Resenha - Crimes do Tarô, de Leonardo Nóbrega




10 março 2015

Teoria da conspiração sempre foi algo que fascinou a humanidade, hoje, com a popularização dos meios de comunicação, ela tornou-se cada vez mais frequente, beirando ao caos do absurdo. Porém, quando essas teorias são mais reais que a nossa vã inocência possa suportar? Quando o secreto e assustador toma conta da sua vida e você nem percebe?  Em Crimes do Tarô, de Leonardo Nóbrega, Editora Premius, 333 páginas, além de encontrarmos muito mistério, iremos nos deparar com romance policial de tirar o fôlego em cada linha. Mas, antes de iniciar a resenha, quero agradecer ao autor/amigo pela singela homenagem que prestou a mim em seu livro e aos meus dois romances. Fiquei feliz e encantada. Detalhe, não entendi o motivo de ele ter me matado. Eu não merecia. Eu sei que eu encrenco muito com o Leonardo, mas me matar???? eu não fiz nada de errado... rsrsrsrs  #brincadeira

A livraria estava deserta àquela hora da manhã. Tinha um clima tranquilo, era um espaço de paz onde cheiros, luzes e sombras, objetos e móveis antigos em madeira escura harmonizavam-se. Era possível reconhecer ali a presença de culturas milenares e a sapiência de povos ancestrais. Mesmo pessoas céticas, como inspetor Tomás, podiam sentir a energia esotérica que inundava aquela pequena sala em uma estreita galeria do Bairro Cigano. A presença de Tomás naquela loja demonstrava a certeza que ele agora tinha de que mais cartas de tarô surgiriam para decifrar. Tinha esperança que não fossem muitas.


Tomas é um homem que carrega um sofrimento do passado. Cético. Movido em prol do trabalho. Uma sociedade secreta, que se traveste como sociedade 'de bem'. A comunidade cigana, marginalizada e esquecida. Uma pessoa que comete crimes capaz de balançar a estrutura de todos e como única evidência, as cartas de tarô. Edith, uma linda mulher, parece ser a única realmente interessada em ajudar a solucionar os crimes que veem abalando a cidade e que podem colocar a comunidade cigana me risco... No meio do caos, nasce uma história de amor.


Tomás e Edith são acometidos por uma paixão, mas, segundo a cigana, que leu a mão de Tomás, nem todos os amores são possíveis. Será que eles têm força para mudar o destino? Mesmo com todo o clima de romance, Tomás não esquece sua missão e coloca Edith como uma das suspeitas. Mas, como poderia a única pessoa que mostrou lealdade e honestidade ser sua suspeita? E Tomás fica dividido entre razão e emoção.

No meio dos conflitos, a vida dele está em risco. Já que falamos de uma sociedade secreta, que, na verdade, tem domínio sobre tudo o que acontece na cidade e no mundo. É uma rede criminosa espalhada pelo mundo, com ideais nazistas, capaz de manipular aqueles que estão na sua teia prestes a serem devorados.

“Não se faz perguntas quando o assunto é dinheiro, principalmente muito dinheiro.”

Com informantes na polícia, a sociedade secreta sabe de todos os rumos da investigação de Tomás e de outros policiais. Que aliás, Tomas estar nesse caso não foi acaso do destino, mas pelo simples fato de ele preencher um requisito perfeito à sociedade: ‘não ser um policial brilhante’ e possuir alguns desafetos no âmbito de trabalho. Ingredientes perfeitos! Tomás, na íntegra, não passa de um ogro do bem. No início ele me irritava, mas depois ele conquista e só desejamos que ele consiga ser feliz.



Quanto ao processo ideológico de construção da narrativa, o autor foi muito feliz. Fazendo um gancho surpreendente com a realidade. Os ideais doentios da sociedade secreta não estão no passado, estão mais vivos que possamos imaginar. Em muitos momentos, não conseguir não relacionar com meu ambiente de trabalho, pois além de professora, sou educadora social. Vejo e sei de muitas coisas todos os dias, que não são passadas pela mídia à sociedade. Recordo-me que um dos primeiros livros que li e me fez mudar a maneira como ver o mundo foi Capitães de Areia, de Jorge amado. Crimes do tarô está nesse perfil, aquele livro que te tira da zona de conforto e traz novos horizontes a serem explorados...

Querer escravizar e dizimar pobres, negros, ciganos, índios, mulheres é o tipo da violência que cresce constantemente. Eu não trabalho com as pessoas ‘de bem’ da sociedade, mas com aqueles que são marginalizados todos os dias. E só com elas, aprendi a ser humana. Ética. Honesta. Aprendi a desconstruir preconceitos e pensar no que está por trás de cada informação que eu recebo. Pensar a quem irá beneficiar aquela informação. Infelizmente, no skoob, eu só posso dar cinco estrelas, pois, se fosse permitido, daria a constelação inteira. Outra coisa bem marcante é menção aos Ciganos. Do preconceito a cultura foi bem detalhado. No campo linguístico, o autor nos delicia com palavras que fazem parte da cultura cigana...


Eis um livro que todas e todos deveriam ler. Que vai para minha estante de clássicos. Que farei questão que meus jovens conheçam. Leonardo Nóbrega é um grande nome da literatura nacional que vive num paraíso chamado Ceará. Espero encontrar esse amigo/escritor em todas as livrarias do mundo... 


Mas, se ficou muito desejoso, aguarde que logo haverá sorteio do lindo Kit que o autor enviou. Se não puder esperar, pois está muito curioso, saiba mais informações aqui: Face; autor.

28 comentários:

  1. Hm... Seriam as 333 páginas um sinal? Quem sabe o número seja uma pista de alguma coisa? Hahahaha Lilian, esperarei pelo sorteio do livro, com certeza! Gosto muito de descobrir novos autores brasileiros. :)
    Te espero lá no meu blog: www.literasutra.com
    Um abraço,
    Monalisa

    ResponderExcluir
  2. menina, eu sou doida pra ler esse livro, justamente por ter ciganos na trama. Sempre achei interessante a cultura deles mas nunca me aprofundei. E se tratando de um suspense policial, creio que eu iria me deliciar com a leitura ^^
    bjs

    p.s: como assim ele te matou no livro??? rsrsrs fiquei curiosa xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val, eu não sou a Lilian não, mas vou responder.
      A Lilian é diva, por isso o Leonardo colocou ela como personagem do livro
      :P Muito chic essa moça!

      Excluir
  3. Oláá! Fiquei morrendo de vontade de ler esse livro, começando pelo nome, pois adoro tarot, depois pela história que parece ser bem interessante. Acho que nunca li um romance policial, esse livro seria ótimo para começar. Gostei muito da escrita dele e como descreve a livraria pela manhã, consegui me imaginar lá e senti a atmosfera calma do local. Sou Cearense, de Fortaleza, mas não conhecia o Leonardo Nóbrega, agora,mais do que nunca, me vejo na obrigação de conhecer seu trabalho. Adorei seu blog,já estou seguindo! *-*

    www.gabrielletavora.com

    ResponderExcluir
  4. Ei Lilian,
    Nossa que enredo incrível!
    Fiquei morrendo de vontade de ler, já está na minha lista de leitura obrigatória.

    Abraços,
    Jéssica - Coração Leitor

    ResponderExcluir
  5. Vi esse livro não faz muito tempo, mas sua resenha foi muito envolvente e eu amei!!!
    Já vou colocar na minha lista de desejados,
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Mas a senhora é destruidora, heim????
    Virou personagem de livro!
    Muito, muito chic!
    Tô lendo ele nesse momento, mas ainda não cheguei na parte que você aparece.
    Dá um oi pra mim lá tá bom?
    hauhauhauha
    Beijos, lindona.
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
  7. Oi Lilian! Como diz minha bb: 'não vou ser mais sua amiga', rsrsrsrsrsrs. Eu vi esse livro nas redes sociais, e de cara a capa me conquistou. Mistérios e romance???????????? Nossa esse livro é meu número, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. E vc, dona moça, está muito chiquetos virando personagem de livro, achei isso muito divo. bjs
    www.amorascompimenta.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Lilian.

    O gênero policial não é o que me agrada, mas fico feliz em saber que entrou para a sua lista de clássicos esse livro. Menina, tu é muito chique! Quem me dera um dia um autor me homenagear em sua obra.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books // Participe: Top Comentarista

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?
    Gosto muito de policiais, envolvendo romance fica melhor ainda!
    O Tomas me lembrou o personagem da série Zero Hora (infelizmente foi cancelada), que era um homem cético que se viu envoltou numa teoria da conspiração.
    Realmente temos autores maravilhosos aqui no Brasil!
    Bea resenha!
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    eu gostei da ideia do livro, mas ainda não sei se leria, porque não sei, não me prendeu muito. Mas eu gostei do enredo. Quem sabe um dia eu dê uma chance?

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bom?

