Resenha - Para Sir Phillip, Com Amor




05 maio 2015



Ao dar início a resenha do livro  Para Sir Phillip, Com Amor, Os Bridgertons 05, de Julia Quinn, Editora Arqueiroquero deixar claro que: Se houve algo de ruim em fazer essa leitura, foi apenas a saudade que eu ficarei dos personagens até que o próximo livro seja lançado.

Agora dou início a resenha.

A história começa em Gloucestershire, é o ano de 1823, e vemos Phillip Crane aproveitar a luz do dia, algo que pra ele deixou de ser habitual e logo saberemos o porquê. Sir Phillip é casado com Marina uma jovem melancólica e tem com ela um casal de gêmeos. 
E num dia ensolarado, Marina tenta pôr fim a sua tristeza se lançando nas águas do lago que existe na residência, mas Phillip a salva do afogamento, porém isso não é o suficiente para salvar a sua vida e ela vem a óbito dias depois. Deixando Phillip com duas crianças para criar e algumas cartas de pêsames para responder e entre elas uma em especial chama a sua atenção.
Eloise Bridgerton é uma jovem alegre, sagaz, inteligente e questionadora, que vive de bem com a vida e se considera uma solteirona, mas isso não era problema pois ela sempre pensou que sempre teria a companhia de Penelope, sua melhor amiga. Mas, quando Penelope se casa com seu irmão Colin, Eloise é tomada por um turbilhão de dúvidas, que a faz agir sem pensar (como sempre, só que dessa vez essa atitude teria maiores consequências) e ela parte em uma aventura que não era permitida em seu tempo a nenhuma jovem da sua casta. Eloise parte ao encontro de Sir Phillip, o homem com quem ela vem se correspondendo a tempos e que lhe propôs casamento, sem nem ao menos a ter visto um dia.

Então, eu emendei essa leitura a do livro anterior, porém só agora tive um tempinho para fazer a resenha. Confesso que havia terminado a leitura de Os Segredos de Colin Bridgerton curiosa com o segredo de Eloise Bridgerton, pois deu para perceber que ela estava arquitetando alguma coisa naquela ocasião. E mais uma vez a Júlia confirmou minhas suspeitas.

Nesse livro, temos de volta a intensidade dos livros anteriores. E acho que essa se deu devido a Phillip, que é um dos personagens masculinos tão intensos que bem que poderia ser um Bridgerton e Eloise, não fica atrás. Como sempre, ela é uma personagem feminina forte e determinada, ouso até dizer que a mais determinada até agora. Visto que ela toma uma atitude, bem “Prafrentex” do que era concedido a uma Dama na sua época.
Outros pontos marcantes do livro são o fato da autora abordar em um contexto antigo, um tema que é bem comum nos dias atuais, porém é bem antigo, só mudou o nome e a maneira que era encarado: “A Depressão”. O outro é desencadeado pelo fato de terem crianças envolvidas; Ah! e diga-se de passagem, crianças nem um pouco fáceis e o tema é o da “Violência Infantil”. O que mostra mais uma vez que ao contrário do que alguns possam pensar, os livros não são romances água com açúcar e levam em si muito mais envolvimento.

Eu já esperava pelo que havia visto de Eloise nos outros livros, que o seu fosse dinâmico e divertido e assim o foi. Da mesma forma que foi intenso e apaixonado. O que era de se esperar de uma jovem impulsiva e independente. Como sempre, não posso deixar de falar da parte mais picante da história, onde a Júlia consegue denotar intensidade, paixão de maneira doce e sedutora. Ah! eu também tive a oportunidade de matar a saudade da ala masculina da família Bridgerton, assim como a de rir muito com o papelão proporcionado por eles ao ir salvar a irmãzinha (ou vocês acham que eles não iriam?).

