Para 2015, por Lilian Farias




31 dezembro 2014


Para 2015, também para eternidade, quero menos ódio. 
Quero equidade;
Respeito; 
Dignidade; 
Zero Machismo e preconceito; 
Quero sair na rua sem medo por ser mulher; 
Quero a literatura livre; 
Oportunidades; 
Que a religião não seja arma nas mãos dos fanáticos preconceituosos; 
Que os humanos possam aprender com a sabedoria da natureza; 
Que os animais sejam nossos amigos e não inimigos;
Que as gaiolas seja abertas;
Que a vida seja preservada;
Que a literatura nacional seja respeita e valorizada;
Que a música nos ensine a ser resilientes;
Que a dança seja a própria resiliência;
Que pessoas possam se amar por amor e não por gêneros definidos; 
Que o sexo não seja tabu e nem endemoniado, mas uma simples necessidade humana, tão quão o respirar;
Eu quero ver, sentir, viver!

2 comentários:

  1. Que lindo, concordo plenamente te desejo tudo isso também
    Em genero, numero e grau
    beijos, Feliz ano novo.

    ResponderExcluir
  2. Adorei ... que você realize todos os seu sonhos. Feliz 2015

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma