Header Ads

talvez você nem queira ouvir/ lilian farias





Quem guardou calor em outro lugar que não o coração?
grita para não deixar a vida
mas silencia frente ao horror da vida.

meu Deus, como é longa
essa tristeza...

temos quatro membros mal-ditos
que pelo desuso
foi comido num banquete
sanguinário

primeiro foi a lembrança
queimada em fogueiras

depois, a razão
degolada e ostentada
em praça pública

então o amor
enviado aos cantos mais gélidos
e esquecido até a morte.

por fim, amaldiçoamos
a dignidade humana
sufocada em silêncios.


(Lilian Farias)

20 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Caramba, que poema mais forte, profundo e real. Achei maravilhoso o poema, apesar de triste.

    Beijos,
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Quando voltaremos a razão? Quando lembraremos do amor?
    Lindas palavras

    ResponderExcluir
  3. Perfeito para esse momento delicado que estamos vivendo, onde o ódio está ganhando espaço cada vez mais.
    Amei Lilian, demais.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Oi, Lilian!
    Palavras que precisam ser lidas, que falam muito sobre a nossa realidade atualmente. Sempre gostei da sua escrita e gostei muito do poema também.

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?

    Que poema mais reflexivo e profundo. Retrata muito bem os tempos que estamos vivendo.
    Amei o poema, todo mundo deveria lê-lo.
    Obrigada por compartilhar!!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lilian. Gostei do seu poema, ele retrata com bastante realismo o que estamos passando nesses últimos tempo. Ao fim, só nos restará mesmo sufocar a dignidade humana no silêncio, uma vez que eu prevejo várias reivindicações rechaçadas com violência...
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Oiii,

    Eu não sou muito uma garota de poemas e poesias, mas achei este com emoções bem fortes né? Achei ele profundo e com um nível de reflexão interessante. Adorei a postagem.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. E o horror da vida está a nossa porta. Lindo.

    ResponderExcluir
  9. Oi Lilian tudo bem? Quão profundo é esse poema, estou perplexa e ao mesmo tempo maravilhada, ele toca lá no fundo e me faz ter reflexões sobre meu eu e tudo ao meu redor, meus parabéns belas palavras, bjs!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Que poema profundo e ao mesmo tempo tão real!
    Deveria ser lido por muitos, gostei muito da sua reflexão, que de fato evidencia o que estamos vivendo na nossa atualidade.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Drástico e chocante. Porém muito verdadeiro.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  12. Oi Lilian, sua linda, tudo bem?
    Nossa, um verdadeiro tapa na cara. Isso está acontecendo muito, temos boa vontade, discursos sinceros, até, mas diante da dureza da vida, quantos não recuam, se encolhem? Adorei sua reflexão!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  13. Lindo! Impactante, no atual momento em que estamos vendo o amor sendo jogado nos cantos mais gélidos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Enquanto eu estava lendo essa poesia, fiquei pensando que a nossa sociedade está nessa situação atualmente! Muitas pessoas não sabem o que é amar ao próximo e, infelizmente não estão sendo movidos pela razão mas sim, pelo ódio e, estou aqui a pensar: onde vai parar a nossa sociedade?

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  15. Ola! Tudo bem?

    Eu amei sua escrita em Mulheres que não sabem chorar e a achei linda, e legitimo isto com esse poema. Incrível!

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
  16. Lilian, que palavras mais bem colocadas! Todos esses quatro "membros", essenciais para a vida, ignorados e abandonados, é realmente longa essa tristeza.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Lilian! Tudo bem?
    Eu amei o poema! Profundo, real e reflexivo. Me levou a pensar muito sobre as pessoas e sobre o mundo que estamos vivendo. Infelizmente, esses quatro membros que citados e que são fundamentais para nos mantermos, estão cada dia mais esquecidos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá Lilian, adorei o poema, ele esta bem escrito, trás uma profundidade de sentimento e uma boa reflexão *-*

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem? Que poema intenso. Nos faz refletir sobre coisas da vida que precisamos. Adorei e você tem dom para escrever <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma