Poesia Eclipse – de Isabel Furini




10 junho 2017
by imagem  - CAROLNAZATTO



noite de eclipse lunar
a Musa da Poesia pacientemente espera
que o poeta escreva sobre o abismo interior
onde estão escondidos o remorso
e a culpa

o poeta dissimula o medo inconfessado
ele mantêm fechado o portão do inconsciente

a Musa o observa
e o poeta (sorrateiramente)
escreve um poema sobre as cartas do tarô.



10 comentários:

  1. Eu leio muitos livros de poesia, e achei essa tão profunda que vou levar para os meus alunos do ensino médio.
    Algumas pessoas acreditam que é fácil para quem escreve, mas não é.
    Fico pensando quanto tempo levou para Vinícius, Fernando Pessoa e tantos outros escreverem seus poemas. Com este não poderia ser diferente.
    Como no próprio poema diz, a musa espera que algo o inquiete. E sempre é assim. Escrevemos sobre o que nos inquieta para que este atinja tal profundidade, que seja compreendido e sentido por uma parcela mínima.

    ResponderExcluir
  2. Poesia é uma das minhas maiores paixões.
    Iniciei meu blog por causa da poesia
    Foi ela que me salvou da minha apatia, sabia?
    Aliás, eu não consigo ver a vida sem que a poesia esteja presente.
    E é por isso que eu gosto de vir aqui.
    Porque dentre tantas intempéries que vivenciamos às vezes em um só dia,
    ler uma poesia nos acalma e nos eleva à alma!
    Essa é especial e super graciosa.
    Que bela postagem!
    Amei!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  3. Olá, confesso que não sou grande apreciadora de poesia, mas essa me encantou!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Que linda poesia, bem tocante!
    Me lembra da adolescência :)

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Poesia é uma coisa tão mágica né? Nos toca com poucas palavras, nos faz enxergar uma verdade até então escondida, nos faz sentir com menos. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. que lindo,Lili. Tu e teus poemas que me fazem ficar toda desmanchada haahahahha

    ResponderExcluir
  7. Oi Lilian, sua linda, tudo bem?
    É de sua autoria? Se for parabéns!!!! Gostei muito, porque é o que esperamos ver: a alma nua do poeta, o que lhe aflige a razão e o coração. E ele fugiu e escreveu sobre algo seguro. Mas com isso adiou enfrentar seus fantasmas.
    Beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é de Isabel Furini, como está no título da poesia. bjs

      Excluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

Fanpage

Seguidores

Compre aqui

Compre aqui
Livro Mulheres que não sabem chorar

Link Me

Curta também:

Parcerias

De olho

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Google+ Followers

Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, homossexualidade, violência sexual e alcoolismo. A escritora mantém um blog literário e está sempre bem informada sobre questões sociais que acontecem em nosso país. É defensora da tese de que todos são diferentes e merecem ser tratados com equidade. Ela adora escrever sobre temas que incomodam e diz não ter medo do preconceito. Trabalha no movimento social e acredita que a educação é capaz de trazer mudanças significativas ao país.

Siga-nos por e-mail

Copyright © 2015 • Poesia na alma