Header Ads

Resenha – Manifesto da Autoestima


 


Antes de iniciar essa resenha, preciso dizer, a Luz da Serra Editora arrasa nas edições dos livros. Esse é o penúltimo livro da parceria do blog com a editora e particularmente, fiquei feliz por me aprofundar mais no catálogo deles, me trouxe uma perspectiva positiva sobre o perfil de publicação que a editora se propõe.

 

Em Manifesto da Autoestima, Patrícia Cândido convida os leitores a desprogramar, se for o caso, toda a insegurança que o mundo nos impõe e regatar a confiança em si mesmo.

 


“O mundo quer nos conformar, ou seja, nos dar um formato. A sociedade nos impõe inúmeras regras. Existe um contrato social no mundo inteiro que diz que devemos nos portar à mesa e em cada ambiente que frequentamos. O mundo quer que você se torne uma pessoa que não é:que emagreça, que siga uma determinada carreira, que nunca projete a sua voz”

 

Patrícia está correta, a nossa sociedade massifica nossa alma colocando-a numa caixa da ‘verdade’, cheia de normas rígidas para um ‘bem viver’ que nos adoece, não à toa que o número de casos de depressão, tristeza profunda, estresse, estafo, etc., tende a aumentar. Para nos mostrar que algo vai muito errado...


A autora também discorre como as instituições nos dominam pelo medo, nos tornamos objetos de uso, marionetes dessas instituições: Religião, Política e Remédios. O medo é a principal arma que utilizam para nos dominar. Logicamente, a autora não discorre com profundidade sobre essas temáticas, mas coloca-las nos centro da discussão torna o livro rico  para discorrer sobre autoestima.

 


Apesar de trazer os efeitos externos que contribuem para os problemas de autoestima, desvinculando inclusive da noção de culpa judaico-cristã, Patrícia também esmiúça a responsabilidade de cada indivíduo sobre a temática. Como, diariamente, cometemos equívocos que nos prendem no lugar de sofrimento. A exemplo disso, responsabilizar terceiros por decisões que cabem a própria pessoa.

 

Manifesto da Autoestima é um livro de autoajuda que pode contribuir para o trabalho de psicólogos que apreciem indicar livros, educadores, professores, terapeuta e, principalmente, para quem gosta do estilo.


*Imagens da Luz Da Serra Editorial


Nenhum comentário

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma