Resenha – A Playlist de Hayden




12 junho 2015





Em A Playlist de Hayden, de Michelle Falkoff, 288 páginas, Editora Novo Conceito, a morte ronda o coração do protagonista Sam. Seu melhor e único amigo Hayden comente suicídio e Sam é o primeiro a encontra-lo morto. O choque, a perda junto com o ressentimento de uma sociedade comportamentalista farão com que Sam seja o narrador de uma história de injustiças.


‘A Playlist de Hayden - Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente’Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.’A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.’

Hayden deixa para Sam uma seleção de músicas, que intitula o livro, com os seguintes dizeres: "Para Sam. Ouça. Você vai entender.". Sam está envolto em fortes conflitos e compreender a lista não é tão fácil. Se deparar todos os dias, e agora sozinho, com pessoas que humilhavam ele e o Hayden tinha um peso muito maior, mas, agora, alimentado pelo ódio.

"Sentir raiva só reiniciava o ciclo, um ciclo que já se tornava familiar. Ficar com raiva. Culpar Hayden. Sentir culpa. Ficar com saudade do meu amigo. Sentir raiva de novo. Tudo isso era ocasionalmente pontuado por um desejo quase incontrolável de gritar ou destruir coisas, apesar de eu não ser capaz de fazer nada disso."

Porém Astrid aparece para dar novos ares e rumo a vida de Sam. A questão é que a presença dela começa a gerar dúvidas se era realmente só Sam e Hayden, pois a menina também conhecia o Hayden. Afinal, quem é essa garota misteriosa? Qual o motivo de ela se aproximar de Sam?

A história tenta passear pelo o drama e mistério, um enredo fluido, com temáticas interessantes, mas trabalhados de maneira superficial. Enquanto lia, me recordava de outros livros que já li ou de alguns filmes sessão da tarde, o que deu a forte sensação e ‘mais do mesmo’. O modelo da capa seria lindo se não fosse já repetitivo. Enfim, tenho visto muitos livros que tratam da violência na escola, mas abordando a temática de forma superficial e cartesiana, o que me preocupa deveras. Existe também o lado positivo: o debate começou.

16 comentários:

  1. Apaixonada por esse livro! Simplesmente, adorei sua resenha, e adoro esse blog aqui, venho aqui sempre! hshaiusa ^^
    http://literafeto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. uma pena tu não ter curtido tanto o livro... eu achei demais. Não é o melhor livro do mundo, mas acredito que cumpre bem o papel a que se propôs ^^

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu li a amostra que a novo conceito me mandou e percebi que apesar de ser uma história legal de ler o livro não é nada demais, e nas 90 páginas que li não me senti envolvida com a história. Já estou com ele aqui em casa e irei ler em breve, espero gostar, mas não estou criando muitas expectativas!

    Beijo :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá
    eu simplesmente estou amando de mais esse livro, ainda não terminei mas dá pra ver que o livro é puro amor, amei de mais essa capa, ai quando li a sinopse, precisei comprar ele
    Bjks
    Passa Lá No Meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, eu amei essa capa! Sei que o azul é uma cor muito usada e que causa essa sensação de "ah, mais uma capa azul", mas, putz, é uma cor muito linda. O preto e azul é um conjunto perfeito, na minha opinião. Ganhei uma degustação desse livro da editora NC, mas nunca a li. Gostei bastante dessa ideia da playlist.

    Só uma dica: acho que você deveria destinar mais de um parágrafo para dar a sua opinião à respeito da obra, assim fica melhor para entendermos o motivo de você gostar ou não de um livro.

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
  6. Eu amei sua resenha. Sério, ficou muito boa.
    Eu sou louca para ler o livro, adoro a temática.
    Acho que vou amar. DRAMA E MISTÉRIO é perfeição.
    bjs

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/2015/06/resenha-labirinto-de-espelhos.html

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Sempre vejo ótimos comentários sobre esse livro, mas confesso que ainda que trate de um tema muito importante como bullying, esse livro não me chama a atenção =/
    Uma pena não tratarem o tema mais a fundo, visto que numa geração como a atual, temas como esse são de extrema importância.
    Apesar disso, eu fico curiosa em relação a playlist em si. Adoro livros relacionados com música!
    Beijos!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, essa capa é linda mesmo <3 Eu terminei de lê-lo no fim de semana passado e amei, adoro livro com esse drama adolescente e esse conseguiu me tocar e surpreender.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  9. Concordo que o importante é haver enredos que abordem os temas, mesmo que superficialmente, permitindo uma reflexão maior do leitor sobre eles. Eu acho que a autora ousou ao abordar o bullying e o suicídio ao mesmo tempo. Isso porque Sam está vivendo um momento de destaque devido à tragédia do seu amigo... Penso que isso, por si só, é um tremendo provocativo à reflexão.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa, quanta resenha desse livro está saindo. o.O
    Se eu já não quisesse ler o livro teria pegado nojo dele. hahaha
    Mas quero mesmo muito ler, adoro tramas intensas assim e já vi várias resenhas positivas.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Olááá
    Eu amei essa capa, muito fofa e simples, e sou louca para ler esse livro desde que lançou mais ainda não veio oportunidade, mesmo assim, ótima resenha.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Já havia lido sobre esse livro antes, a proposta é muito boa e tocante. Os temas bullying e suicídio são importantes pra mim em dois campos, nas lembranças do meu passado e na tentativa de evitar que coisas assim aconteçam com meus alunos.

    ResponderExcluir
  13. Eu acabei de ler o livro e o esperava mais do final, fiquei com a sensação que certas atitudes erradas não tiveram as devidas consequências, alguns personagens importantes na decisão de Hayden não foram bem explorados. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  14. Estou com ele engatilhado para leitura, e espero gostar mais que você. Confesso que não espero mesmo que a autora se aprofunde em determinados assuntos, só por isso acho que não será tão decepcionante para mim.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bom?
    Também não senti tato aprofundamento na temática. Foi um livro que eu esperava mais emoção e fiquei um pouco decepcionada. Gostei muito do Hayden, mas acredito que a história tinha mais potencial, principalmente ao falar de bullying.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oii, tudo bem?
    Esse livro está um pouco amor e ódio, rsrs, estou vendo várias resenhas sobre ele, e várias pessoas se decepcionando com ele, pretendo ler o meu logo.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma