Resenha – Quando eu era Joe




26 janeiro 2014



A primeira impressão é a fica; a segunda; terceira; quarta; quinta... também! Esperava, pela capa do livro, algo forte, o título também me pareceu trazer algo bastante denso. Minhas expectativas se confirmaram! Quando eu era Joe, Keren David, Novo Conceito, 318 páginas; causou boa impressão em todos os momentos.

Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

Ty é testemunha chave de um crime terrível que acontece em Londres; e devido ao caos, ele e a mãe vão para um programa de proteção à testemunha. Então, ele passa a se chamar Joe; mas não é apenas a sua identidade que muda. Fisicamente ele precisa mudar!
Ty tem apenas 14 anos e passa por uma situação que ninguém quer. O amadurecimento precoce também traz alguns Poucos benefícios. Depois que se tornou Joe, mudou de cidade e consequentemente, escola; ele passa a ter mais notoriedade, ser popular, querido. ‘Tudo’ o que um garoto de 14 anos deseja...

Contudo, o sucesso tem seus percalços, muitas pessoas cultivam admiração por Joe, mas outras a inveja! E claro que não é nada fácil para um menino conviver com tantos segredos...

Gostei do livro que tem continuação! A narrativa é empolgante e bacana, li em um dia e fiquei encantada esperando o próximo!


A vida de Joe não é simples e nem permeada por aquelas histórias normais e clichês de todos os livros; algo sério e grave o tira de sua condição de criança para fazê-lo refletir sobre a realidade da vida adulta. Certo que precocemente; mas quantos jovens não passam pela mesma situação? 

3 comentários:

  1. Olá Lilian,

    Esse livro esta na minha lista de espera de leitura e espero gostar também....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estou muito interessada em ler esse livro parece ser muito intenso e forte

    ResponderExcluir
  3. Uma historia incrivel, fiquei muito impressionada com a historia e é um livro que quero em breve ler

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma