Literatura, cinema e autores, com Liliana Mathias




04 fevereiro 2015

Liliana Mathias é natural de Belo Horizonte.  Formada em letras pela U.F.M.G, foi professora por quase dez anos na rede estadual de Minas gerais. Trabalhou como revisora durante algum tempo, mas preferiu se dedicar a tradução. E Atualmente, também é escritora. Sua primeira obra Amor Perfeito será lançada em breve. Romance, com toques de fantasia é seu estilo preferido de escrita, tendendo também para o gênero; chick-Lit.
Libriana com ascendente em peixes escreve desde os 12 anos de idade. Escrevia, grampeava e ilustrava por sua conta e distribuía para familiares e amigos.
Amante da natureza vive cercada de plantas, flores e árvores. Ler é outra grande paixão. Que pratica sem economizar, pois tem mania de ler dois ou mais livros ao mesmo tempo.
Tem um blog de poemas; criados baseados em emoções vividas por ela ao longo de sua vida afetiva.
Sensível por natureza; viagens, esportes, danças e filmes são seus hobbies.
Sua imaginação ilimitada rendeu mais de 20 prêmios em concursos e frases cuja regra priorizava a criatividade. O maior deles foi a entrada vip no grandioso prêmio da revista Contigo de TV; Participou da festa no Copacabana Palace hotel em 2009 no Rio de Janeiro.
Autora do livro; Amor Perfeito


Indicação de Filme e/ou série:
Como uma escritora romântica e sonhadora, não poderia assistir á filmes diferentes; visto que quando me entrego à essa paixão é intuindo divertir e desligar do mundo. Portanto; filmes intelectuais, culturais e profundos não fazem parte do meu repertório.  Contos de fadas são os meu preferidos, pois além de me elevar às nuvens, mostra lições preciosas para a nossa vida cotidiana.
Filme; Malévola
Um filme de Robert Stromberg, lançado em 29 de Maio de 2014 e estrelado pela musa do meu querido Brad Pitt; Angelina Jolie. Baseado em um dos meus contos preferidos; A Bela Adormecida, o filme conta a história de Malévola; a protetora do reino dos moors. Desde pequena, esta jovem mulher com chifres e asas mantém a paz entre dois reinos diferentes. Mas tudo muda quando se apaixona por Stefani; um menino ambicioso que almeja se tornar líder do reino vizinho. Após um caloroso romance, ele abandona Malévola para conquistar seus planos. Profundamente magoada, Malévola torna-se vingativa e amarga. Amaldiçoa a filha do ex-amado; Aurora ( Elle Fanning), mas ao conviver com ela na floresta, Malévola amolece, tornando-se o que sempre fora; doce e generosa.



O Motivo?  Indiquei este filme porque acredito que os contos de fadas são preciosidades do mundo cinematográfico; além de alcançar o público em geral, nos oferece lições de vida e de moral.  Sem perceber e divertindo entre metáforas e encantamentos, estamos internalizando as preciosas dicas para uma vida mais equilibrada e feliz.
Sem mencionar as cenas belíssimas da tal versão mega moderna com imagens digitais, efeitos sonoros e espetáculo pirotécnico. Para fechar com chave de ouro no quesito; altruísmo; a Malévola naturalmente má na trama original, aqui nota-se sua transformação; de cruel para bondosa. Mostrando que o bem sempre vence no final.


Onde encontrar? Nas telas de cinema não dá mais, pois o filme saiu de cartaz, mas no youtube se encontra ainda que dublado;



Gostaria de ressaltar alguma curiosidade do filme?

O surpreendente final; bem diferente do esperado foi o diferencial. Claro que como boa romântica que sou; aguardo a continuação, caso haja, pois faltou somente um detalhe para que ele fosse considerado perfeito para mim.

5 comentários:

  1. Adorei a Liliana, ela parece ser uma fofa e ótima autora. E esse filme então? Eu amo porque nunca tinha visto a Malévola como uma pessoa boa e muito menos imaginava a sua história e o motivo pelo qual ela se transformou em vilã, amei o post!!

    Mutações Faíscantes da Porto

    ResponderExcluir
  2. Como minha amiga é chique! Em poucos minutos a conheci ainda mais.
    Adorei a indicação do filme, ainda não assisti. E parabéns pelo seu primeiro livro, Lili, te desejo todo o sucesso do mundo.
    Parabéns ao blog também :D Amei.

    Beijokas.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lilian! Cara eu amo essa sua coluna, porque além de vermos um filme que gostamos, ou não, através dos olhos pessoa, a gente também conhece autores diferentes, e que por sua vez se demonstram ser pessoas gostosas de se conhecer, como Liliana. Eu ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii o filme Malévola, adorei a releitura que fizeram do conto, porque como disse a Carol aí em cima, sempre a colocaram num patamar de bruxa má.......... Muito bom ver o que levou Malévola fazer oque fez, por outro angulo. Assisto e re-assisto o filme sempre. bjs
    Eykler
    www.amorascompimenta.com

    ResponderExcluir
  4. Lilian, sua dica de filme é maravilhosa! Fui assistir no cinema Malévola ano passado e simplesmente amei! O filme já tem pra venda, e vale muito a pena pelos extras maravilhosos hahahaha Adorei as duas dicas <3

    Beijoks
    Renata,
    psychoreader.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. eu ainda não vi Malévola, e me recuso a ver dublado u.u
    adorei a indicação dela e o porque de ter indicado esse filme.. e acho que todo vilão já foi bom ou teve algum resquicio de bondade algum dia... se endureceu o coração, há motivos fortes por trás disso...

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma