Resenha - Missão Pré -Sal 2025




30 dezembro 2015


Em primeiro lugar, é bom frisar que Missão Pré-Sal 2025, de Vivianne Geber, 252 páginas, Editora Recordé um Romance de espionagem.

Quando ele chegou pensei que fosse alguma análise sócio/político/econômico-ambiental, ou coisa do tipo, deixando passar o detalhe do “ROMANCE” escrito na capa, logo abaixo do título na capa (sim, essa sou eu).
Capa, aliás, que pros meus padrões, está bem bonita e diferente. Cansada de capas ultimamente, e essa chamou minha atenção.
Infelizmente, o livro nem tanto.                                            

“Londres, segunda década do século XXI. Rodolfo Ruppel, oficial da Marinha brasileira, é enviado à capital britânica numa missão secreta, sob o pretexto de participar de evento de uma empresa especializada em defesa naval. Viaja com a esposa, Carla, e pretende aproveitar a oportunidade para tentar reinventar o casamento já desgastado. Pouco lhe é informado acerca da missão, mas sabe que terá de recapturar informações roubadas sobre o ambicioso Projeto Pré-Sal 2025, grande conquista tecnológica da Marinha brasileira: um submarino híbrido, semidiesel, seminuclear – a arma capaz de alçar o país à elite militar mundial –, cujo principal objetivo era a defesa do pré-sal brasileiro. As instruções, criptografadas em Os girassóis, de Vincent Van Gogh, envolvem Ruppel em uma rede de alianças e traições, trama intrincada em que conhece a misteriosa e sedutora engenheira naval Victoria Borges, que o conduzirá a um mundo de prazer e perigo até então desconhecido. Vivianne Geber é militar há 17 anos, prestando assessoria jurídica à Marinha do Brasil. Em Missão pré-sal 2025, a autora utiliza seu conhecimento profissional para trabalhar com grande habilidade questões factuais na envolvente trama de espionagem.”

Pode ser minha ressaca literária de fim de ano, que anda me assombrando, ou minha implicância com o personagem principal, o militar Rodolfo Ruppel, ou o fato de seu casamento à beira de um colapso com Carla tenha incomodado no andamento da história.
Não sei explicar...
Mas, para mim, Missão Pré-Sal pareceu um pouco com aquelas novelas que a gente até gosta, mas que tem um núcleo “vergonha alheia”, que faz trocar até de canal.
Acho que é isso. Missão Pré-sal 2025 tem aquele tom de novela, que fica tentando a todo tempo convencer o expectador a ficar, querendo convencer que o grande mistério é algo muito especial, mas por isso mesmo cansa, ainda que traga um bom enredo.
Fora isso, creio que quem seja muito aficionado por mistério, intrigas, espionagem, vai gostar do livro e do tema nele desenvolvido, pois os artifícios usados que muito me incomodaram, são bem comuns no gênero.
Também não posso deixar de falar em como é reconfortante ver um tema tão diferente do lugar comum, principalmente em se tratando do mercado nacional.
Considerando-se os altos e baixos, é uma boa e recomendável leitura para os apreciadores de um bom suspense, mesmo pecando no uso excessivo de alguns recursos do gênero.
  



18 comentários:

  1. Oi Amanda ainda não conhecia esse livro, achei a capa bem diferente, o nome achei criativo, mas pela resenha a leitura não empolgou tanto , uma pena.
    Novela com núcleo vergonha alheia é o que mais tem na globo hahahaah.
    Mas acho que pela sinopse ainda assim leria, pois mesmo como tu diz pode ser que esteja cansada com as leituras de 2015 (eu estou já kkkk).
    Beijos.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Não conhecia esse livro e como você, pelo título fui induzida a acreditar que o livro seria tudo menos romance, rs, ainda bem que a sua resenha esclareceu. O livro não é do meu gênero favorito e mesmo tendo alguns poucos livros do gênero na minha lista de desejados, creio que deixarei esse passar.
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  3. Oii, eu me surpreendi pela capa, e no momento quem sabe eu leria, para mim seria aquele tipo de livro que demoraria a ler e quando lesse iria ficar triste porque acabou kkkkkk
    Beijos ❤
    Segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Amanda, a capa esta bem legal e diferente mesmo, apesar de ser de um gênero que curto bastante não consegui ficar empolgada para lê-lo =/

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  5. oi, Amanda!
    Não conhecia o livro, mas a premissa não chamou minha atenção, acho que não seria uma leitura que me agradaria. :)


    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda, sua linda, tudo bem
    Quando entrei no blog e vi o tema, também tive a mesma impressão, que iríamos discutir o assunto, risos... Que pena que o livro não lhe agradou, gosto muito de suspense, de tramas de espionagem, parecia ser uma boa leitura, mas confesso que fiquei desanimada.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda.

    Não conhecia este livro nacional. Gostei da sua resenha e principalmente da sua critica sincera, que conseguiu me deixar curiosa com a história. Vou anotar sua dica, por que quero conferir ele.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Não conhecia o livro mas sua resenha ficou ótima e parece ser uma bela dica para amantes do gênero haha bom enredo do livro

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Eu adoro suspense, então é provável que eu goste do livro. Depois vou dar procurada com mais calma nele. A capa do livro eu achei bem diferente e gostei, por isso vou anotar a dica.

    Beijos.
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  10. Oie, assim que olhei essa capa achei que era uma distopia relacionada ao titulo. Fiquei até empolgada até ler a resenha e ver que estava enganada. Bem, estou acostumada com esses livros que parecem uma coisa e quando tu vai ver é outra totalmente diferente.

    Bem, na lista já não vai entrar. Parabéns pela resenha sincera.
    Beijos, http://miiheomundoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olha a capa de fato é bem diferente, mas confesso que fiquei com medo de tentar a leitura. Não sei se um dia tentarei, mas quem sabe né.
    Bjus

    Viviana
    devoreumlivroeoufilme.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá! PArabéns pela resenha! Tipo, acho que a ideia central, de espionagem e tal, até que me chamou atenção....Mas, ao decorrer da sua resenha, não me entusiasmei muito. Acho que a parte do romance que me deixou assim, pensei que ia ter foco na ação...Enfim, não sei se leria. Beijos

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. tipo, a única coisa que me atraiu no livro foi a capa, que realmente é atrativa, mas fora isso... corri justamente quando li a sinopse... xD

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    É uma pena quando o livro tem tudo pra dar certo, mas não supera as nossas expectativas. Não sou de ler muito romance policial. Fiquei até desanimada depois da sua resenha. Espero que a autora saiba desenvolver seu próximos livros.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá!!

    Esse livro foi resenhado lá no meu blog, mas não por mim, não me atraiu a leitura!Mas você fez uma excelente resenha.

    Abraços

    Tony

    ResponderExcluir
  16. Oie!!!
    Estava passando por uma ressaca terrível nas ultimas semanas. Mas graças a deus me livrei desse período chato kkk. Sinceramente nem o enredo, nem a capa me chamaram muito atenção.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. A capa chama mesmo atenção por ser bem diferente do comum. E apesar do tema ser interessante, a obra em si não me chamou atenção. E como você frisou na sua resenha, esse negócio de tentar convencer a ficar e continuar lendo acaba tornando a leitura penosa. Gostei da sinceridade da resenha.
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  18. Ola. A capa é diferente mas bonita, contudo a premissa não me agradou em nada!

    Beijão da Lari
    brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma