Resenha - A cor de Coraline




01 junho 2017



Quando a criatividade embala nossos pensamentos, uma simples pergunta pode nos fazer viajar por todos os lugares e dimensões. Acredito que assim aconteceu com A cor de Coraline, Editora Rocco.

Sinopse: Quantas cores cabem na pergunta “Me empresta o lápis cor de pele?”. Em A cor de Coraline, o ilustrador, designer gráfico e escritor Alexandre Rampazo passeia pelas inúmeras possibilidades contidas numa caixa de lápis de cor e na imaginação infantil a partir da pergunta de um colega para a pequena Coraline, e mostra que o mundo é mais colorido – e diverso – do que nos acostumamos a pensar. Com texto curto e bem-humorado e ilustrações graciosas, o livro aborda o tema da diversidade de forma lúdica para os pequenos. A quarta-capa é assinada pelo premiado escritor Ignácio de Loyola Brandão.”

É bom pensarmos sobre a criatividade que pode ser considerada uma caixa de lápis colorido. Não importa se tem 12, 18 ou 24 cores. O que importa realmente é a liberdade criativa. Quando o amigo pede a Coraline um lápis cor de pele, ela mergulha em sua imaginação, dando a pele humana as mais variadas cores. Quando pequenos, ou até agora com a moda de cadernos de colorir, estamos sempre colorindo o mundo, as coisas, as situações...

“Porque, se agora estivéssemos em Marte e fossemos marcianos, a gente seria verde.”

Adorei a mensagem de paz e criatividade que o livro; A cor de Coraline traz em suas linhas, descontraída e bem-humorada, a relação de amizade, criatividade e partilha. Fala de forma simples e suave das questões pertinentes a diferença de cor na pele de todos nós.

Como Caraline construiu sua viagem, convido todos a construir suas viagens, com humor, liberdade e criatividade. Vamos colorir o mundo...

23 comentários:

  1. Oi Lilian! Mais uma vez, uma resenha incrível! Menina, o Alexandre é maravilhoso, tenho 3 livros infantis dele aqui que ganhei num concurso cultural há muitos anos atrás. Ele sabe escrever muito bem para os pequenos. Adorei "A Cor de Coraline", muito importante mesmo tratar desses temas com as crianças para que elas já cresçam desconstruídas e sabendo respeitar a diversidade. Amei tua resenha. Bjos
    Jordana S Carneiro

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Não conhecia o autor, mas achei a obra super bacana. Não esperava que a obra fosse rica em reflexões do tipo, pensei que seria apenas uma obra infantil e é muito mais do que isso. É um livro que ensina as crianças que todos somos iguais e isso é lindo. O fato de ter figuradas e uma linguagem fácil ajudam muito também na hora dos pequenos lerem.
    Adorei a dica, vou ver se acho por aqui e levo pra escola onde tenho que fazer estágio. *-*

    ResponderExcluir
  3. Livros infantis são sempre fofos, ainda mais quando trazem mensagens importantes para a criança pensar. Já havia lido algo a respeito desse livro, mas sua resenha me deixou encantada!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Nossa que interessante isso. Fiquei imaginando que cor eu daria para alguém que me pedisse um lápis a cor da pele e como adulto é prático daria logo um marrom talvez rs Quando muito provável que uma criança(não contrarrompida pela sociedade) daria a caixa inteira.
    Com certeza vou comprar este livro. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  5. "A poesia não deveria significar, a poesia deveria ser" - A frase não sei de quem é, exatamente. Mas isso vai ao encontro da criatividade. O ser criativo é aquele que vive, noutras instâncias, a plenitude de existir numa realidade que não é a sua. Ele cria, inventa, modula a realidade e concretiza o imaginário. Importante o estímulo ao ser criativo! Sempre! Só ele será capaz de transformar o mundo.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro mas adorei.
    Gostei bastante da sua resenha, realmente, existem muitas cores de pele. Não somos todos iguais, é isso que torna o mundo algo incrível!

    estantedakahofc.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que livro incrível!
    Eu ainda não o conhecia e adorei a dica, parece ser uma leitura cheia de ótimas mensagens e com certeza é uma excelente leituras para os pequenos, mas não só para eles.

    ResponderExcluir
  8. Olá adorei a resenha, pelo que vi o autor é talentoso por demais, parabéns beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Que resenha mais fofa! Não conhecia o livro e gostei muito! Deu para perceber que é ótimo para trabalhar com crianças! Dica anotada! Bjo
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Confesso que nao conhecia este livro, nunca tinha sequer ouvido falar dele... Mas aind abem que o trouxeste a resenha dele, fiquei curioso...

    Enfim, espero ler em breve! Ainda bem que gostaste e que ele traz uma mensagem de tanta paz e criatividade!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Não conhecia essa obra, mas acredito ser incrível, me pareceu que o autor conseguiu criar uma narrativa de fácil interpretação para o público infantil.
    Fiquei com uma grande vontade de ler, os temas abordados me atrai muito e acho tão importante trazer a reflexão sobre aceitação e união de todas as raças.
    Adorei a dica!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  12. Muito legal a ideia do livro e uma ótima temática para ser trabalhada com crianças. Amei!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilian.

    Mais livro que não conhecia e você deixou uma vontade de ler. O livro parece ser simples mas ao mesmo tempo importante e criativo, que vale a pena tirar um tempo da nossa correria e conferir este livro. Dica anotada, pois a capa é uma fofura!

    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Já ouvi falar deste livro e achei ótima a ideia que ele traz. Acho que a melhor maneira de fazer as pessoas pensarem é abordar temas "polêmicos" de maneira simples e criativa como sua resenha mostrou que este livro faz.

    ResponderExcluir
  15. Oi Lilian, em um mundo onde somos rotulados pela cor da pele, este livro veio mostrar o quão simples e iguais somos.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  16. Oiii lilian, eu não conhecia esse livro e parece trazer ótimas mensagens, além do mais a sua resenha ficou ótima, essa capa é muito fofa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem? Acho esse livro uma fofice só porque além de ser infantil nos traz uma lição com tanta simplicidade que te toca. Gosto muito dos traços que foram utilizado e essa mensagem que deixa por trás. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse livro por não ter muito contato com livros infantis, mas fiquei encantada com esse em especial, principalmente por essa mensagem que traz por trás. Dica super anotada!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Parece ser um livro incrível! É legal até para um professor de educação infantil trabalhar com seus alunos. Dica super anotada!

    ResponderExcluir
  20. Olá, Lilian! Tudo bem?

    Adorei a resenha, ficou incrível e o livro parece ser muito bom! Eu não conhecia esse livro da Rocco, fiquei interessado e vou anotar aqui antes que eu esqueça!
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oie
    amo esse tipo de livrinho e adorei a intenção e sinopse desse, um amor. Com certeza já está na lista e adorei o post

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Adoro você e seu dom de tirar coisas incríveis dos livros mais simples, eu acho que não notaria isso na obra '-' kkk

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Não leria o livro no momento, mas é bem interessante a mensagem que ele passa.
    Bjs

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

Fanpage

Seguidores

Compre aqui

Compre aqui
Livro Mulheres que não sabem chorar

Link Me

Curta também:

Parcerias

De olho

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Google+ Followers

Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, homossexualidade, violência sexual e alcoolismo. A escritora mantém um blog literário e está sempre bem informada sobre questões sociais que acontecem em nosso país. É defensora da tese de que todos são diferentes e merecem ser tratados com equidade. Ela adora escrever sobre temas que incomodam e diz não ter medo do preconceito. Trabalha no movimento social e acredita que a educação é capaz de trazer mudanças significativas ao país.

Siga-nos por e-mail

Copyright © 2015 • Poesia na alma