A maneira que a Júlia conduziu a narrativa culminando num final apaixonante é digna só de uma autora maravilhosa como Júlia Quinn mesmo.
Ansiedade é o que define essa espera pelo próximo livro da série e tristeza em lembrar que só faltam mais três livros para chegarmos ao final. Recomendo a leitura, é mais um nos meus favoritos e tenho certeza de que quem curte romances intensos, não irá se decepcionar. Beijos.

12 comentários:

  1. Olá Kris,

    Só leio resenhas positivas em relação a essa série, gosto de romances de época e espero poder ler e gostar também da história...ótima dica...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!!!!!
    puxa esses Bridgerton são de arrancar suspiros, gosto tanto dos livros da Quinn digo sem medo que ela é uma das minha autoras preferidas, Amei o livro anterior mas fiquei completamente apaixonada por esse, vou sentir saudades dessa família quando acabar a série <3 beijão*...*

    http://notinhasderodape.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Kris!

    Menina ainda não li nenhum romance de época, embora que a capa desse livro me fascina! Se eu não me engano, esse livro pertence a uma saga de livros deste gênero...

    Bom, já ouvi ótimos comentários desse livro, onde estimularam, mais ainda, a minha curiosidade de conhecê-lo... Quem sabe dentro em breve eu possa ler e compartilhar também o que achei?!

    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/2015/01/desafios.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Kris, tudo bem?
    Ai mulher, vc me deixa mais ansiosa para ler a série a cada resenha mais que perfeita dos livros!
    Preciso achar uma promo para comprar os outros pois só tenho o primeiro e tenho certeza que vou querer devorar todos quando iniciar a leitura.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. eu acho que vou amar essa leitura, trata-se de suicídio, depressão e o escambau rsrs
    Esse lance de se jogar no lago me lembrou Virginia Woolf xD
    bom saber que essa série não é apenas romance, mas traz uma carga de drama bem acentuada ^^

    ResponderExcluir
  6. Uai, Kris? rsrs *olhando se eu to no blog certo*
    Bom, ainda não li nenhum romance de época e acho que você sabe que não é muito a minha praia, mas já ouvi muitos comentários positivos sobre essa obra e novamente você esta de parabéns pela resenha bem construída.
    Beijos ;)

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá no lugar certo, sim Luciano, kkkk
      É que eu faço uns bicos aqui de vez em quando.
      Que bom que vc curtiu a resenha.
      Bjoo

      Excluir
  7. Ain meu Deus, mal acabei de ler e já tô com saudade dos livros da Júlia <3
    Lança logo o 6 arqueiro Pliiiiis
    <3
    Conversas de Alcova ❤

    ResponderExcluir
  8. Sempre acabo me deparando com alguma resenha da série com elogios e a sua nao é diferente, que bom que gostou e espero que possa ler logo o próximo.
    Ótima resenha.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  9. Oi Kris, tristeza maior é a minha que nem comecei a ler a série ainda... :(
    Não lembro de ter lido alguma resenha que não fosse positiva, Julia arrasou nesta série.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Oi kris, sua linda, tudo bem?
    Ah!!!!! Suspirando aqui por essa coleção da tia Julia!!!!!! Amei saber que os irmãos dela vão tentar protegê-la e com isso protagonizar muitas risadas. Adoro enredos em que a família é unida. Engraçado, a sua resenha é a primeira que eu leio que destaca a violência infantil, já fiquei de coração apertado e querendo saber quem estava fazendo isso com as crianças. Espero que não tenha sido o pai delas. E adoro quando temos crianças no enredo também. Essas pelo visto irão aprontar, mas sabemos o motivo, a infância delas não deve ter sido nada fácil. Sua resenha ficou ótima, não vejo a hora de ler a série inteira, vou fazer que nem você, um atrás do outro.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Também achei que o Phillip é um dos personagens mais intensos da série, e um dos meus queridinhos também...haha' mentira, todos eles são meus queridinhos! Julia Quinn me surpreende cada vez mais com essa série, e sinceramente, nem sei o que esperar do próximo livro *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma