Header Ads

Resenha - Um Rap de Amoras com Emicida





O livro Amoras, do cantor Emicida, com ilustrações de Aldo Fabrini, publicado recentemente pela Companhia das Letrinhas, é uma obra infantil, uma música, que trata de forma sutil e poética sobre a identidade negra. De pai para filha, o diálogo gira em torno da amora mais doce, ‘as pretinhas’, o que faz com que a criança se identifique “Papai que bom, porque eu sou pretinha também”.



O pai não diz a criança, não determina, propõe, convida à reflexão. Ela brinca com as palavras, dança com a história e espiritualidade, trazendo referências como Obatalá – orixá que criou o mundo –, Martin Luther King, Zumbi dos Palmares, para que dessa forma a pequenina se reconheça como bela em sua cultura e raça, sinta orgulho de sua negritude.



É um livro infantil para os pais, educadores, contadores de histórias, professores e principalmente, crianças. Todas as crianças. É dessa forma que mudamos uma sociedade, que rompemos com o racismo institucional, pela educação e amorosidade. E durante a leitura dessa dança-diálogo, rememorei as palavras de Maturana

Finalmente, o amor é a fonte da socialização humana, e não o resultado dela, e qualquer coisa que destrói o amor, qualquer coisa que destrói a congruência estrutural que ele implica, destrói a socialização. A socialização é o resultado do operar no amor, e ocorre somente no domínio em que o amor ocorre.


Emicida não escreveu só um rap que é um livro, ele criou uma oportunidade para que crianças bailem pela leitura com todos os benefícios que isso pode oferecer. Neste caso, o pai, como figura de amor e poder na vida da criança ensina a ela valores que ficarão, ecoarão pelo resto da vida. O que o pai, mãe e responsáveis dizem para uma criança diz muito sobre que tipo de adulto ela será. "Educar para a aceitação e o respeito de si mesmo, que leva à aceitação e ao respeito do outro" (Maturana)

12 comentários:

  1. Oiii, tudo bemm?
    Que projeto bacana de lançar esse livro, realmente o Emicida arrasou, ainda mais que traz um ótimo ensinamento para crianças e adultos, com toda certeza adoraria ler e ficou ótima sua resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Que legal! Eu não tinha visto o livro ainda, mas achei a ideia muito boa, um ensinamento que vai muito além de pai para filha.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia o livro, mas amei a iniciativa. É um livro infantil que deve ser lido em qualquer idade, com certeza deveria ser encaixado nos projetos de leituras nas escolas, acredito que merece muito mais divulgação.
    Dica mais que anotada, vou buscar mais sobre o livro.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem? Não conhecia, achei super interessante o projeto.. Adoro quando se tem essa criatividade para levantar ensinamentos e reflexões..
    Com certeza, dessa maneira as ideias são passadas de maneira mais dinâmica e claras.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu já conheço o trabalho do Emicida como rap mas achei bem interessante ter feito uma música que fala diretamente com as crianças e que também pode ser lido por adultos, com boas reflexões e como sempre aprendizados.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro, mas tenho uma enorme admiração pelo Emicida. Não tenho dúvida de que esse é um livro muito importante para ser trabalhado na escola com todas as crianças, mas acho que seja uma ótima leituras para os adultos também.
    Fiquei bem curiosa para ler esse livro e vou indicar para os amigos que têm filhos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu não acompanho o trabalho do Emicida, só vez ou outra ouço algum trabalho dele. Sobre esse livro, eu não o conhecia e fiquei apaixonada, pois parece ser um lindo livro infantil cheia de temas bacanas e ótimas mensagens.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Oi Lilian, sua linda, tudo bem?
    OMG!!!! Primeiro amei o livro, as imagens. E nossa, ele é muito inteligente. Fiquei impressionada com a perspectiva e a visão dele. Estou apaixonada. Sempre encontro excelentes referências no seu blog. Parabéns!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Que livro fofo! Se tratando de livro infantil preciso dizer que gostei muito do traço. E claro sempre é ótimo termos livros com inclusão e identificação para as crianças, e claro, o livro parece ser para todas as crianças.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Que demais! Não sabia que o cantor tinha escrito este livro tão fofo e que aborda um tema tão importante. Achei a capa linda demais também. Não tenho filho, mas fiquei curiosa e vou comprar para meus sobrinhos

    ResponderExcluir
  11. Que resenha mais gostosinha de ler! Eu acho esse livro em especial um grande achado, por conta da representatividade, é uma droga crescer como criança negra e não se ver em nenhuma história, fico feliz que narrativas sobre nós venham sendo construidas.

    ResponderExcluir
  12. Ola Lilian... nossa, estou impressionada com esse livro. Não conhecia esse livro, mas achei a ideia unica! Gosto muito da maneira como o Emicida escreve e expoe os principais problemas da nossa sociedade atualmente.

    Dica mais do que anotada

    beijos

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma