.Merces

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma