Lançamento Simultâneo




01 novembro 2013

Gisela Dória, bailarina, coreógrafa, pesquisadora e professora de dança, ao examinar a obra do grupo de dança mineiro Primeiro Ato, neste A Poética de “Sem Lugar”: Por uma Teatralidade na Dança, que a Perspectiva traz a público em sua coleção Estudos, abre um vasto campo de investigação, em que são abordadas a relação entre cena e literatura e entre dança e teatro, simultaneamente e de maneira específica. Sem se deixar levar por ambições puramente tecnicistas ou modelos analíticos que restringiriam a complexidade do fenômeno artístico, Dória, antes de tudo, resgata aspectos importantes da história da dança no Brasil, que auxiliam na percepção do território expressivo no qual o espetáculo do grupo mineiro se insere. Visto de forma não linear, esse percurso emerge como articulação entre campos tensivos que não se explicam, antes revelam vetores de disseminação, aglutinação e definição estética. Acercando-se cautelosamente de Sem Lugar, examina-o pelo registro vertical e horizontal de pulsões de seu universo expressivo, de seu processo criativo e de sua manifestação espetacular, tornando sensível e visível ao olhar a teatralidade da incorporação como camada intrínseca do material cênico.

Ator, diretor, pesquisador e professor de teatro, Matteo Bonfitto vem se preocupando ao longo de sua carreira, em que livros, espetáculos e performances lhe conferem um lugar todo seu no palco e nos espaços teatrais paulistas, com não só o fenômeno que constitui o teatro na sua corporeidade e objetividade, ou seja, a representação na relação ao vivo entre emissor e receptor, como com o núcleo, para não dizer a célula central e vital dessa obra ao vivo que é o intérprete, o performer, no ato instaurador e constitutivo de sua proposta ao espectador: a performance da interpretação. É claro que esta, por sua vez, exige também a interpretação da performance. Daí o paralelismo que percorre os trabalhos do autor deste estudo sobre a dupla xipófaga que é a do ator e do performer. O que os distingue? Em que medida eles se distinguem e quando? São as indagações que o artista-pesquisador garimpa pelos filtros não só de uma sensibilidade impressionista, mas também com requintado instrumental crítico e filosófico, e com os elementos das grades modernas da investigação teórica, nas quais, sem dúvida, as inquietações, as vivências e, sobretudo, os impactos da sociedade atual e da instantaneidade e suas instaurações, participações e comunicações se faz presente nas incertezas e nas conquistas de uma reflexiva voz autoral e analítica, ora consubstanciada em escritura e graficamente materializada neste Entre o Ator e o Performer, que a editora Perspectiva publica em sua coleção Estudos.

9 comentários:

  1. Boa tarde,

    Achei as novidades interessantes...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Tenho certeza que foi um ótimo evento! :D

    ResponderExcluir
  3. Ótimos lançamentos. Espero poder conhecer mais cada um dos livros.

    ResponderExcluir
  4. Ótimos lançamentos, espero poder conhecer mais sobre cada um deles.

    ResponderExcluir
  5. otimos lançamentos, gostei bastante

    ResponderExcluir
  6. uma otima novidade, lançamentos incriveis

    ResponderExcluir
  7. Que pena, se fosse no Rio de Janeiro eu iria, mas São Paulo não dá...

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma