Elegia transcendental, Mario gomes




31 dezembro 2014




uma estrelinha no céu morreu.

as outras fizeram-lhe enterro.

as nuvens choraram.

a lua fez o velório.

jesus celebrou uma missa.

e eu fiz esta elegia

enquanto o céu ficava de luto.

1 comentários:

  1. E Hoje somos nós que ficamos de luto por ele.
    Descanse em paz grande poeta!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma