Resenha – Inverno do mundo




08 setembro 2013

Nossa, acabei! Com os dias super apertados, milhares e milhares de livros, consegui terminar a leitura de 873 páginas do livro Inverno do mundo, Editora Arqueiro, de Ken Follett. Admito que, fiquei encantada com o título do livro, a perfeição da capa e o esplendor da sinopse. A força da narrativa terminou de me conquistar, simples assim!
A temática é a 2ª guerra e a doença do nazismo, que infelizmente até hoje perdura. O autor faz um apanhado histórico e romântico do pré-guerra de forma tão profunda que pude sentir as dores e angústias de cada personagem; senti desprezo e nojo de outros e alguns não sobrou sentimentos.
Mas tem um pequeno detalhe do livro, que não tira seu brilho de entendimento: eis que é o segundo livro da trilogia o século. Lógico que não li o primeiro livro; putz! Estou envergonhada! Mas sei que as personagens já foram relatadas no primeiro livro.
O livro é narrado no período da ‘Grande depressão’ do mundo e o modo com Hitler ‘conquista’ o poder supremo. E pela voz de cinco famílias - americana, alemã, russa, inglesa e galesa - fui levada a um encontro textual forte que é o Inverno do mundo.
Famílias destruídas; crianças sendo assassinadas brutalmente; falta de liberdade; conflitos internos e externos; violência; amor e muito ódio. São tantas informações num único livro que fico confusa e não me sinto a vontade para falar de tudo.
A história da segunda guerra e o que antecedeu já sabemos muito bem pelos livros de história; muitos outros livro de não ficção também trazem histórias fabulosas, mas Inverno mexeu comigo de mineira distinta. A primeira e primordial, não é um livro fútil.

5 comentários:

  1. Nossa 873 não é pouca coisa não '-'
    Nunca me canso de ler livros que envolvem 2ª guerra , mais um que vai entrar pra lista! Que bom que não precisa ler o primeiro pra entender.

    ResponderExcluir
  2. São muitas páginas, ual!
    Eu gosto muito de leituras que tenham no seu tema a 2ª guerra mundial, são sempre leituras prazerosas.
    Gostaria muito de conhecer essa história.

    ResponderExcluir
  3. Eu sou fã de história que se passem em guerras, e tudo que aconteceu realmente na história dos países. Vou ver se consigo ele o o primeiro também.

    ResponderExcluir
  4. é bem legal essas historias que se passam em momentos de conflito, tem muito conhecimento dentro deles

    ResponderExcluir
  5. caramba muito bom esse livro , a resenha ficou super convidativa

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma