Eu vou te contar, de Fauzi Arap




07 março 2017





Eu vou te contar, que você não me conhece.
E eu tenho que gritar isso, porque você está surdo e não me ouve.
A sedução me escraviza a você, ao fim de tudo você permanece comigo,
mas prezo ao que eu criei e não a mim.
E quanto mais falo sobre uma verdade inteira um abismo maior nos separa.
Você não tem um nome, eu tenho, você é um rosto na multidão
e eu sou o centro das atenções.
Mas a mentira da aparência do que eu sou e
a mentira da aparência do que você é.
Por que eu, eu não sou o meu nome e você não é ninguém.
O jogo perigoso que eu pratico aqui.
Ele busca chegar ao limite possível de aproximação.
Através da aceitação da distância e do reconhecimento dela.
Entre eu e você existe a notícia, eu me dispo da notícia
e a minha nudez parada te denuncia e espelha.
Eu me relato, tu me delatas, eu vos acuso o confesso por nós.
Só assim me livro das palavras com as quais você me veste.


(Fauzi Arap)

23 comentários:

  1. Uau! Que intenso, que jogo de palavras maravilhosamente bem colocado!
    Eu ainda não conhecia e adorei conhecer!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que texto maravilhoso! E que maravilhosa a Bethânia declamando!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que texto maravilhoso! E que maravilhosa a Bethania declamando!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá Lilian, tudo bem?

    Achei o texto intenso e maravilhoso. Não conhecia o trabalho de Fauzi!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não conhecia o Fauzi e apesar de não gostar da Bethânia adorei o texto.
    Bem atual mesmo ja tendo um tempo!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Nossa que lindo, mas um super post do seu blog. Parabéns
    Achei o poema intenso e lindo.
    Não conhecia e amei conhecer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Uaaaal qie texto maravilhoso, forte, intenso! Adorei!

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Bethania é maravilhosa <3
    Não conhecia o Fauzi, mas gostei bastante do texto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi.

    Não conhecia essa leitura ainda, mas achei ótimo o texto. Não curto muito a Bethânia, mas vou tentar ouvi-la cantando.

    ResponderExcluir
  10. Raramente escuto Bethania e nem sei dizer ao certo o motivo. O texto é lindo sim

    ResponderExcluir
  11. O texto por si só já é bonito e ganhou mais vida na voz de Bethânia. Adorei.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  12. Uauuu que lindo e emocionante. Gosto de texto assim fortes que nos façam refletir !!!
    Ótimo você compartilhar no blog, bjoooooooo

    ResponderExcluir
  13. Olá, não conhecia esse texto, mas adorei ele, a intensidade que ele passa *-*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bom?
    Por isso que admiro cada vez mais você! Gostei bastante dessa postagem e essa música é bem relaxante! O significado das palavras é linda, com um tom de reflexão para todos que escutam! <3

    Beijos,
    Lu - @justificou

    ResponderExcluir
  15. O poema lido é maravilhoso. Mas a Bethânia recitando ele é INTENSOOOO.
    Que mulher! Adorei, obrigado por esse post.

    ResponderExcluir
  16. Oie
    uau que beloooooo, adorei, o jogo de palavras é incrível e ela falando é mais lindo ainda

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie tudo bem? Adorei, cada palavra muito bem selecionada. Bem profundo e sensível. A versão de Bethania eu não escutaria, infelizmente não me agrada, mas gostei muito de ler.

    ResponderExcluir
  18. Oi,
    As vezes precisamos gritar porque algumas pessoas são surdas ou se fazem de surdas ;)
    Beijos, André
    Garotos Perdidos || Participe do sorteio da série Stage Dive no IG do canal

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?

    Não conhecia nada da Fauzi, achei o texto bem realista, até para os dias atuais.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Gostei da letra, bem interessante ><
    Abraços

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bem?
    Não conhecia está música, confesso que quando li a primeira vez achei que era uma poesia, somente depois reparei no link da Maria Bethânia.
    Achei interessante!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  22. Que profundo e na vós dessa mulher, arrasou! Achei a combinação perfeita! Parabéns pelo post, muito bom!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma