Resenha - Magia do Sangue: Livro Três da Trilogia Primos O’Dwyer




16 março 2016

Após muita ansiedade, e muita espera, não só pelo encerramento da série, mas por tratar finalmente dos apaixonados Branna e Finbar, finalmente li o último livro da série dos Primos O’Dwyer. Infelizmente, o desfecho de uma das obras das quais mais gostei ano passado me deixou um gosto amargo de decepção na boca.

Não direi que Magia de Sangue, Nora Roberts, Editora Arqueiro, 281 páginas é um livro particularmente ruim, se analisado isoladamente. Entretanto, ao ser comparado com os outros livros da série, não só é inferior na narrativa, como também na criação do aspecto mágico da série, parecendo mesmo ter sido escrito por outra pessoa.
Ao finalizar a saga de Branna, Connor, Iona, Fin, Meara e Boyle, unidos com os três de Sorcha contra Cabhan, a autora escorrega ao se utilizar de elementos exageradamente cinematográficos a fim de demonstrar magia, o que destoa totalmente do restante da trilogia.
Ainda com certos diálogos dilacerantes, sempre protagonizados pela amarga Branna, a bruxa da noite de nosso tempo, o livro perde a característica inicial da série que tanto me agradou: um profundo respeito pelas tradições celtas, e a magia em si, transformando o que antes era sutil e respeitoso numa abordagem vinda da Disney.
O relacionamento de Fin e Branna, entretanto, se torna o ponto principal do livro, para além das disputas mágicas – até por que o tão esperado embate contra Cabhan é tão adiado que eu pensei que haveria um quarto livro.

“ – Isso é besteira, Branna. O que sentimos um pelo outro era mais antigo que o tempo.Não éramos jovens tolos brincando de amar.
- O quanto seria mais fácil se tivéssemos sido?O quanto seria mais fácil agora? Se só tivéssemos brincado disso, Fin, não estaríamos destinados a pensar no amanhã. Que futuro poderíamos ter? Que vida, você e eu?
Ele olhou para o fogo, mais uma vez sabendo que ela falava a verdade.”

O romance ainda é envolvente, todos sabemos que Nora Roberts é considerada uma verdadeira rainha neste aspecto, mas eu havia me interessado por inúmeros outros aspectos da obra, antes de me prender ao rumo do relacionamento de Fin e Branna. E esses elementos que me foram tão caros antes, simplesmente se perderam.
Ao fim, certo aspecto da luta contra Cabhan me incomodou de tal forma, e foi tão desrespeitoso, e trouxe à tona todo o preconceito cristão que me incomoda em outras obras – e que não havia ainda aparecido nesta –  que eu vivi uma batalha interna querendo contá-lo a vocês, contrariando toda minha ética pessoal de não dar spoilers. Tamanha minha decepção.
Não irei fazê-lo, no fim das contas, porque realmente me incomodo em estragar a leitura alheia.

Mas não poderia ter acabado de forma pior e mais desapontadora a linda história dos Primos O’Dwyer.


14 comentários:

  1. Olá , ai meu deus é tão ruim quando o final não é aquilo que esperamos né? Pior ainda e quando colocamos muita empolgação para saber o desfeixo que bom que pelo menos dos outros você gostou. Parabéns pelo blog !

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    gostei da sua resenha, não conhecia esse livro, poxa é uma pena que o final, o desfecho da história não lhe agradou, acho ruim quando isso acontece. Gosto quando colocam passagens, citações de parte dos livros em resenhas como você fez. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Amanda. É a segunda resenha que leio em que diz que esse último livro da trilogia não é tão bom quanto os outros. Uma pena!
    A história me chama bastante a atenção e pretendo futuramente lê-los. Espero gostar!

    ResponderExcluir
  4. Hello, tudo bem?

    Sou doida para ler a Trilogia Primos O’Dwyer, primeiro que é da Nora Roberts, e a ideia de bruxas em um romance sempre me atraiu.
    Uma pena que a historia nao tenha atingido as suas expectativas. Mas não me desanimo e ainda quero mto ler.
    As capas são lindas ainda.

    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Olá Amanda. Sério que é tão ruim o último?? Eu sou louca para ler a série toda, porque amo história com bruxas, ainda mais com a mitologia celta meio. Mas, acho que ainda vale a pena ler e sua resenha me deixou bem curiosa! Beijos!
    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda, tudo bem??? Tão ruim quando uma série, trilogia acaba decepcionante né? Eu senti isso com Jogos Vorazes :P
    E agora estou querendo terminar uma trilogia nacional que eu amo. Mas e aí o medo de me decepcionar? Porque é bem isso, as vezes o livro não é ruim por si só, mas quando você compara com os outros :(
    Pena esse ter sido o caso
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. poxa, Mandy. Uma pena que a leitura tenha te decepcionado... passei por isso recentemente, mas com um livro único, não foi em série... enfim, espero que as próximas leituras te animem mais...
    bjs...

    ResponderExcluir
  8. Oi Amanda!
    Que estranho o livro parecer ter sido escrito por outra pessoa... Será que Nora correu pra terminar ou o que? Uma pena que o livro te desapontou tanto... Já to com o pé atrás para ler, agora então...
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  9. Oii Amanda, tudo bem?
    Eu confesso que nunca li um livro da autora e até então não posso dar muito opinião hahahahhah eu realmente imagino como você deve ter ficado em relação de o final não superar as suas expectativas, já passei por isso e imagino como é.
    Beijão

    ResponderExcluir
  10. Amanda, só lia Nora na época dos romances de banca e faz muito tempo que não leio.
    Tenho o primeiro livro dessa trilogia, mas ainda não li e fico muito triste em saber que justo o do desfecho é mais fraco.
    Uma pena que a autora meio que tenha se perdido nele.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Uma pena que a qualidade tenha caido:/
    Meu pai me deu o primeiro livro da trilogia para ler e eu estava com grandes expectativas sobre essa serie. Porque ne, é Nora Roberts! Acho que vou ir fazer a leitura com os pês mais no chão.

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  12. Olá Amanda!
    Segunda resenha que leio desse livro em que fala que a narrativa deixou a desejar, e isso está começando a me desanimar rs'
    Eu estou desde o lançamento do primeiro livro doida para ler essa série, eu adoro Nora Roberts mas ainda não pude ler nenhum livro voltado para a fantasia e estou mega curiosa. É uma pena quando o último livro nos decepciona. Mas irei tentar ler a série logo e tirar minhas conclusões! Parabéns pela resenha

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie
    muito legal a resenha e parece ser uma série mega interessante, espero um dia tomar coragem e ler mas por enquanto não é um gênero que aprecio muito

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu não tenho nenhuma vontade de ler nora Roberts, eu já li um livro dela e achei bem fraquinho.
    Uma pena você não ter gostado do final, ele pareceu mesmo decepcionante.

    Beeijos, Erica Regina
    Blog Parado na Estante / Fanpage Parado na Estante

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma