Resenha - Nas sombras do Estado Islâmico




07 setembro 2016


Devorei em poucas horas o relato surpreendente de Sophie Kasiki, sobre sua breve e apavorante estadia na Síria, depois de ter sido enganada por três rapazes que ela conheceu na França, onde morava com sua família...

Sophie nasceu no Congo e muito cedo perdeu seu pai e depois sua mãe... Sem compreender a morte, foi levada para a França, para ser criada por uma de suas irmãs mais velhas, mas desde que pôs os pés naquela casa, sabia que não pertencia àquele lugar, apesar dos esforços de sua irmã para que isso não acontecesse... Por oito longos anos, ela vivenciou o luto pela perda de sua mãe, que era seu alicerce na vida... Com isso, veio a depressão que tomou conta dela durante boa parte de sua adolescência...

Quando ela finalmente sai da casa de Alice e encontra o homem com que se casa, Julien, ela sente que deve fazer algo para se sentir útil, e começa a trabalhar numa espécie de ONG, frequentada por crianças, jovens e mulheres árabes. O contato com essa comunidade fez com que despertasse nela um cuidado com as pessoas que se refugiavam na França e que haviam fugido da guerra que assolava a região... Havia também uma preocupação em fazer com que aquelas pessoas não sofressem com a segregação existente no país e que se integrassem aos programas do governo francês, para estimular o bom convívio deles com os franceses... Algumas famílias estavam ali há muitos anos, e seus filhos eram cidadãos franceses, mas as origens muçulmanas ainda constituíam barreiras na visão de alguns...

Em sua vida pessoal, tendo um filho pequeno [Hugo] e um casamento que a cada dia esfriava mais e mais, Sophie se viu envolvida com a história de três rapazes que em dado momento fugiram de casa e de suas famílias para se aliarem ao Estado Islâmico... Dando suporte às mães e irmãos, ela acabou se envolvendo mais com Mohammed, Idriss e Souleymane, se comunicando pela internet e logo veio um pedido/convite para que ela se juntasse a eles por algumas semanas, a fim de ajudar crianças de um hospital em Raca, na Síria. Ao longo dos meses, ela foi manipulada pelos três e via nessa viagem uma oportunidade de se fazer útil, e de dar um tempo no casamento, que estava em ruínas... Se converteu ao islamismo, planejou a viagem alegando que iria para a Turquia e finalmente embarca com seu filho de quatro anos rumo ao desconhecido, confiando na palavra dos 'meninos' que viu crescer...

O problema é que ao chegar na Turquia e cruzar a fronteira, algumas coisas não passam despercebidas e ela percebe que a ideia da viagem pode vir a ter consequências não muito agradáveis... Ao longo dos dias, ela percebe que a sombra dos meninos que ela conviveu na França foi ofuscada por homens cada vez mais radicais em suas concepções religiosas e ela então descobre que está refém deles... A fim de salvar a sua vida e a de seu filho, ela vivencia horrores para fugir do país e voltar para sua casa...

A escrita de Sophie não me fez cair em prantos, confesso, mas em momento algum consegui me desvencilhar de sua leitura... Me coloquei no lugar dela em vários momentos e não sei como ela teve forças para não agir de maneira impensada, pondo em risco sua vida e de Hugo... Hugo, por ser tão pequeno, parecia compreender o ar sufocante em volta, e cooperou com sua mãe todo o tempo, mostrando-se corajoso para tão pouca idade...

Através de sua experiência, conhecemos os motivos que a levaram a se juntar aos terroristas do Estado Islâmico, a forma como eles 'recrutam' pessoas que - ao se depararem com a real situação - por vezes é tarde demais para retornar... Ela queria dar sentido a monotonia de sua vida, mas não fazia ideia do pesadelo que iria encontrar...

Em suma, é uma leitura angustiante, que nos põe em reflexão sobre as nossas interações sociais, em quem se deve [des]confiar e também a valorizar o que já temos, que pode ser insignificante numa visão simplista, mas se revelam essenciais nos momentos de privação e desespero... Nas sombras do Estado Islâmico é um relato poderoso, forte e acima de tudo, real...




14 comentários:

  1. Como ela teve coragem de levar o menino de 4 anos para a Síria?! :O
    Sophie certamente tem uma grande história para contar. Gostaria de ler.
    Beijos,
    sigolendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uau! Que resenha!!!!!!
    Agora eu fiquei super curiosa para lê-lo, parece ser um livro bastante angustiante, aquele à qual você se vê no lugar da pessoa, que você se vê naquela situação, e você não consegue parar de ler nunca!
    Resenha muito boa, parabéns.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Nossa eu não sabia sobre esse livro confesso, mas fiquei besta com a sua narrativa sobre ele, fiquei em choque e imaginando como deve ter sido angustiante ler o livro, não sei se por hora iria ler, mas em algum momento eu vou querer ter essa leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Maria!
    Eu não sabia sobre esse livro, mas não tenho psicológico pra esse tipo de leitura, não.
    Deve ser um relato incrível. Se fosse um documentário, eu me arriscaria a assistir, mas o livro eu não leio. Sei que não vai me fazer bem.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia essa obra, mas só de ver o que você disse que ela é angustiante, já estou curioso e espero gostar de ler! Assim que der vou pesquisar aqui.

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  6. Olá Valéria, gostei muito da resenha desse livro, e acredito que a leitura dele além de ser intensa, fala de um assunto muito forte e enraizado no estado Islamico, eu queria muito entender como existe tanta devoção entre essas pessoas que se convertem, Nas sombras do estado islâmico, é um livro que gostaria muito de ler. Bjkas

    ResponderExcluir
  7. OOi, Valéria!
    Não conhecia o livro, mas pelo nome já chamou minha atenção. É um tema que tenho vontade de saber mais sobre o assunto, sei pouquíssimo e acredito que os relatos deve nos passar coisas. Deve ser mesmo uma leitura bastante envolvente. Dica anotadíssima!

    Beijoos!
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Maria! Gostei de conhecer esse livro através da sua resenha. Muito bem escrita, aliás! ;) . Gostei de você ter se colocado no lugar da autora durante a leitura. Isso, sem dúvida, nos dá outro olhar. O tema me lembrou "Mulheres de Cabul", conhece? Não fala da mesma coisa, mas traz relatos de mulheres que têm suas vidas aprisionadas a um regime tb de terror.

    Parabéns pela resenha!

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Que resenha!! AMEIIII
    http://fogelolla.wix.com/fuja-da-lolla

    ResponderExcluir
  10. Nossa, esse livro parece ser tenso do começo ao fim, só de ouvir falar do estado islâmico eu me arrepio KKK, sou total medrosa, estou ansiosa agora para ler o livro, gosto quando a leitura nos deixa aflita

    ResponderExcluir
  11. Valéria, como sempre você trazendo livros que nos tiram da nossa zona de conforto.
    Não é meu estilo, mas adorei a sua resenha e a densidade da história.

    ResponderExcluir
  12. Nossa, que história!!

    Ele parece bem interessante, tratando da história de luta dela envolvendo Estado Islâmico.

    Beijos!
    http://leelerblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Maria!
    Me pareceu que a história é daquelas bem pesadas, apesar de a trama ser bem interessante eu não costumo optar por leituras tão angustiantes e sofridas no estilo dessa. Não sei se faria uma leitura com esse tema, acho que teria que me preparar bastante primeiro. Mesmo assim gostei muito de sua resenha.

    Beijos

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  14. Caramba, que pesado!
    Agora estou ansiosa para lê-lo, o interessante é que antes não me chamava a atenção pelo título. Obrigada por me apresentar esta obra!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma