Header Ads

onde a eternidade toca





desculpa se deixei
que passasse
o dia catorze de
fevereiro e não
te escrevi um
poema do dia
dos namorados

mas onde a eternidade
toca
onde somos juntos
há tempo para
poemas todos os
dias
e são para ti

(Jacinto Norberto Drummond Teles)

2 comentários:

  1. Olá

    Esse poema casou bem com a série que acabei de assistir: Soundtrack que fala sobre amor e sentir. Não podemos controlar nada e por isso só podemos amar e sentir.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Gostei do poema. Há uns dois anos venho tentando ter mais contato e aproximação com o gênero, mas admito que às vezes esqueço de procurar textos assim, um desleixo da minha parte. Por isso sempre fico feliz quando caio assim, de para-quedas, em um poema que, ao final, acabo gostando tanto.

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma