Releituras - apresentação




08 abril 2015

Olá, poeteires!

Hoje era o dia de eu postar uma indicação de filme ou série de Tv de um autor(a) nacional. Porém, como disse, era, não é mais. Primeiro, o desabafo: gostava deveras da coluna, no entanto, nem todos os autores respeitam o trabalho do blogueiro; bem como, muitos blogueiros não respeitam o trabalho dos autores. Preferindo me manter distante desse tipo de conduta inadequada e desnecessária a literatura nacional, acabei com a coluna. Mas, agradeço de coração a todos e todas que contribuíram com a coluna.

Agora, é hora de discorrer sobre a nova coluna. Eu gosto muito de livros; gosto muito de ler. Sempre estou lendo de tudo um pouco. Procuro estar aberta a todo tipo de literatura e colocando todo o conhecimento adquirido ao longo da vida e da academia nessas leituras. Ao final, me sinto privilegiada, por conseguir, em muitos casos, desconstruir uma leitura cartesiana e elitista e aproveitar o máximo dos livros.

Pensando nisso, acabei percebendo que muitos livros que li, não foram resenhados. Então, fiz uma pequena seleção para dar início as releituras e fazer as resenhas. Livros que tanto me ajudaram numa construção ideológica e profissional, tais como: Viva o povo brasileiro; Vigiar e punir, Mulheres que correm com os lobos; O século do vento; Além do bem e do mal...

São muitos. Mas, deixarei aqui os primeiros que entrarão no rol da releitura para resenhas, na ordem das leituras:


A Casa dos Budas Ditosos - Ao receber, segundo afirma, um pacote com a transcrição datilografada de várias fitas, gravadas por uma misteriosa mulher, o escritor João Ubaldo Ribeiro não podia imaginar o que o esperava.E o inocente leitor, que sequer pode suspeitar o que o aguarda em cada uma das páginas deste livro. Nelas se conta uma vida. E a suposta autora teria enviado seu testemunho para que fosse utilizado para o volume sobre a luxúria da Coleção Plenos Pecados.O escritor aceitou o oferecimento e o resultado final está agora diante de você. Que deve preparar-se para um relato pouco comum, às vezes chocante, às vezes irônico, sempre instigante. Na verdade, dificilmente a ficção poderia alcançar os limites do que a devassa senhora viveu e narra em detalhes riquíssimos.Se o leitor tem alguma dúvida, ela logo se dissipará, neste fascinante mergulho na vida espantosa de uma mulher sem dúvida excepcional, cuja narrativa alcança as dimensões de um retrato sociológico de toda uma cultura e uma geração, envolvendo um dos pecados mais indomáveis, e capitais. A luxúria.

O Lustre - Ao contrário de seu primeiro romance (Perto do Coração Selvagem), escrito em fragmentos, saltando constantemente de uma cena para outra, O Lustre é um conjunto coerente. Apesar de os seus extensos segmentos descreverem propositadamente acontecimentos, consistem sobretudo em longos monólogos interiores, interrompidos apenas por um singular e perturbador fragmento contendo diálogo ou ação. O livro progride em ondas lentas que se elevam, alterosas, nos momentos de revelação. As páginas entre estas epifanias são precisamente os momentos em que o livro se torna mais intolerável para o leitor, que é forçado a seguir o movimento interior de outra pessoa com um detalhe microscópico. Acostumado às epifanias, esperando estímulos e surpresas permanentes, o leitor que aborde o livro pela primeira vez depressa se sente desconcertado.Porém a intensidade glacial do livro exerce um fascínio particular.(...)Só quando lido devagar, refletidamente, e sem distrações, três ou cinco páginas de cada vez, é que o Lustre revela o seu caráter penetrante.[Benjamin Moser, Clarice Linspector - Uma Vida]

O Conto da Ilha Desconhecida - Um homem vai ao rei e lhe pede um barco para viajar até uma ilha desconhecida. O rei lhe pergunta como pode saber que essa ilha existe, já que é desconhecida. O homem argumenta que assim são todas as ilhas até que alguém desembarque nelas.Este pequeno conto de José Saramago pode ser lido como uma parábola do sonho realizado, isto é, como um canto de otimismo em que a vontade ou a obstinação fazem a fantasia ancorar em porto seguro. Antes, entretanto, ela é submetida a uma série de embates com o status quo, com o estado consolidado das coisas, como se da resistência às adversidades viesse o mérito e do mérito nascesse o direito à concretização. Entre desejar um barco e tê-lo pronto para partir, o viajante vai de certo modo alterando a idéia que faz de uma ilha desconhecida e de como alcançá-la, e essa flexibilidade com certeza o torna mais apto a obter o que sonhou."...Que é necessário sair da ilha para ver a ilha, que não nos vemos se não saímos de nós...", lemos a certa altura. Nesse movimento de tomar distância para conhecer está gravado o olho crítico de José Saramago, cujo otimismo parece alimentado por raízes que entram no chão profundamente. 

26 comentários:

  1. Oi Lilian! Uma pena a outra coluna não ter dado certo, é tão triste quando algo que panejamos com tanto carinho não sai como o esperado.......... Masssssssssssssssss, vc pegou um limão e fez uma ótima limonada, pq poder reler e rever os livros que gostamos é muito magnifico, pq construimos e desconstruimos nossas visões a respeito do livro. Vou esperar ansiosa pela resenha de A Casa dos Budas Ditosos, adorei a sinopse, o título..... Que seja muito próspera essa sua nova ideia. bjs
    Eyker
    www.amorascompimentacom

    ResponderExcluir
  2. Lilian, estou acompanhando seu blog e as publicações que você faz na sua página. Ishii já virei sua fã. Gosto da maneira como com faz e escreve. É uma pena ter acabado com a coluna. Mas, você deu a volta por cima com às releituras e resenhas. Certeza que vou amar suas publicações porque você escreve de uma maneira única.
    Milhões de beijos
    Danne
    Http://danielacorrea2011.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa linda. Obrigada pelo carinho, isso faz com que nosso trabalho tome novo fôlego. Estou lisonjeada! <3

      Excluir
  3. Ola Lilian!
    É pena a outra coluna não ter dado certo, mas esta coluna parece bastante interessante! E dá bastante trabalho concerteza e por isso elogio muito o trabalho :) Conheci agora o blog e estou a adorar :)

    Continue assim,
    Beijo :)

    ResponderExcluir
  4. Poxa eu gostava da sua outra coluna uma pena não ter dado certo, mas essa me apresse bem interessante, não li nenhum desses, mas fazer releitura de algo use gostamos é maravilhos,
    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi Lilian, primeira vez que apareço aqui no seu blog e já estou adorando.
    De vez em quando é ótimo fazer uma releituras né, desses 3 livros que vc selecionou apenas li O Lustre. Confesso que não sou muito fã desse tipo de leitura, mas as vezes eu me arrisco a ler livros assim. Vou pegar a dica dos outros 2 e indicar pra minha mãe, acho que ela vai gostar bastante :)
    Um super bjo lindona.

    ResponderExcluir
  6. O três livros parecem muito bons, mas o terceiro me interessou mais ^^.Faz um tempinho que não paro pra ler livro nacionais, mas acho que agora vou arrumar uma hora pra ler "O Conto da Ilha Desconhecida".Adorei o Blog, e Sucessos!! <3

    ResponderExcluir
  7. Eita, que ruim quando algo que planejamos não dá muito certo. Mas boa sorte com as suas releituras. Como você disse que aprendeu com elas, pode ser que aprenda mais ainda. Sempre deixamos algo passar batido, não é verdade? Boa sorte com os livros. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Que pena que a coluna acabou, adorava aquele momento que você indicava livros e filmes... mas tudo bem, é super ruim mesmo quando tentamos colocar algo em ordem mas não da certo, É da vida né? rsrs. Bom eu sou fã da Clarice Lispector de carteirinha kkk. E quero muito ler esse livro . Eu também sou desse tipo de pessoa que ler de tudo.
    Parabéns pelo post esta maravilhoso !

    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá querida tudo bem? que pena a a coluna não ter dado certo. Bom os 3 livros eu gostei mas me interessei mais pelo o O Conto da Ilha Desconhecida achei bem interessante pelo pouco que eu li beijos

    ResponderExcluir
  10. Quando uma não dá certo, vem outras que darão né?
    Como essa, adoreiii os livros para resenha
    já estou curiosa em ver qual que vai resenhar
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia nenhum ainda
    amei suas dicas
    querendo ler e conhecer o terceiro
    o conto da ilha desconhecida
    amei a resenha

    Linda Noite!!
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida! Não tem resenha, é sinopse.

      Excluir
  12. Olá!
    É lamentável quando um projeto não dá certo.
    No entanto, você teve uma ótima ideia, reler alguns livros é muito bom, a gente acaba tendo novos aprendizados e fazendo muitas descobertas na segunda leitura.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  13. Ola Lilian lindona que pena que a coluna não deu certo, mas bora tocar em frente adorei essa nova coluna, estou bem curiosa para ler suas resenhas, na correria os clássicos vão ficando de lado, acredita que nunca li nada da Tia Clarice, a não ser suas frases maravilhosas. ótimas escolhas. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  14. Oláá
    Muito legal a coluna, já ouvi falar em todos mas nunca cheguei a ler nenhum, talvez pense em ler mais para frente com mais paciência, são leituras que exigem mais da pessoa na minha opinião, então me breve eu tentarei sim, e são ótimas dicas de leituras.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Sabe que eu estava pensando na mesma coisa... Tenho vários livros lidos, mas poucos resenhados lá no blog... Às vezes fio pensando nas releituras, mas ainda não chegou a hora.

    Adorei suas escolhas! Clarice Lispector é a poesia em pessoa!
    Um beijo e sucesso nas releituras!! <3

    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  16. Oi Lilian, tudo bem?
    Que pena que não deu certo a outra coluna gostava bastante dela, mas enfim a nova também é genial! Adorei a ideia das releituras e quem sabe as adote?
    Vou aguardar as resenhas.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  17. Oiee ^^
    Que pena que a outra coluna não deu certo, mas gostei bastante da nova. "Mulheres que correm com os lobos" é um livro que eu quero ler já faz um tempinho, parece ser muito bom. "O conto da Ilha desconhecida" também parece ser bom, aguardo ansiosamente a resenha dele :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá amada ótima ideia realmente e curioso pois tenho andado nesta mesma direção apesar de talvez não pelos mesmos caminhos tenho retomado algumas coisas agregando outras ... enfim sempre conversamos e vc sabe que sou saudosista de carteirinha rsrs acho esta pressão de estar sempre falando de lançamentos e a obrigação de vender um livro pelo que ele vende em $ e nem sempre em conteúdo um stress muito grande. Bom é que geralmente unimos as duas pontas mas ainda assim se torna massante ver tantas postagens sobre a mesma coisa ...fico feliz por vc ser assim, uma mulher que não se abate antes disso se renova sempre e eu aqui coladinha aprendendo contigo .. parabéns e bjs <3
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Eu nunca li O Lustre da Clarice. Seria minha primeira leitura e eu sou apaixonada pela maneira como ela escreve. Tenho apenas dois livros de contos dela que são meus favoritos. Mas, se eu fosse fazer uma releitura seria O Circo da Noite. Foi um livro que me marcou muito.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá! Com toda a certeza estarei acompanhando essa sua nova coluna, gostei muito. Os livros dispensam comentários, não é? Sucesso, beijos!

    ResponderExcluir
  21. Uma pena que a outra coluna tenha chegado ao fim, mas que esta lhe traga bons momentos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  22. Oii.
    Também estou nessa fase de releituras. pois igual a você percebi que tem muitos livros bons que eu já li mas que ainda nao resenhei, mas eu estou gostando de reler, a gente acaba percebendo coisas que na primeira leitura não tinha notado. Estou relendo atualmente os livros da série Harry Potter.

    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá, gostei muito dessa coluna. Infelizmente gosto de ler todo tipo de livros mas nem sempre dá certo. Gostei muito da sua escolhas, pois nem sempre vejo resenhas desse gênero na qual gosto muito. Não tive oportunidade de ler nenhuma obra citada sua, mas estou bem curiosa principalmente por amar Clarice e Saramago.
    Beijos e espero resenhas.

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

Fanpage

Seguidores

Compre aqui

Compre aqui
Livro Mulheres que não sabem chorar

Link Me

Curta também:

Parcerias

De olho

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Google+ Followers

Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, homossexualidade, violência sexual e alcoolismo. A escritora mantém um blog literário e está sempre bem informada sobre questões sociais que acontecem em nosso país. É defensora da tese de que todos são diferentes e merecem ser tratados com equidade. Ela adora escrever sobre temas que incomodam e diz não ter medo do preconceito. Trabalha no movimento social e acredita que a educação é capaz de trazer mudanças significativas ao país.

Siga-nos por e-mail

Copyright © 2015 • Poesia na alma