    Ah eu adorei o livro, com certeza vou ler! Eu gosto muito de romances policiais e de uns tempos para cá comecei a me interessar por teorias da conspiração também. Tenho lido muitas autobiografias, preciso diferenciar um pouco hehe ja anotei na minha listinha de leitura, bjss

    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  12. Ahh o mistério sempre me conquista! Sou muito curiosa. E então você foi inspiradora nesse livro? Bom saber haha
    Adorei as fotos, e adoro essa coisa de ser surpreendente, vou aguardar para o sorteio haha

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilian, não conhecia o livro e já fiquei aqui me peguntando quando vou ler, pois adoro o gênero. Que gentileza dele homenagear você e sua obra.
    Bjs, Rose - Fábrica dos Convites>

    ResponderExcluir
  14. Oláá
    Nunca tinha ouvido falar no livro ou no autor, mas parece ser super interessante o conteúdo e tudo mais, gostei muito da proposta apesar de não fazer meu gênero, mas acho que se tivesse oportunidade, leria o livro.

    Beijos
    Catharina
    http://realityofbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Uauuu que coisa linda esta resenha , a Lilian de personagem, a trama perfeita de amor e mistério, cultura cigana... gente preciso ler este livro urgentemente rsrs li a resenha de olhos arregalados rsrs amei tudo parabéns <3
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Esse livro parece ser bem recente, e gostei da sinopse, mas pela sua resenha me pareceu que possui muitos assuntos a serem trabalhados e ainda rola um romance no meio. Não é complicado seguir a história com tantas vertentes? Espero poder ler a história brevemente!

    Beijos!
    http://coolturenews.com.br

    ResponderExcluir
  17. oi, tudo bem?
    Nossa, você gostou mesmo do livro! Adorei sua avaliação e comparação com a sua situação na vida real.
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Recentemente eu vi uma resenha sobre esse livro também e fiquei um tanto curiosa, confesso que ele não é do meu gênero favorito, mas só a capa já me deixou animada, então lendo a premissa dele eu gostei bastante e acredito que seria uma leitura agradável para mim. O Tomas parece ser um personagem ótimo, fiquei curiosa para saber mais sobre ele e o sofrimento que ele carrega. Enfim, não vejo a hora do sorteio, pois estou super animada com o livro *o*

    Bejos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Recentemente eu vi uma resenha sobre esse livro também e fiquei um tanto curiosa, confesso que ele não é do meu gênero favorito, mas só a capa já me deixou animada, então lendo a premissa dele eu gostei bastante e acredito que seria uma leitura agradável para mim. O Tomas parece ser um personagem ótimo, fiquei curiosa para saber mais sobre ele e o sofrimento que ele carrega. Enfim, não vejo a hora do sorteio, pois estou super animada com o livro *o*

    Bejos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oie
    Não conhecia o livro, mas achei interessante. Faz tempo que não leio algo desse gênero, to pensando em voltar. E vou querer participar do sorteio *_*
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Obrigada por me apresentar esse livro!!! Gente, como não conhecia antes? É meu tipo de livro total!
    Gosto muito de livros policiais, ainda mais que te tiram da zona de conforto e te mostram a realidade.
    Infelizmente a marginalização de pessoas ainda é um fato e que precisa ser falado e discutido, não podemos simplesmente deixar de lado e que venha um novo nazismo por aí, e inserir isso em um livro é uma coisa incrível!
    Adorei demais, vou esperar o sorteio e se não ganhar vou comprar porque quero muito muito ler!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  22. Oiii
    Gostei bastante da resenha... nao é o genero de livro que é o meu favorito, mas a capa e a sinopse me chamaram muito a atenção. Parece ser uma historia otima. Aguçou minha curiosidade.
    Pode deixar que logo que sair o sorteio irei participar

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá \o/

    Enquanto eu lia a tua resenha, ficava me perguntando como ainda não conhecia tal obra, afinal, aparentemente a história foi muito bem construída e o autor merece todos os parabéns imagináveis.
    Este é meu primeiro contato com a obra e já posso afirmar que gostei bastante do que vi. Espero ler em breve :D

    bjs

    ResponderExcluir
  24. Oi, Lilian!
    Achei bem interessante a premissa. E foi criativo em sua essência, porque é a primeira vez que vejo algo assim. Mas o mais fantástico de tudo foi ver que você o considerou digno de estar entre os clássicos. Um autor contemporâneo nosso... Isso diz muito sobre a obra. Além de tudo, amei a escrita do Leonardo.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ❤

    ResponderExcluir
  25. Oiee, tudo bem?

    Para quem gosta de suspense policial, esse livro é um prato cheio, né? Entendo esse sentimento de ler um livro e querer que todo mundo conheça o autor. Adorei a sua resenha

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  26. Olá =)

    Fiquei bem interessada nesse livro, gosto de suspense policial. Esse sentimento de ler um livro e querer que o mundo saiba de sua existência é muito eu! HAHAHAHAH Adorei a resenha!

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  27. Olha, se eu te falar que vi esta capa numa livraria hoje, se eu tivesse visto esta resenha hora antes, com certeza traria ele pra casa. Mas entrou pra minha lista.
    Sucesso!

    sessentaenovecontossecretos.blogspot.com

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma