Resenha – Fingindo‏




06 abril 2015







Fingindo, de Cora Carmack, 329 páginas, Editora Novo Conceito, é um livro engraçado. Divertiu-me bastante durante a leitura. Em poucas horas de apreciação literária, estava na última página e pensando no quanto é bom não criar expectativas com livros, na verdade, com nada nem com ninguém... pensei algo sobre o livro e acabou sendo outra, simplesmente sensacional.

Fingindo - Por quanto tempo você consegue prender alguém?
Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la. Com seus cabelos coloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim. Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro. A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado. Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida. Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

Cade é aluno de mestrado do curso de Belas-artes; um rapaz simples e que gosta de estudar. Ele conhece Max que o convida para interpretar, talvez, um dos principais papeis de sua vida... Max, ou Mackenzie, tem um estilo de vinda longe dos pais e bem diferente do que eles desenharam como certo para filha.

“Eu os amava. Só não amava a pessoa que eles queriam que eu fosse.”


A vida dupla de Max dá tempero ao enredo, ela esconde sua verdadeira personalidade dos pais a todo custo, usa roupas compridas para não mostrar a tatuagem e nem os  piercings. Não preciso mencionar que eles desconheciam o fato da moça ser dançarina num bar da cidade... Mas, como a vida é cheia de surpresas, eis que os pais informam que em cinco minutos estarão ao encontro dela. Com pouco tempo para esconder o namorado verdadeiro, encontrar o namorado ‘certo’ e ocultar quem é; Max se vê numa verdadeira enrascada.
Na cafeteria em que se encontra, se depara com Cade sentado numa mesa e com ‘cara’ de pessoa que visita bibliotecas, segundo o julgo dos pais, lógico! É ai que faz a proposta de ele se passar por namorado dela enquanto os pais estiverem na cidade. Já deu para perceber que ela precisa alimentar os estereótipos que os pais criaram, né? Cade vai tentar tirar proveito disso tudo, não proveito da situação da moça, ele vai tentar aprender com tudo isso; mudar a imagem que sempre passou para as pessoas de ‘bom moço’. Mais um estereótipo.
O livro deixa, nas entrelinhas, ou no não dito, algo interessante: como deixamos de olhar para pessoas como seres humanos e as camuflamos em estereótipos e padrões sociais de certo e errado. Infelizmente, isso está embutido em anos de educação cartesiana.

No geral, a obra lembra filmes de sessão tarde. É engraçado, leve e uma leitura rápida. Uma comédia romântica. Quem gosta do estilo, não vai se arrepender. Se você gostou, então participe do sorteio aqui

19 comentários:

  1. Esta é a terceira postagem que vejo sobre o livro, achei bem interessante suas colocações sobre o livro e o tema. “Eu os amava. Só não amava a pessoa que eles queriam que eu fosse.”
    Blog Com Mãos de seda // Fan Page do Blog // Grupo do Blog

    ResponderExcluir
  2. Eu amei o livro.
    Leitura ótima pra se ler quando se quer relaxar.
    Tem romance, e tem uma mensagem a mais.
    Me identifiquei muito com essa mocinha e amei a escrita da autora.

    ResponderExcluir
  3. gente, que confusão a garota se meteu, hen???
    Pelo jeito, é uma aventura' divertida que na verdade traz uma importante lição, não é???
    Eu leria ^^
    Bj, Lilian.
    http://torporniilista.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi!! Tudo bom?
    Gostei da resenha, viu? Uma história simples, mas ao mesmo tempo complicada, essa coisa dos pais não aceitarem como somos é complicado.
    Mas parece desenrolar um romance fofinho aí, hehe. Gosto de romances fofinhos u.u
    Beeijos | www.prettythings.com.br

    ResponderExcluir
  5. Estou louca pra ler esse livro que recebi da editora, mas quero ler o primeiro perdendo- me , adorei a resenha,
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Olá flor como vai tudo, bem? adorei a sua resenha está bem escrita e o livro me parece ser sensacional, já ouvi falarem muito bem do livro. Quero muito ler me interessei bastante. beijos

    ResponderExcluir
  7. Não li ainda o volume um, mas tenho acompanhado a série pelas resenhas que tem saído. Sempre tive esta impressão que o enredo era meio sessão da tarde, mas mesmo assim quero ler.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    Esse tom engraçado dos livros que o pessoal sempre comenta é o que me anima mais para ler, adoro livros assim.
    E adoro os hots também!
    Esperando minha prima fazer leituras deles e pegar emprestado haha

    bjs e tenha uma linda terça!
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lilian! Sendo um livro à lá Sessão da Tarde, prefiro deixar passar. Mesmo ele sendo engraçado, minha lista de livros ainda não lidos está tãaao grande... :\
    De qualquer forma, amei sua resenha.
    Um abraço,
    www.literasutra.com

    ResponderExcluir
  10. Olá
    É sempre bom ter uma leitura assim para passar o tempo e depois de ter lido algo muito forte, eu leria sim o livro, inclusive o primeiro também, mas não é algo que faço questão, porém, irei anotar, ótima resenha ;)

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Fingindo está na minha fila de leitura e confesso que estou bastante ansiosa pela leitura.
    Sua resenha só fez aumentar ainda mais minha curiosidade em conhecer a história de Max e Cade.
    Beijos

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  12. As pessoas tem falado absurdamente bem desse livro, e eu só ainda não li por falta de tempo, mas é uma leitura que eu estou muito curiosa pra ter.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    Não lembro de ter lido outra resenha do livro, e gosto muito desses livros que lembram filmes da sessão da tarde.
    Concordo contigo quanto a não criar expectativas...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  14. Oiee! Confesso que quando olhei a capa fiquei meio receosa pela leitura, mas lendo tua resenha fui vendo que ela aborda uns temas bem legais... Fiquei curiosa para conhecer Max e Cade!

    Linda resenha viu! =)
    Bju!

    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  15. Oi Lilian, tudo bem? Agora que você falou a sinopse lembra mesmo a de uma comédia romântica e preciso dizer, adoro comédias românticas. O livro parece ter uma crítica bem forte em cima dos estereótipos, nos mostra que como agimos ou como nos vestimos não define quem somos. A Max parece ser uma personagem bastante interessante e o Cade parece ser bem fofo.

    Adorei a resenha.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu me encantei com o Cade em Perdendo-me, e estou super curiosa para ler esse livro. A Cora tem uma escrita gostosa, achei legal ela abordar a questão dos esteriótipos e aparências.
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Hey, tudo bem?

    Esse livro parece ser aquele típico que você lê para relaxar mesmo, sabe? Depois de uma leitura muito forte você pega ele para ler e simplesmente aproveitar e seria exatamente assim que eu leria Fingindo.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    O livro parece ser uma boa companhia para um dia chuvoso. Muitos blogs falam sobre ele e eu vou ficando cada vez mais e mais curiosa, por mais que eu ache que vou terminar de ler em três horas haha.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oiee, tudo bem?

    To super curiosa para ler essa série. Já vi muita gente comentando que a autora manda super bem. Espero gostar do livro também. Gosto de leituras rápidas e leves.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma