O grande Gatsby




15 maio 2013




A obra traz como pano de fundo a sociedade americana da década de 1920, época que ficou conhecida como a era do jazz. Ao se mudar para a casa ao lado, Nick Carraway adentra o mundo de extravagância e luxo de Jay Gatsby, um misterioso milionário que, na verdade, busca a atenção de um antigo amor, Daisy Buchanan, de quem se separou na Primeira Guerra Mundial. 
A edição traz ainda o prefácio à edição americana de 1934, escrita pelo próprio Fitzgerald; um posfácio do escritor americano Alex Gilvarry, autor de Nada além da verdade; uma seleção das cartas que Fitzgerald escreveu a Maxwell Perkins, seu editor à época da publicação de O grande Gatsby; e a cronologia da vida e obra do autor. 
Um retrato pungente da decadência de uma sociedade materialista e deslumbrada com o poderio do pós-guerra e dos trágicos danos causados por uma obsessão lancinante com o passado.


Sobre o autor


F. Scott Fitzgerald nasceu em 24 de setembro de 1896, em Minnesota. Em 1918, conheceuZeldaSayre, jovem da alta sociedade com quem viria a se casar pouco depois e ter uma filha, Frances Scott Fitzgerald.Em 1920 publicou seu primeiro romance, Este lado do paraíso, pelo qual foi aclamado pela crítica e pelo público. Entre suas obras, destacam-se também os romances Os belos e malditos e Suave é a noite, além de diversos contos e peças de teatro. Em 1940, sofreu um ataque cardíaco fatal, enquanto trabalhava em O último dos magnatas.

4 comentários:

  1. achei bem interessante, tem uma tematica curiosa e o ambiente que se d esenrrola os fatos é bem convidativo

    ResponderExcluir
  2. É bom saber que os livros quebram a barreira do tempo e são eternos. Gostaria de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Não tinha ouvido falar no livro ainda. Mas que bom que você postou porque gostei de saber do que se trata o livro : )

    ResponderExcluir
  4. me parece ser bem interessante gostei bastante , adoraria ler ele

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma