Resenha – A imaginária




29 dezembro 2015


Fui
Sombra à procura de equilíbrio
Encontro no confuso desencontro
Sem chegar à irrealidade do que sou.

(Adalgisa Nery)


Há muitos anos, me deparei com a escrita da Adalgisa Nery, um grande nome da literatura nacional. Apesar de pouco conhecida, por alguns, a autora lançou em 1959, A imaginária, livro best-seller da época; hoje, relançado pelo Grupo Editorial Record.
Em A Imaginária o enredo gira em torno de Berenice, que perde a mãe na infância e vai para um colégio interno. Mais tarde, porém ainda muito jovem, 15 anos, casa-se, mas a paixão e arroubos da juventude perdem espaço para o cotidiano violento de um relacionamento abusivo.  
Ela passa a viver com a família do marido, entre eles, a sogra beata histérica. Logo o marido morre tuberculoso, mas seus problemas continuam, afinal, a sogra com atitudes mesquinhas e doentes está disposta a transformar a vida de Berenice num inferno. Ela, Berenice, foge com os filhos e resolve recomeçar sua vida, procurar um emprego

“A minha natureza não é de mulher pessimista. Sou um ser anaglífico vivendo uma sincera fusão de duas imagens de perspectivas semelhantes. [...] Daí sentir-  -me constantemente no limbo. [...] Apesar de ter sido desde menina violentada pela vida, os meus olhos não perderam a noção do colorido e dos contornos e a minha alma não esqueceu a música e a harmonia.”

O desenho de uma vida desestruturada é o retrato autobiográfico de Adalgisa Nery em seu casamento com o pintor Ismael Nery. “Ali tem muita coisa de minha biografia, tem muita coisa reforçada com minha imaginação”, diz Adalgisa.



É inegável que a autora desvela ao público um enredo visceral e sensível; pinta na literatura um retrato social atemporal da mulher numa sociedade machista, isso sem perder a poeticidade para o sofrimento e a dor. Berenice ou Adalgisa podem, infelizmente, ainda representar muitas mulheres do século XXI. Para mim, esse foi uma das melhores leitura de 2015; mais que recomendado, necessário...

28 comentários:

  1. Olá!

    É, eu não conhecia a autora até então.
    Confesso que a história de Berenice me atraiu bastante, apesar de eu sentir que pode ser uma história bastante triste. Fiquei bastante surpresa ao saber que há nessa história, muito da vida da autora. Já adicionei a minha lista de livros para ler.

    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  2. Nossa,que vida sofrida! Nunca ouvi falar da escritora, mas me interessei e vou procurar saber mais sobre a obra.
    beijos
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Conheço superficialmente Adalgisa Nery. Não cheguei a ler nada dela apenas pesquisei.
    A história do livro parecer ser boa e bem triste.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Bom, eu conhecia a autora, pra me ela sempre será um MITO na historia dos livros nacionais. Eu já ouvir falar desse livro também. Gosto muito da personagem, e odeio eternamente essa sogra dela. Sou dessa que consigo odiar alguns personagens sim ahaha. Parabéns pela resenha!

    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia a autora, mas confesso que já estou amando o trabalho dela só pela sua resenha (que por sinal está ótima).
    Vou incluir esse livro na minha lista de desejados e vou pesquisar mais sobre a autora.

    Bjs.

    http://ciadoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ei, tudo bem?
    Não conhecia a autora, e não imaginava que esse livro tinha uma história tão incrível e tão "real" mesmo sendo escrito a tanto tempo. Fiquei bem curiosa agora para poder lê-lo.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  7. Oiii, ainda não tive oportunidade de ler nada desta autora, mas não vou negar, já vi muitos comentários sobre ela, falando sobre seu trabalho e tudo mais.
    Quem sabe um dia eu leia este livro.
    Beijooooos <3
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?

    Como você mesma falou, a autora é um pouco conhecida, tanto que eu a desconhecia, e sim, existe muitas mulheres hoje como a Adalgisa e Berenice ao redor do mundo, infelizmente essa é nossa realidade.

    Gostei muito da resenha!


    Beijos,
    https://www.facebook.com/MarcasLiterariasOficial/

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Nunca tinha ouvido falar do livro ou da escritora. Mas pelo visto já foi um sucesso nacional neh!?
    Eu não gosto de histórias com essa premissa, romance, violenta doméstica. È que meu gênero literário está mais para fantasia.
    Então vou passar a dica!
    Um abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  10. Sua resenha ficou ótima! Eu não conhecia a autora, mas agora quero conhecer, pois me bateu um interesse forte aqui.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e embora não tenha a intenção de lê-lo, ele tem um enredo interessante com esse tema abordado... sei uma parcela do que é um relacionamento abusivo (não sofri nada perto do que outras mulheres sofrem), e imagino que deve ser uma leitura emocionante.
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, esse foi um livro que eu fiquei bem tentada a solicitar para resenha, acabei deixando para outra oportunidade, mas ainda quero lê-lo.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Confesso que ainda não conhecia a autora. Apesar de ter gostado da temática do livro, não sei se o leria. Acredito que a leitura seja bastante emocionante, então vou anotá-lo aqui para ler no momento certo em que estiver preparada para algo do tipo, estou procurando livros mais leves ultimamente.

    Beijos,
    Andy!

    ResponderExcluir
  14. OIie,

    Não conhecia a autora, mas parece que ela foi um grande sucesso. Apesar disso acho que não leria por ser de violência doméstica e isso não gosto muito. Parabéns pela resenha.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  15. Oie,

    Não conhecia a autora e consequente eu não conhecia o livro também, a história tem um ar de clássico, e eu preciso ler livros assim. Me senti curiosa em relação a história do livro. Vou atrás para saber mais sobre ele.


    Bjs
    Mayla

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas gostei da premissa da mesma. É uma leitura sensível e com um assunto tão importante, por isso vou anotar a dica e quem sabe ler futuramente.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  17. Oiee..
    Fico impressionada com a quantidade de talentos nacionais que ando descobrindo por ai ultimamente, e dico muito feliz com isso..
    Gostei do enredo do livro, a estória mesmo densa parece ser envolvente e reflexiva, e a escrita da autora parece ser se fácil leitura o que facilita com uma trama mais dramática..
    Ótima resenha..
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia nem autora e nem livro, mas adorei a premissa do livro.
    Infelizmente é uma história muito real com o nosso dia a dia.
    Fiquei interessada em ler.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem Lilian? Não conhecia a autora e é interessante, pois a cada dia que passa conheço grandes autores que não são tão divulgados assim na mídia. Ótima resenha, parabéns.
    Beijos
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?

    Me interessei bastante pelo livro, vou procurar mais sobre ele. Adorei sua resenha, e, um dia, darei chance à esta belezura.

    Beijinhos,
    Pizza and Books

    ResponderExcluir
  21. Depois de uma resenha dessa fica impossível não colocar o livro nos desejados, hehehe. Adorei a premissa e amei saber sua opinião sobre a obra. Espero ter a oportunidade de ler ele esse ano.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. De fato não conhecia a autora, mas sua resenha me deixou interessada no enredo todo.
    Parabéns pela resenha!!
    Beijos
    Viviana
    devoreumlivroeoufilme.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Não conhecia a autora e fiquei surpresa em saber que é da nossa literatura. Parece ser u livro muito bem escrita e uma história que ainda podemos presenciar, infelizmente. Gostei muito de saber e irei colocar na minha lista para ler futuramente.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  24. Eu não sabia que esse livro era tão bom! Passeando pelas livrarias, eu já havia sentido certa atração por ele. Esse conjunto título + capa + sinopse me chamou a atenção, mas outra coisa foi essencial: Este livro estava, na livraria que costumo frequentar, junto a uma pilha de outros livros escritos por mulheres. É uma seção especial da livraria, que é renovada praticamente toda semana, intitulada de "Leia Mais Mulheres". Eu sempre dou uma olhada com carinho lá, e nunca me arrependo.
    Sendo que nesse dia em que descobri Adalgisa acabei optando pela Muriel Barbery (eu não resisto a uma fantasia). De certa forma me arrependi. :\

    Bela resenha, gostei muito!

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Eu nunca tinha ouvido falar do livro, da escritora ouvi alguma coisa. Não sou muito de ler clássicos, mas vou tentar mudar esse ano. a história parece ser emocionante e passar uma mensagem para o leitor. gosto de livros assim.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi!
    Nunca ouvi falar desse livro ou autora, mas pela sua resenha deu pra ver que é uma história extremamente necessária, pois tem muito a ver com o tempo que vivemos e todos preconceitos.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro nem a autora. Me pareceu ter uma premissa bem interessante e ao mesmo tempo triste, é infelizmente algo que ainda acontece em muitas mulheres nos dias de hoje :(.

    Beijos
    Brilliant Diamond

    ResponderExcluir
  28. Olá,
    Não conhecia a autora. Não gosto muito de biografias, e essas coisas, então no momento não leria.

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma