Lançamentos - Global Editora




22 março 2017

imagem el-chagas-artes






Terceira produção poética de Cecília Meireles a vir a público, Baladas para El-Rei, de 1925, presenteia o leitor com versos que demonstram a rara capacidade de nossa maior poeta para evocar imagens e sentimentos, capitaneada por sua intrínseca musicalidade. As ilustrações presentes no livro concebidas pelo artista plástico português Fernando Correia Dias, primeiro marido de Cecília, expandem o som e a ressonância dos poemas da autora. A apresentação desta edição é assinada pelo crítico literário Marcos Pasche, mestre e doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor de Literatura Brasileira na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. No texto, Pasche observa que “não é seguro apontar, com pretensa certeza, quem é o Rei receptor das baladas, mas é possível ouvi-las badalando no livro que é um reino do dizer obnubilado e do subentendido.”




Cândido Mariano da Silva Rondon traz dois textos de Darcy Ribeiro sobre Rondon. O primeiro — A obra indigenista de Rondon — saiu em 1958 nos Cadernos de Cultura, do MEC. O segundo — Os quatro princípios de Rondon — configura-se no necrológio do sertanista, falecido em 1958. Quando dava os primeiros passos em sua exitosa carreira de antropólogo, trabalhando no Serviço de Proteção aos Índios, Darcy Ribeiro teve a oportunidade de conhecer um dos homens que mais souberam se relacionar com os povos nativos do Brasil: Cândido Rondon.  Como não poderia deixar de ser, a identificação entre os dois foi grande. A preocupação com a conservação do meio ambiente, o respeito pelos conhecimentos de ordem teórica e prática que os índios cultivavam no trato e no aproveitamento dos bens presentes na natureza e, além de tudo, uma ânsia de ver uma nação mais justa e igualitária do ponto de vista social. Este livro traz ao fim uma lista dos escritos de Rondon e uma bibliografia com indicações de textos que tratam da trajetória e da obra do sertanista. O livro traz também um caderno iconográfico com fotos pertencentes ao Museu do Índio, ligado à FUNAI. As fotos trazem momentos marcantes da vida de Rondon, algumas delas, inclusive, registros de sua convivência com os índios que encontrou durante suas andanças pelo Brasil afora.


22 comentários:

  1. Interessante, mas não faz minha pegada de leitura, quem sabe futuramente. Mas no momento deixarei passar.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ooi! Tudo bem?
    Gostei das dicas!
    Não costumo ler sempre mais voltemeia eu procuro livros assim apara ler!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bom?
    Infelizmente esse não é o meu tipo de leitura! Mas quem sabe não dê uma chance um dia né? Já li coisas da Cecília Meireles, mas parei nem sei o motivo. Mas dicas anotadas.

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  4. O livro da Darcy parece ser bem interessante, tem foto também e tal. Livro histórico é sempre mais difícil de ler, mas dependendo do assunto é quase obrigação nossa checar. Sobre índios então, nem se fala. Eles foram tão negligenciados e injustiçados... :/

    ResponderExcluir
  5. Uauu que máximo amei as suas dicas de leitura. Não são as minhas favoritas, mas costumo intercala-las as minhas leitiras mais comuns.

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,
    Ai que lindeza esse post, sou fascinada pela leitura de Cecília Meireles então foi o que mais curti.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Os lançamentos são bem interessantes, mas eu particularmente não sou o publico alvo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Lilian dessa vez, as duas obras despertaram muito meu interesse, eu não vejo a hora de você trazer a resenha para nós do primeiro livro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Que lindo esse livro da Cecília Meireles! Já quero! *-*
    E para quem estuda a literatura de forma crítica é sempre importante ler e conhecer os estudos de Darcy Ribeiro.
    No momento não estou tão dedicada nessa área, mas me interessa bastante, então vou anotar a dica :*

    ResponderExcluir
  10. Literatura brasileira é bastante rica, embora não faça meu estilo. No entanto, ter conhecimento do que é publicado por aqui, de literatura brasileira, é bastante válido. Beijos :*

    ResponderExcluir
  11. Que belos lançamentos, quero os dois. De Cecília tenho livro a poesia infantil.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Achei os lançamentos interessantes, mas não sei se leria no momento.
    Não são exatamente o estilo de leitura que eu gosto, mas quem sabe mais para frente, né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Os livros são bem interessantes, não leio esses tipos mas talvez leria o de Cecília Meireles.

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir
  14. Olá, parecem ser ótimos livros para quem curti o estilo, mas como não fazem o meu estilo de leitura não me deixaram curiosa...

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  15. Interessantes os títulos, porém no momento nenhum deles me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
  16. Oie
    como sempre, os posts daqui conseguem colocar cultura na minha cabeça e acho isso muito legal, sempre fico curiosa com os autores e obras postadas e dessa vez não foi diferente

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Bom dia,

    Achei bem interessante o livro sobre os indígenas de Cândido Mariano da Silva Rondon, deve ser incrível....abraço.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Ainda não conhecia a editora, mas achei os lançamento desse mês muito legal, ainda mais esse da Cecília Meireles, que me chamou muito a atenção.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?

    Acho que nunca li nada da Global, pelos lançamentos acredito não ser minha pegada de leitura, mas quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Embora as sinopses sejam bem interessantes, no momento não conseguiram despertar em mim grande vontade de fazer as leitura.
    Quem sabe no futuro.
    Ainda não li nenhuma das obras da editora, mas sempre vejo elogios a seus trabalhos.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  21. Gostei do livro da Cecilia Meireles.
    Não é bem meu estilo, mas achei a premissa interessante.

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma