Núcleo de Literatura Fabulografias realiza Sarau e Oficinas sobre africanidades




08 março 2015


Fonte  - Movimento Brasil Literário


O Núcleo, conduzido pela Associação de Leitura do Brasil (ALB), tem realizado diversas atividades com foco em relações raciais e o combate ao racismo.

O Sarau envolveu artistas, pesquisadores, universitários e um público variado. O mote foi uma criação audiovisual coletiva, a partir do tema das mudanças climáticas, da seca, das inundações. "O espaço do MIS foi tomado por cachoeiras de pano, simulações digitais de mar, exposição de sons e sentidos. Criamos um rio que desembocava na rua, cheio de poemas, mini-contos, livros e imagens produzidas e/ou selecionadas pelo Coletivo", conta o relato do Núcleo.
A nascente do rio era de uma Cabaça, utensílio utilizado no armazenamento e transporte da água e símbolo da criação do mundo e das águas na cultura iorubá. E, por entre o rio, foram declamados poemas: "A participação do Coletivo Fabulografias na exposição foi inundada de sensações e reconstruções. O espaço incorporou o devir do momento, expresso através do rio que comungou poesia, imagens, cheiros e música e envolveu as pessoas ali presentes num transe: a voz virou o instrumento, o instrumento poesia, a poesia imagem, a imagem cheiro".
Além disso, o Núcleo Fabulografias foi convidado a participar de um evento de capacitação sobre ensino com foco em africanidades, buscando a descolonização e combate ao racismo presente em todas as esferas sociais, inclusive na do ensino. O público era composto por professores coordenadores da Diretoria de Ensino Campinas Leste. "Uma aluna vestida com traje do seu terreiro Candomblé falou de sua religião e convidou a todos para irem até a casa dela conhecerem de perto toda essa riqueza que resiste. Foi muito axé!", conta o relato do Núcleo. Dentro da proposta de promoção da leitura literária, foi montada uma exposição com imagens criadas em outras oficinas, poemas, mini-contos, livros e instrumentos.
Sobre o Núcleo
Núcleo de Leituras Fabulografias possibilita o contato de jovens de escolas públicas e de comunidades não-escolares com as dimensões estéticas da literatura e das artes visuais - cinema e fotografia - e estimula a criação com palavras e imagens, em especial, com a poesia e com a fotografia. Propõe-se também aproximar os jovens da literatura de países africanos de língua portuguesa em seu íntimo diálogo com a literatura brasileira, a partir do contato com obras literárias e produções de cinema.
Saiba mais sobre as atividades do Núcleo: http://fabulografias-alb.blogspot.com.br/

22 comentários:

  1. Que post espetacular!!!
    Adorei ver algum blog falando sobre a cultura afro, mais especificamente sobre a literatura.
    Parabéns!!!

    Café com Letras

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, esse mundo me fascina,
    Amo e sempre que posso participo de saraus,
    e ultimamente tenho me interessado pela cultura Iorubá
    que conheci através de livros de fantasia da Renata Ventura,
    achei super interessante seu post e muito instrutivo.
    Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
  3. muito interessante seu post!
    saber mais sobre a cultura de leitura afro, ameiii
    bus

    ResponderExcluir
  4. É muito importante o conhecimento sobre a cultura afro. Ainda mais se pudermos conhecer através da literatura, é um ganho duplo. Parabéns pelo post.
    Bjs, Isabella

    ResponderExcluir
  5. Olá =)

    Parabéns pelo post! Saraus são sempre bem vindos, pena que poucas pessoas da minha cidade apreciam. Esse voltado ao conhecimento sobre a cultura afro é sensacional. Juntando com literatura então? Perfeito. Espero que seja incrível. Adorei saber mais sobre ele.


    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oláá
    Nossa, que Sarau interessante, a intenção é simplesmente linda, muito bom se mais pessoas tivessem inciativas assim, fica ainda melhor quando inclui literatura e também os jovens, cultura é sempre bom conhecer mais, muuuito interessante o post.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Muito legal esse post, gosto muito de saraus e projetos culturais como este. A cultura afro sempre me encanta, bjus!!
    http://lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? Adorei a ideia dos saraus! Nunca fui a um como participante. Gosto muito da cultura afro, pois acho que ela é pouco explorada em qualquer âmbito. Fiquei sabendo esses dias que a primeira mulher brasileira romancista escreveu sobre o tema em 1859, com o livro "Úrsula". Um livro lindo que nunca esquecerei sobre os africanos é Pequena Abelha, do Chris Cleave. Li-o há muito tempo, mas sei que levarei essa história para sempre. Recomendo a leitura! Mais uma vez, parabéns!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem! Adorei a o projeto, ainda não participei de nada parecido. Mas quero muito fazer parte de algo assim. Muito bom fazer os jovens se aproximarem da cultura afro e conhecer mais sua literatura, e sua arte.

    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Esse projeto é muito interessante!
    Eu gostaria de saber mais sobre a cultura afro, literatura, religião...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  11. Eu sempre tive vontade de ir a um Sarau. Creio que esse será maravilhoso, pena eu não poder ir :(

    ResponderExcluir
  12. Nossa, que projeto mega interessante! Sempre quis em um Sarau, mas nunca tive oportunidade. A cultura Afro é tão fascinante e faz parte da nossa cultura! É sempre bom conhecer!
    Beijos
    cheireiumlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Que incrível esse projeto! Muito importante em uma era que a cultura afro está sem representatividade na mídia.

    Beijo!

    Luiza Liz
    Hello Liz - https://www.youtube.com/channel/UCHHOLxS27CM6-YZmclJfONw?sub_confirmation=1

    ResponderExcluir
  14. Que proposta linda, rica e de extrema importância por aproximar academia, profissionais liberais, terceiro setor, comunidade escolar todos juntos buscando a interação e o dialogo sobre assuntos tão relevantes quanto o é minimizar e até mesmo extinguir o preconceito e o racismo principalmente de dentro das escolas, onde as filhas e filhos do nosso país tem sido formados. Parabéns pela iniciativa deste projeto e que ele possa se expandir e se multiplicar. <3

    ResponderExcluir
  15. Oi, Lílian!
    Que evento bacana e de suma importância!
    Sou professora e me interessei bastante.
    Já estou indo conhecer o Núcleo de Leituras Fabulografias!
    Parabéns por divulgar!

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie, Lilian!
    Que legal a criação do núcleo, o tema para o qual ele se volta, o evento realizado. Mas o que mais chamou atenção foi um de seus objetivos: a aproximação entre jovens leitores brasileiros e de países africanos. Muito bacana da sua parte ter divulgado. Vou dar uma olhada no blog sobre o núcleo.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ❤

    ResponderExcluir
  17. Oi Lilian, uma bela iniciativa esta. Não conhecia o projeto. Muito bom ver a cultura afro sendo divulgada, ainda mais ela que é o nosso berço.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  18. Oii
    Que post interessante!!!
    É muito bom essas coisas sabia? Adoro Saraus e ainda mais sabendo um pouco mais sobre a cultura afro que de forma indireta está ligada a nossa não?

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Lilian, tudo bem?

    Que máximo esse Sarau. Acho que nunca fui a um. A inciativa é ótima e o tema é super interessante

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oie, tudo bom?
    Eu nunca fui a um Sarau e achei interessante. Minha cunhada é historiadora e estudou literatura africana e já me falou um pouco sobre isso.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá! Que legal saber mais sobre essa iniciativa. O tema discutido é realmente importante e é muito legal que está sendo debatido em diversas formas. É uma ótima maneira de chamar a atenção do público e promover reflexão sobre o assunto. Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi Lilian, tudo bem?
    Eu adorei demais essa iniciativa, sempre é bom combater contra o preconceito e eu fiquei super feliz por seu interesse nesse projeto e ter compartilhado aqui no blog com os seus leitores (: Apesar de não ter conhecido a literatura africana, fiquei aqui morrendo de curiosidade em descobrir (rs).

    Beijos,
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma