Um tema contra o revenge porn




18 março 2016

Este mês, os lançamos da Editora Arqueiro são, Intenso e Profundo, de Robin York, que tratam sobre um tema em evidência na mídia: vingança pornô (revenge porn). A vingança pornô não é um assunto que passa distante de nossos olhos, ainda uma manifestação social do machismo, a única função é expor a vítima ao vexame público da pior forma possível, trazendo traumas, às vezes, irreversíveis.


Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, tem que se defender da multidão de pessoas que a julgam. Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa, tudo muda de repente. 

Em dois anos, o número de vítimas da pornografia da vingança quadruplicou no Brasil. Só em 2014, foram 224 usuários de internet que denunciaram o crime para a SaferNet.

Tanto a primeira pessoa que vaza um vídeo íntimo não autorizado quanto aqueles que seguem compartilhando estão sujeitos a processo. Em geral, eles respondem por injúria e difamação por causar dano à imagem e à honra da mulher exposta.

Sancionado em 2014, o Marco Civil da Internet facilita a punição dos responsáveis.

A campanha "Mulheres Incompartilháveis" visa à conscientização de todos que costumam trocar fotos íntimas por internet e celular, diz Marcos Giovanella:

"Esperamos que haja uma real mudança de comportamento. Que os homens coloquem a mão na consciência e pensem: 'ela fez uma foto sensual para mim, só para mim, em um momento X'. Se a relação acabou, essa imagem não pode ser compartilhada. Ele não pode usar como chantagem para destruir a vida da ex-parceira."

Em 2013, duas adolescentes se suicidaram no Brasil após serem vítimas de pornografia da vingança.

Denúncias podem ser feitas à Central de Atendimento à Mulher pelo número 180. A ligação é gratuita e pode ser feita de fixo, celular e telefone público.

Fonte: brasilpost

10 comentários:

  1. Meu Zeus! Todo mundo falando desses livros haha Como já disse em outros blog vou dar uma chance pra história, pois acho que vale apena. <3

    ResponderExcluir
  2. Super importante falar sobre o tema! E é bom ressaltar que, como você já disse, tanto quem posta quanto quem compartilha está cometendo um crime! E que hajam mais denúncias e punições para quem faz esse crime.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Super importante falar sobre o tema! E é bom ressaltar que, como você já disse, tanto quem posta quanto quem compartilha está cometendo um crime! E que hajam mais denúncias e punições para quem faz esse crime.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    gostei da sua publicação, também divulguei o lançamento desses livros, eu não creio que o código penal não ajuda, não trata-se disso, o problema é a aplicabilidade da lei e os recursos que existem, o processo não é célere. Outra coisa, você compartilha fotos eróticas ou pornô tiradas com seu namorado ou esposo, com seu companheiro, é um risco as fotos vazarem, seja porque a relação terminou ou mesmo hacker, é algo complicado. Acho que se não quer correr riscos, melhor não tirar a foto, pois ele existe e é considerável, mas a opinião e pensamento vai de cada um! www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  5. Amei esse tema proposto pela arqueiro. Sua postagem está maravilhosa, muito informativa. Vale mesmo informar que é um crime, para quem posta e quem compartilha. Parabéns pela iniciativa!

    ResponderExcluir
  6. A Editora Arqueiro está fazendo um ótimo trabalho no marketing deste livro. Pegar um tema tão polemico e atual e mesclar com os lançamentos. Fantástico!
    Estou nessa também!
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  7. Oiii, tudo bem?
    Eu fiquei bem interessada para realizar essa leitura destes livros, acredito eu que este tema que a editora escolheu, é algo que as pessoas até evitam em conversar, não entendo o motivo. Portanto, acho necessário que haja essa denúncia como você mesmo deixou o número, incrível!
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. eu realmente fiquei encantado em poder falar desse tema no blog. A Arqueiro estar de parabéns por essa proposta feita aos blogs parceiros. Eu realmente que ler esses livros, para saber como a autora desenvolver o tema. Um tema tão caro às mulheres.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá Lilian, eu achei bem interessante o tema que a autora resolver trabalhar e espero que ela o tenha usado de uma maneira a conscientizar seus leitores sobre ele *-* Espero poder lê-los em breve.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  10. Ei, tudo bem?
    Adorei que a autora trouxe esse tema para seu livro, porque ele está bem recorrente em nossa atualidade, principalmente pelo fácil acesso a internet. Espero que com essas informações as pessoas se conscientizem do quão sério isso é o quanto a vida da vítima muda após isso.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma