Resenha - Sim, sou Gay... e daí?




03 fevereiro 2016


Sim,sou Gay... e daí?  Desabafos do gay Alice no País das Maravilhas, escrito por Valdeck Almeida de Jesus e publicado pela Chiado Editora poderia ser considerada qualquer coisa, menos uma leitura entediante... O narrador André desvela sua trajetória amorosa, desde os primeiros anos, quando descobre a sua [homo]ssexualidade, até o desfecho que se dá de maneira surpreendente, brindando o leitor com uma narrativa fluída cheia de irreverência e bom-humor, mesmo para falar sobre as partes difíceis de sua existência e inúmeras desilusões no campo sexual-afetivo... E o melhor de tudo: como se ele estivesse conversando com você num café ou bar em uma tarde qualquer...

André teve que lidar com o preconceito desde muito cedo, e isso fez com que demorasse mais tempo para 'sair do armário.' Desde seus colegas de escola até vizinhos viviam de brincadeiras e amolações pelo fato dele não gostar de futebol e ser delicado... Logo, vê na literatura um refúgio e um prazer, enquanto ainda estava às escuras acerca de sua sexualidade...
No prefácio, nos é explicado o jargão "Alice" no mundo gay, que seria uma gíria para designar os homossexuais que são facilmente enganados por pessoas de má fé. No decorrer da história, é com frequência que vemos pessoas se aproveitando da bondade e inocência de nosso narrador... A Rainha de Copas da obra seria a sociedade que impõe valores morais que rejeitam gays. A Alice em que André se tornou luta contra essa Rainha de Copas...


O livro possui poucas páginas e poucos capítulos, que podem ser lidos em poucas horas, e trazem o leitor para dentro de sua trama... As experiências sexuais de André tem um ar cômico, embora no fundo traduzam as dificuldades de ser gay num mundo tão opressivo e conservador... O falso moralismo e a hipocrisia estão por toda a parte, mas é com muita vivência que André se desvencilha desses dissabores e passa a aceitar-se como é, sem se importar em manter falsas aparências ou com a opinião dos outros...

"Cansei de ser procurado por homens casados que insistem em dizer "vamos fazer sexo, mas eu sou ativo, não sou homossexual"." 

De Luza a Celso, passando por Isaías, Eduardo e inúmeros outros parceiros, ele finalmente parece encontrar-se consigo nessa busca desenfreada e [des]iludida pelo amor. Quando passa a amar-se e ser confiante de suas ações, as coisas parecem melhorar para ele, mas não sem antes passar por alguns apuros e despedidas...
Há partes engraçadas, sofridas, de tensão e desabafo. Com uma linguagem por vezes suja, André conquista o leitor, cativando-o como a um amigo. Certamente posso afirmar que tenho alguns 'Andrés' em minha vida, pois é possível identificar algumas de suas nuances em vários gays que conheço. Acima dos estereótipos, André, gay, é um ser humano que só quer ser amado e ter próximo a si pessoas que o respeitem e o aceitem como ele é...
Com relação ao desfecho, confesso que achei tratar-se de alguma biografia ou coisa do tipo, mas a parte final da história pula para um campo ficcional que não sei se me agradou, mas certamente me pegou de surpresa... E ainda assim, conseguiu amarrar as pontas soltas da trama... Sim, sou gay... e daí? é um livro para ser lido livre de preconceitos, e sem muita pretensão, mas que pode fazer você enxergar os homossexuais com melhores olhos [se não for o caso até este momento...]...

Vale a pedida...


28 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Eu nunca ouvi falar desse livro e, na verdade, nunca li nada que tivesse como protagonista ou narrador uma pessoa homossexual, mas ultimamente to vendo que o mercado literário está ficando cada vez mais amplo para esse tipo de leitura! Flores no Outono

    ResponderExcluir
  2. Hey, Maria!

    Certamente o livro trata sobre um tema atual e polêmico, e conta a verdade sobre o que rola na vida de pessoas homossexuais (mais ainda a hipocrisia dos héteros, né?).
    Me parece muito interessante.


    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  3. Achei a capa bem bonita e o título é bem interessante, haha. Não sei se essa leitura me agradaria. Tenho nada contra o tema. Mas é questão de costume mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Ainda não conhecia o livro nem o autor. Gosto de histórias contadas em primeira pessoa, porque assim o personagem cativa mais o leitor, que se sente mais próximo da história. O tema sem dúvidas é polêmico, mas parece que o autor não deixou a história muito pesada, com as partes engraçadas, apesar de narrar também as partes sofridas que deve mesmo ser uma realidade. Gostei bastante da capa!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Maria, sua linda, tudo bem
    Uma vez eu vi um vídeo curtinho do ator Morgan Freeman falando sobre preconceito, no caso dele era sobre o preconceito racial. Fizeram uma pergunta a ele: como se acaba com o preconceito ao que ele respondeu, parando de falar sobre ele. O entrevistador ficou desnorteado e o ator falou: você gostaria que fizessem um dia dos brancos, pois eu não gosto que exista um dia para os negros. Eu entendi o que ele falou, pois se precisamos pedir para as pessoas nos respeitarem é porque elas não nos respeitam. E vejo que esse livro traz um pouco dessa mensagem, e daí que sou gay, ninguém tem o direito de me desrespeitar por minha escolha. Eu sonho com um dia em que todos se chamarão apenas de irmãos, e se respeitarão como irmãos. Uma boa dica para acabarmos de vez com esses estereótipos. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Eu já tinha visto sobre este livro, acho que nas páginas do facebook do blog e estava ansiosa para que saísse a resenha logo hahaaha eu posso dizer, que é um livro completo, que pode ser debatido entre algumas pessoas e ao mesmo tempo seria uma forma de conhecermos como as coisas são, diante de um homossexual.
    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Oi amei a resenha e você descreveu bem a história e mesmo não gostando muito do desfecho você conseguiu me incentivar a essa leitura, apesar de não ter costumes com leituras LGBT´s esse livro é essencial na sociedade hipócrita em que estamos inseridos.

    ResponderExcluir
  8. Tenho muitos amigos gays e também amigas lésbicas. Sem dúvidas quero ler esse livro, amei a sua resenha e tenho certeza que irei amar a estória do André. Obrigada pela dica, pois desconhecia o livro.

    Bjs.

    http://delirioselivros.com.br

    ResponderExcluir
  9. Puxa! O livro é interessante à beça!
    Muita coragem dele de expor esse lado em um livro. Eu fiz uma biografia sobre minha surdez e não é nem de longe parecido (apesar de também ter partes engraçadas, românticas e tristes). Desejo ao autor muito sucesso e muita luz no caminho! Procurarei o livro! Adorei o texto!
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  10. Olá Valéria, achei o título show, não conheço o autor, mas a forma inusitada de como ele escreve esse livro me chamou atenção. A sua resenha está ótima, e destacou pontos que fez minha vontade aumentasse para ler. Ainda mais por que ele foi a fundo na própria história, e isso deixa o livro ousado! Bjkas

    ResponderExcluir
  11. Ola lindona não conhecia o livro, mas adorei o tema abordado e imagino que muitos jovens passem por situações semelhantes ao do protagonista, é tanto preconceito que o medo fala mais alto. Dica anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Valéria!
    Não conhecia este livro, nem o autor, mas fiquei muito curiosa pela trama. É uma temática muito atual que com certeza pode ajudar muitas pessoas que passam por essa mesma situação, não é mesmo? Adorei a resenha e com certeza vou procurar saber mais sobre esse livro.
    Beijos
    Carol
    www.sobrevicioselivros.com

    ResponderExcluir
  13. Adorei! Com certeza irei ler! Gosto quando a narrativa nos passa essa impressão de uma boa conversa entre amigos, além de parecer muito divertido.
    Ótima resenha ♡

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    O livro parece ser ótimo! E eu tenho procurado livros com essa temática, pra entender mais, sabe? Aprender sobre o assunto. Nem sempre enxerguei homossexuais com bons olhos, quando eu ainda frequentava a igreja, esse era um assunto bem polêmico e eu ficava bem dividida. Hoje em dia, não tenho mais preconceitos e busco exterminar maus pensamentos. Foi o mundo literário que me fez acreditar, respeitar e amar todos os tipos de amores! E gosto de poder debater também, porque sempre tem aquela pessoa que diz que não é homofóbica mas não aceita que gays adotem crianças. Então, quero ter mais conteúdo sobre o assunto pra ter bons argumentos contra essas pessoas. Tem outros que pode me indicar?
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberta, que comentário bonito e sensível. Obrigada por partilhar sua experiência conosco.

      Excluir
  15. Hey,
    Eu não conhecia o livro, mas achei demais a temática e o jeito que o autor abordou o assunto,que pelo que você falou, foi bem humorado.
    Não é bem o tipo de livro que costumo ler, mas por sua resenha, irei tentar.
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  16. Oi, Maria
    Assim como muitos disseram acima, não conhecia o livro também, então obrigado pela dica. O jeito como o autor encontrou para contar essa história deve ser incrível e muito divertido e com certeza me chamou a atenção. Essas experiências do André me deixaram curioso kk

    Beijo,
    João Victor - De cabeça para baixo | All pop stuff

    ResponderExcluir
  17. Valéria, adorei a premissa do livro.
    Diferente, forte e super interessante.
    Adorei as analogias e tenho certeza que é uma narrativa incrível.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  18. Hey,
    Achei a proposta super interessante, acho que a leitura deve proporcionar uma perspectiva muito mais clara do que é ser gay na sociedade atual, do que é ter que encarar os preconceitos. Fiquei curiosa para ler, acho que deve ser uma leitura marcante e divertida a sua própria forma. Vou procurar.
    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Fico tão orgulhosa por livros com temáticas lgbt estarem sendo cada vez mais publicados e divulgados! Acredito que todos merecem respeito e por ter amigos homossexuais e ver quanto preconceito eles sofrem só por amar me sinto realizada por livros que pregam a aceitação estarem mais presentes entre s leituras de todos. Ótima indicação!
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  20. Olá, ótima resenha, ainda não conhecia o livro mas certamente o leria se tivesse a oportunidade, ainda mais pelo fato de gostar de livros onde parece que o autor/personagem está conversando com o leitor.

    ResponderExcluir
  21. Oiiie
    nao conhecia o livro mas esses temas sempre me atraem e gostei do enredo, sua resenha me deioxu mega curiosa e espero poder ler em breve

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e achei bem interessante!
    Não consigo imaginar o quanto deve ser difícil ser gay com tanto preconceito e hipocrisia, e a forma da narrativa, como se ele estivesse conversando conosco me chama bastante atenção.
    BJs

    ResponderExcluir
  23. Ain, gente, como assim ainda não tenho esse livro? Poxa, sou parceira da Chaiado, mas não sabia da existência dessa obra. Sua resenha está ótima, sério. Depois que a li, coloquei essa obra no topo da minha lista de desejados. Acho que vou amar esse protagonista <3 Preciso dizer: esse livro é um tapa na cara dos homofóbicos.
    Beijão,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
  24. Oiee,
    Até hoje só li um livro nessa temática e tenho muita vontade de ler outros, espero conseguir ler em breve.

    Étreintes!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi, Maria, tudo bom?

    Não conhecia o livro e pensei que fosse uma biografia como você até a parte que você falou do campo ficcional. Não sei o leria agora, por conta dos milhares de livros na lista, mas acrredito que seja um ótimo livro do tema, principalmente nessa fase meio hipócrita que estamos passando, pois seria possível abrir mais as cabeças das pessoas.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oii não conhecia esse livro, mas mesmo gostando da sua resenha, muito bem escrita por sinal, não é um livro que eu leria... pois ele não se enquadra no meu estilo literário :/

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma