Resenha - Prometo Falhar




27 julho 2015


Prometo Falhar, de Pedro Chagas, 393 páginas, Editora Novo Conceito, não me deixa outra alternativa que não seja palavras emocionadas. O conceito de amor e relacionamentos, tão recorrente na literatura e aclamado por leitores do mundo inteiro, assunto comum para humanidade, mas emaranhado numa gama de complexidades; é tecido, como uma colcha de retalhos pelo autor. Digo mais, uma colcha com muito remendos.


“Prometo Falhar é um livro que fala de amor. O amor dos amantes, o amor dos amigos, o amor da mãe pelo filho, do filho pela mãe, pelo pai, o amor que abala, que toca, que arrebata, que emociona, que descobre e encobre, que fere e cura, que prende e liberta. Em crônicas desconcertantes, Pedro convida o leitor a revisitar suas próprias impressões sobre os relacionamentos humanos. A linguagem fluida, livre, sem amarras, faz querer ler tudo de uma vez e depois ligar para o autor para terminar a conversa. Medo, frustração, inveja, ciúme e todos os sentimentos que nos ensinaram a sufocar são expostos sem pudores. Mergulhe de cabeça numa obra que mostra que é possível sair ileso de tudo, menos do amor. Você escolhe a ordem em que vai ler as crônicas do jovem escritor que tem 21 obras publicadas e é sucesso de vendas em Portugal. Prometo Falhar foi o livro mais vendido de Portugal em 2014 e chega ao Brasil com mais de 100 mil cópias vendidas na edição portuguesa.”

A abordagem humana, sem conversão meritocrática, é profundamente explorada em cada texto. Sem afirmativas, assertivas, manuais, metodismo, modismo, técnicas, amarras. O amor que Pedro apresenta aos leitores, é um coração selvagem livre. Bruto em sua essência, mas lapidado pelo contexto das relações.
Todas as possibilidades são esmiuçadas num enxugar de verbos, e, mesmo com poucas palavras, são abertos leques de opções, que nos conduz à reticencias onde transborda o infinito. Sendo bem psicodélica, adentramos num Universo.
Um Universo tão parecido com aquele que os cientistas pouco sabem, mas divagam, estudam, teorizam e ao final, ficamos apenas com as palavras dos poetas como certas.

E os poetas dizem: “Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas. Também escrevi em meu tempo cartas de amor, como as outras, ridículas. As cartas de amor, se há amor, têm de ser ridículas (...)” (Fernando Pessoa)
E de tão ridículos, é minimamente impossível que o leitor não se identifique no bailar do livro. Nos entorpecemos em três realidades: a de leitor, a do ser amante e a do ser amado; diante dessa tríade, nossa alma e espírito divagam no mais profundo das inquietações humanas.
Já não é mais um problema falhar; um final inesperado; a dor de cotovelo; o abandono; o vazio do peito; a saudade; a traição; a paixão sem compromisso; o excesso de romantismo; o final feliz; o clichê ou démodé...
A grande questão é em o quanto estamos dispostos a viver; a dançar e errar o passo, para em seguida, recomeçar. O quanto o efêmero pode ser eterno; o quanto precisamos desconstruir para reaprender a ser humanos...
Enfim, talvez seja melhor ficar por aqui, pois estou tão emocionada; esperava por um livro assim há tempos, que agora que chegou, preciso degustar todas as emoções que explodiram em meu espírito e fechar-me ostra...


26 comentários:

  1. eu quero, preciso e desejo esse livro, dos ultimas lançamentos da editora, esse foi o que mais me atraiu, recentemente li um que me tocou de uma forma que nunca esperei, e acho que esse ai seja outro que me dará esse prazer.

    ResponderExcluir
  2. Uall! Eu adorei a capa e principalmente a ideia que ele nos remete. Enfim, eu preciso desse livro também porque estou fazendo um seminário de literatura e o achei bastante interessante para Fazer aquela pesquisa. Está de parabéns o texto se encontra muito coeso. Abraços! !!

    ResponderExcluir
  3. Oi Lilian, eu estou com esse livro aqui na minha estante para ler e com certeza será o próximo que irei pegar! Eu dei uma folheada nele e me apaixonei pelos textos, estou louca para apreciar mais da leitura!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lilian. A história do livro parece ser ótima, e pela sua resenha, emocionante. A capa é linda demais. Quem sabe não o dou uma chance para ler futuramente.
    Beijo,
    http://www.pactoliterario.com/

    ResponderExcluir
  5. OI Lilian..
    O livro realmente emociona então né..
    Acho que é a primeira resenha que vejo dele, e já gostei. Parece ter tudo que curto em um livro.
    Ótima resenha, mostrou muito o que você sentiu.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho um pouco de problema com livros de crônicas. Não consigo me apegar muito a eles. Esse parece ser realmente muito bonito, mas ainda tenho dúvidas. :-/

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  7. Oláá
    Adorei a resenha, muito legal. Estou louca para ler o livro mas ainda não tive oportunidade, espero ter em breve pois o enredo me atraiu muito.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que bela relação livro-leitor, Lilian! Adorei saber que esse livro é tão bom quanto a capa e a sinopse fazem parecer. Aliás, lindíssimo título também! Fiquei mega curiosa para conhecer essas crônicas.

    Beijos!
    http://ww.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie!!
    Eu vi esse livro nos lançamentos da novo conceito e meu pensamento foi o de que precisava dele e agora tenho mais e mais certeza.
    Sua resenha me deixou a impressão de ser um livro extremamente profundo e marcante.
    Espero gostar muito.
    ;*

    www.saladadelivros.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa, Lilian.
    Muito linda a sua resenha, emocionante.
    Só pelo fato de fugir dos estereótipos com a premissa de que podemos falhar já mostra que vai trazer até um aprendizado.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  11. Oiee Lilian ^^
    Já tinha visto a capa desse livro, mas não imaginava que era assim tão bom e emocionante.
    Amei a sua resenha, já me senti tocada pelas suas palavras, imagine então quando conhecer a escrita do autor *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá Lilian,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, não sabia o que esperar dele mas sua resenha me animou bastante....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilian, tudo bem?
    Não conhecia o livro, e acho que iria gostar da leitura. Quem sabe futuramente?
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Esse livro tão bem falado e agora com suas impressões, pontuando aspectos tão significativos, então acho que vou gostar e me conetar com a perspectiva do autor sobre as questões do amor.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá
    fiquei bem surpreso quando fiquei sabendo que o autor português iria ser publicado aqui no Brasil, outra coisa que eu gostei foi não ter modificado a capa, muito linda eu acho,kkk
    Bjks
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, Lilian!
    Já estou com esse livro para ler e logo logo ele será minha próxima leitura, estou muito curiosa e com grandes expectativas. Ele é bastante elogiado e espero amar também a leitura! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Pela capa, eu achei que o tema central era bem diferente. Achei a premissa muito boa, interessante e emocionante. Espero ler a obra em breve, pois fiquei muito curiosa :D

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu estou completamente louca para ler esse livro. Normalmente eu não sou muito ansiosa para ler livros de contos, mas Pedro Chagas tem me chamado muita atenção e é uma leitura que eu realmente estou curiosa pra fazer.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Esse definitivamente é o lançamento da NC que mais cobiço no momento. Desde quando começou a sair as resenhas a respeito e todas com criticas tão boas e fortes me interessei de imediato. Espero poder ter essa maravilha logo em minhas mãos e quero me emocionar tanto quanto você se emocionou. :)

    Bjuus!

    ResponderExcluir
  20. Esse livro já é o próximo da minha lista de leituras. Só tô terminando Fragmentados pra ir praesse!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  21. Oii, tudo bem?
    Eu confesso que a premissa do livro não tinha me agradado muito, porém ao ler a sua resenha mudei de ideia e mal posso esperar para poder ter em mãos o Prometo Falhar, tenho certeza de que vou me apaixonar pelos contos.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Nossa, que livro complexo e belo ao mesmo tempo, fiquei muito comovida com as sua palavras sobre ele, uma leitura muito rica por sinal, fiquei muito interessada em conhecer o livro.

    luadeneon.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Lílian! Comecei a ler o livro ontem, mas acredito que não precisa muito para se descobrir a beleza que ele nos traz. Lendo a tua resenha minhas opiniões se confirmam. E sério. Vou largar tudo que o estou fazendo agora para voltar pra lá e terminar.

    Também estavam há procura de um livro assim. E graças à ti ele chegou até mim. Obrigada minha linda! E tua resenha está um amor. assim como o livro!

    Beijinhos!
    www.pensamentosvalemouro.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Lilian
    Que linda a sua resenha, muito emocionante.
    Eu não conhecia o livro, achei a capa muito linda. Gostei bastante da história, quem sabe futuramente.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  25. Oii, tudo bem?
    Já tinha visto sobre o livro, adorei essa capa. Talvez um dia eu o leia, no momento nãome chamou tanta atenção. Que bom que ele lhe agradou tanto.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  26. Oie, tudo bom?
    Minha resenhista vai ler esse livro no meu blog e espero que a narrativa emocione e cative ela como aconteceu contigo. O livro tem sido um sucesso e espero conhecer a obra um dia.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma