[NA VITROLA] Kleber Melo




15 setembro 2012

Herança

O na vitrola de hoje vem falar de um novo amigo que já me conquistou por completo. Sei que desde última e primeira postagem nunca mais apareci com a coluna, mas, agora enquanto escrevo esse texto, decidi tirar uma hora de descanso e ouvir o CD que o próprio Kleber me deu... e, gente, eu estou com lágrimas nos olhos.
Quem me conhece de perto sabe bem o quanto sou fanática por cultura popular e MPB. A minha discoteca está repleta de Zé Ramalho, Novos Baianos, Virginia Rodrigues, Matingueiros, Tom Zé, Elba Ramalho, Maracatu, Alçeu Valença, Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Chico Science etc.
Amo dançar um maracatu, coco, ciranda etc. E desde que voltei a morar em Aracaju-SE tenho sentindo muita falta disso. Então, meu novo amigo Kleber, me presenteou com uma das artes mais mágicas que existe: música. E nesse momento meus olhos estão repletos de lágrimas, pois é simplesmente lindo. Sabe quando você se sente plenamente chique por conhecer alguém super importante? É assim que estou me sentindo. Tipo, ele é meu colega de trabalho... Se você gosta de Mestre Ambrósio, Cumade Florzinha, Zé Breu vai gostar muito...
Eu estou falando do CD Herança, que fui presenteada esta semana. Herança é repleto de letras inéditas e de uma musicalidade que toca as nossas raízes. Um som primitivo, que nos remete ao que de melhor existe na essência do homem. Uma harmonia cósmica que nos faz vibrar frente à liberdade musical que existe no nosso corpo.
Como não amar a arte de Kleber Melo? Ele nos expede a um universo de fluidez e excelência, capaz de nos fazer entrar em êxtase e em profunda sintonia com a natureza que Deus colocou no nosso DNA. Das doze músicas a que mais gostei foi ‘TODAS’.
É mais que música, é poesia, é cultura, é arte, dança, vibração. Uma linda homenagem a cultura africana com o toque do que melhor existe no Nordeste acoplado ao som Sergipano. Acho que o Pitágoras iria ao delírio, mas já que ele não está aqui para provar um pouco de Kleber, fica a dica para quem gosta de arte/música.  
Também deixo a dica para o Kleber que se ele quiser musicar minhas poesias, estará à disposição! Hahahhahahahahahaha

Saiba mais


Mais novo CD do artista sergipano Kleber Melo, o álbum é uma homenagem a cultura africana trazida ao Brasil dentro dos navios negreiros, cultura essa muita valorizada pelo artista que tem muitos trabalhos sonoros com o tema. o disco foi gravado entre os anos de 2004 e 2008 com a colaboração de vários amigos que fazem participações instrumentais em várias músicas. A fita foi gravada no estúdio de Neu Fontes em Aracaju-SE cidade onde vive o artista que ganhou duas vezes o prêmio SESC Canção e teve várias participações maravilhosas no evento.

Contatos:
Tel: (79) 8806-1459

3 comentários:

  1. Esse eu vou baixar pra conferir. Nem fazia idéia sobre o cantor, mas achei super bacana a iniciativa. Musicas com um fundo que nos faz refletir, pensar e pq não, viajar a outra cultura, tem tudo pra ganhar minha atenção.
    Adoro!!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. A música popular brasileira é das mais ricas, com vertentes das mais variadas; e sempre é bom conhecer mais um de seus representantes.

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca convivi muito com essas danças, mas foi justamente aí em Aracaju que tive a minha melhor experiência... fui a um festival em janeiro e passei dias seguindo as pessoas e tentando dançar com elas!! hahaha... Será que o festival ainda existe? Éramos um grupo de faculdade, ficamos nos camarins do teatro, rs, me diverti demais. E teve um dia que fomos convidados para "brincar" durante toda a madrugada... devido ao meu pouco conhecimento do assunto, não me lembro se era um grupo de reizado ou reinado, mas era pertinho de Aracaju...

    Eu gosto muito do tipo de música que você gosta, é meu estilo musical preferido. É muito difícil eu ouvir algo internacional, rádios mesmo só ouço as que tocam apenas música brasileira.

    Estou viajando e fica complicado conhecer agora o CD do Kleber, mas assim que voltar pra casa vou conferir! Obrigada pela dica!!! =)

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma