Resenha - As violetas de março




06 maio 2013

 





"Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar. Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história. Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades."

Tenho andado um pouco apática para a literatura, contudo As violetas de março, Sarah Jio, 299 páginas, Novo Conceito, me tirou dessa fossa literária. Considerei uma história diferente, apesar de não ter muitas surpresas, fiquei presa à história até o final. Não sei se a Emily, com todo o seu sofrimento, me fisgou ou se o diário secreto me encantou mais.

Emily está passando por um processo de separação doloroso e resolve viajar para o lugar onde sempre foi o seu porto seguro: a casa da tia Bee em Bainbridge. Lá encontra um diário datado de 1940 com uma forte história de amor e ódio. Além do diário e da separação, Emily também precisa lidar com uma avalanche de recordações da juventude, reencontrando um antigo namorado.


Emily é uma mulher madura e cheia de conflitos, dos quais não foge. Portanto não iremos nos deparar com uma história mel com açúcar, ou seja, que for diabético literário não terá uma overdose de açúcar literário. O grande segredo está em descobri a relação do título com o enredo do livro, é essa descoberta que nos leva e também a própria personagem a renovar a esperança!

As violetas de março é um daqueles livros que lemos num dia gostoso de chuva e depois sentimos uma baita ressaca literária. É também um bom livro para dar de presente! Caso você tenha muito interesse, se quiser participar no Top comentarista deste mês e concorrer a um exemplar, é só participar! 

Por Lilian Farias

7 comentários:

  1. Pouco açúcar literário? Acho que estou precisando um pouco disso. Curti muito a sinopse do livro e ele parece demais. Já vou adicionar a listinha de livros parar serem lidos, oba!

    http://compulsivebookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha! Estou ansiosa para ler As Violetas de Março! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Ola querida, você foi tagueada lá no blog. Confira...

    http://livros-recomendados.blogspot.com.br/2013/05/tag-11-coisas.html

    ResponderExcluir
  4. estou super em polgada com esse livro, me parece ser incrivel e emocionante

    ResponderExcluir
  5. Estou participando do top para tentar ganhar ele, pois a muito tempo quero ler e me encantar com esse livro.

    ResponderExcluir
  6. Isso tá me cheirando a intertextualidade! Preciso ler este livro.

    ResponderExcluir
  7. estou super curiosa com esse livro, a capa dele me deixa intrigada, tem uma sinopse incrivel

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma