Resenha – Corações feridos




12 outubro 2013
Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte… Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?


Sabe, uma coisa me deixa deveras intrigada: por que popularizaram mulheres em imagens usando guarda-chuva sem chuva? Continuo intrigada! Mas essa é a capa do livro Corações feridos, Novo conceito, Louisa Reid, 252 páginas.
O ar de sofrimento, já descrito nas primeiras linhas, casa perfeitamente com a estética da capa. “ Olhe para dentro, retire a pele, a carne e os ossos e encontrará uma biblioteca de sofrimentos.”
As primeiras páginas já me deram vontade de chorar muito. O sofrimento de Rebecca narrando o velório da irmã Hephzi comovem! Não se sabe ao certo a causa da morte de Hephzi; tudo o que fica bem claro, era a necessidade de liberdade que essas irmãs almejavam. Com pais opressores e religiosos fanáticos, as irmãs são privadas da própria ‘vida’.
Rebecca era tímida e introvertida, além de ter uma síndrome; já Hephzi era linda e esperta, além de proteger a irmã. A autora começa a fazer um flashback, contando a história de  Hephzi antes de morrer e de como Rebecca passa a viver após a morte da querida irmã.
inocência das irmãs nos faz torcer por elas; mesmo sabendo o trágico fim de Hephzi. ela acreditava que se encontrasse alguém que a amasse de verdade, poderia sair de casa e mudar toda aquela realidade, também incentivava Rebecca a olhar para o mundo com outros olhos: o olhar da esperança! Agora imaginem, essas duas com um pais louco, severo e controlador: namorando? MORTE!
no caso do namoro, só se estendeu a Hephzi, que pagou com a própria vida. Mas o que restou para Rebecca depois da morte da irmã? 





















Não é uma leitura simples, a autora nos faz sentir cada dor e sofrimento vividos pelas irmãs; nos mostra cruelmente a tortura que elas passam nas mãos de um pai severo e doente. Eu chorei; fiquei indignada; transtornada, mas não pude deixar de ler até o final! Confesso que não esperava que fosse algo tão tenso; e, infelizmente, por trabalhar com educação, eu já vi algo do tipo e coisas bem piores. 


7 comentários:

  1. Esse é o tipo de livro que provoca muito sofrimento, eu leio com o coração doendo. Mas é mais do que um retrato a doença e da maldade humana, é uma lição de que é necessário resistir e lutar sempre pelo melhor.

    ResponderExcluir
  2. Tenho que ler esse livro.
    Estou tão curiosa para conhecer a história dessas irmãs e saber tudo o que elas passaram durante a vida...

    ResponderExcluir
  3. Deve ser repleto de mistério esse livro. E ainda mais com muita realidade envolvida. As irmãs devem ter sofrido muito. Quero ler.

    ResponderExcluir
  4. gostei muito desse livro, capa super interessante e parece ter um misto de sentimentos incrivel

    ResponderExcluir
  5. nossa fiquei bem impressionada com a tematica desse livro, sua resenha me deixou intrigadissima

    ResponderExcluir
  6. essa historia é perfeita, gostei demais, parece ser forte e com pontos fortes

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma