Header Ads

nuno júdice / proximidade


By imagem - Harold Feinstein



A diferença entre o alto e o baixo, o céu
e a terra, a superfície e o fundo, o igual
e o diverso, é imperceptível para quem
não sabe o que está para além de si próprio.
O mundo, que muda a cada instante, não é
mais do que um lago se o coração não se apercebe
de vertas variações, do brilho que
transparece de uns olhos quando o som das
palavras neles se reflete, ou desse instante
em que, sem que se diga alguma coisa, o
contato da pele une o princípio e o fim
dos seres. Falo do amor: a melancolia não
tem nada a ver com este sentimento que
nasce das contradições, nem a percepção
da vida pode ignorar a emoção com que
se assiste ao florescer do desejo na terra
estéril da idade. Sim: a emoção de um contato
rejeita as condições lógicas da razão e o
equilíbrio que sustenta a resignação dos
infelizes. Mas também no dia cinzento há,
por vezes, um fulgor breve e a expectativa
da luz permite que se atravesse a noite
sem ceder à sua treva, adivinhando apenas
o primeiro instante luminoso, e o acordar
do teu rosto na claridade tingida da névoa.

(nuno júdice, in a fonte da vida, quetzal, 1997)

2 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Eu percebi que você sempre posta algumas poesias lindíssimas por aqui e, está me deixando com vontade de realizar um projeto pessoal para ler mais poesias porque, é um gênero que não leio muito sabe? Acho elas muito lindas mas, não consigo pegar um livro completo de poesias e lê-lo inteiro..rs!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  2. Adoro poesias, então quando acho posts do tipo fico tão contente, porque não é uma leitura que eu pego normalmente para ler sabe? Então acabo conhecendo novas poesias nos blogs mesmo. Adorei essa! <3
    beijos

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma