Header Ads

Resenha – O que é racismo estrutural?





O livro O que é racismo estrutural?, de Silvio Almeida, Editora Letramento, pertence a coleção Feminismos Plurais coordenada por Djamila Ribeiro, tendo como principal objetivo falar do feminismo com foco nas mulheres negras e indígenas e homens negros.

Silvio começa explicado o conceito de raça na história; depois a noção de preconceito, racismo e discriminação e então chega às três concepções de racismo, a individual, institucional e estrutural.

by imagem sindilex

Segundo o autor, o racismo individualista está relacionado a questões patológicas. “Seria um fenômeno ético ou psicológico de caráter individual ou coletivo, atribuído a grupos isolados; ou ainda a uma ‘irracionalidade’, a ser combatida no campo jurídico por meio de aplicação de sanções civis – indenizações, por exemplo – ou penais”.

O racismo institucional se configura no funcionamento de instituições, públicas ou privadas, que concede privilégios pela raça, para manter a hegemonia de determinado grupo no poder, neste caso, o branco. O racismo institucional é gritante de várias formas: na educação, saúde, segurança pública, moradia, religião, etc.

“Em outras palavras, é no interior das regras institucionais que os indivíduos tornam-se sujeitos, visto que suas ações e seus comportamentos são inseridos em um conjunto de significados previamente estabelecidos pela estrutura social. Assim, as instituições moldam o comportamento humano, tanto do ponto de vista das decisões e do cálculo racional, como dos sentimentos e preferências”

Por fim, e tema deste livro, o racismo na concepção estrutural está entrelaçado a compreensão de ordem social que gera o racismo individualista e institucional. Isso porque o indivíduo e as instituições estão numa sociedade em que ser racista é um princípio

“O racismo se expressa concretamente como desigualdade política, econômica e jurídica. Porém o uso do termo estrutura não significa dizer que o racismo seja uma condição incontornável e que ações e políticas institucionais antirracistas seja inúteis; ou, ainda, que indivíduos que comentam atos discriminatórios não devam ser pessoalmente responsabilizados.”

Logo, nesse contexto estrutural, o racismo passa a ser naturalizado e o negro passa a ser inferiorizado e acusado pelas próprias mazelas. Num sistema estrutural racista, o negro não é vítima e sim culpado pelo próprio racismo e desigualdade.

O exemplo mais recente dessa realidade (2019) foi a morte do jovem negro, Pedro Gonzaga, por um segurança no supermercado Extra que não causou tanta repulsa quando a morte do cachorro no supermercado Carrefour em 2018. O símbolo dessa indignação seletiva demonstra que a vida do negro vale menos que a de um cachorro. Isso é racismo estrutural.



O autor desconstrói tudo o que está normatizado pelo racismo estrutural, isso significa que a problemática é muito mais profunda do que está posto nesta simples resenha e faz com que a obra, assim como a coleção, não seja apenas para estudiosos da área, mas uma ferramenta (me recuso a usar o termo arma) de mudança social. Esse livro é para todXs. A vida negra importa!

22 comentários:

  1. Esse livro deveria ser obrigatório nas escolas. A gente precisa falar sobre isso mesmo que incomode. Porque tem quem se incomode por não se colocar no lugar do otroo ou em casos absurdos de ser racista e não fazer questão de esconder isso.

    ResponderExcluir
  2. Sim, é um livro para todos e seria bem usado em escolas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Caramba, adorei esse post. Infelizmente isso é tão cotidiano que é até vergonhoso reconhecer dessa forma.
    Com certeza é um livro pra ensinar, refletir e concordo que deveria ser abordado nas escolas para ontem.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?

    Cara, eu tô doida pra ler esse livro! Todas as pessoas que eu conheço que leram falam super bem dele e ele parece trazer tantas reflexões necessárias e pesadas, aquele tipo de livro pra fazer a gente ficar de boca aberta mesmo.
    Seus comentários me deixaram com mais vontade de ler ainda! Adorei mesmo!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Eu não conhecia esse livro ainda, mas parece ser uma leitura extremamente importante. Adorei tua resenha e dica, com certeza irei ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. Oiiieee

    Eu não conhecia esse livro, achei interessante os conceitos diferentes de racismo, não sabia o que era racismo estrutural, confesso. O livro é mega interessante, daqueles que muda a nossa mente acerca das idéias e nos convida à uma reflexão profunda, gosto de livros com essa proposta, dica anotada.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro, mas achei de grande importância o assunto abordado nele. Gostei muito da sua observação do que é racismo estrutural com o caso do segurança. Nessas horas vemos que o racismo está aí pra quem quiser ver, infelizmente. Vou anotar esse título, quero ler.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Que delicinha ver resenha assim por aqui, sério! Tem um video bastante famoso do Silvia, sobre Racismo e ele trabalha de forma muito didática e genuína, sempre que possível mostro aos meus amigos. Considero essa coleção de extrema importante justamente pela sua facilidade em apresentar ao leitor, a realidade presente.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não costumo ler obras desse tipo, mas tenho interesse em começar a ler, porque são obras importantes que abordam temas essenciais, né? Esse livro eu ainda não conhecia e fiquei curiosa para saber mais sobre.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Ola!!

    Nossa, não conhecia esse livro mas achei ele incrível.. e extremamente informativo! Essencial sem dúvidas para as escolas de hoje em dia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Nossa, tema importante e bastante relegado "à luz do dia".
    Estou lendo o livro Tempo de Matar, que embora seja ficção, mostra muito do racismo em uns estados específicos dos Estados Unidos.
    Ótima sua resenha, e a dica de leitura!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Fico muito contente em ver cada vez mais livros como esse, com temáticas tão importante, ganharem mais espaço e notoriedade no meio literário e também na mídia. Esse em específico Eu ainda não conhecia, mas já adicionei à lista de livros á serem lidos ao longo do ano.

    ResponderExcluir
  13. Olá, que resenha maravilhosa!
    Eu preciso compartilhar esse post agora mesmo, porque fiquei apaixonada por tudo que você escreveu. Não conhecia esse livro ou o autor mas, vou procurar mais sobre o trabalho dele, porque esse livro deveria ser obrigatório em todas as escolas.

    Beijos e Abraços Vivi
    https://resenhasdaviviane.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Essa coleção se encontra na minha lista de desejados desde que começou a ser lançada! É linda! É ótimo ver os títulos e autores escolhidos para esse estilo de livro, e me sinto honrada em ler o que eles escrevem. É claro que esse, assim como os demais, já vai automaticamente para a minha lista da Amazon!

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem? Ah que maravilhoso esse livro! Já adicionei na minha listinha de futuras leituras, pois com certeza é uma temática importante. Vejo ela ganhando cada vez mais força e relevância na sociedade atual, precisando ser muito debatida! E seu exemplo também foi perfeito e pontual! Ótima resenha.
    Beijos,
    https://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá tudo bem? Que livro impactante, adorei a resenha, um assunto que deveria ser mais abordado e discutido, acredito ser uma leitura muito proveitosa e rica.

    ResponderExcluir
  17. me lembro que ano passado tive uma materia sobre diversidade e trabalhamos um livreto sobre racismo produzido pelo cfp, foi a primeira vez que tive contato com literatura acadêmica sobre o tema e fiquei chocada com o quanto isso é velado, reduzido e desqualificado como sofrimento e como questão social, politica e cultural, acredito muito na importância de obras como essa, que educam, ensinam e abrem espaço pra reflexão sobre o racismo e as formas como ele se institui socialmente.

    ResponderExcluir
  18. Uma obra extremamente necessária. Espero ter a oportunidade de ler, estamos vivendo em tempos difíceis e um conteúdo como esse é importante demais.

    ResponderExcluir
  19. Oi Lilian, sua linda, tudo bem?
    Completamente chocada com o que você acabou de dizer. Eu já sabia sobre a reação da população sobre a morte do cão, mas não sabia que ela foi potencialmente maior do que a do jovem que morreu. Nos dois casos, além de serem tristes por envolverem uma morte, são atitudes cruéis e desumanas, e por isso inaceitáveis. Mas daí a não ligar quando um ser humano morre, como se fosse algo banal? Estou assustada de verdade. Não conhecia o livro, mas já anotei aqui. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  20. Um livro mais que necessário para todos nós, já anotei. Obras que desconstruam as normatizações e aprofundem discussões em torno do racismo estrutural é de extrema importância. Abordamos essa temática na universidade no período passado, e isso gerou ótimos debates. Um post muito bom, parabéns!

    Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Que livro, deveria ser trabalhado nas escolas, nos lares, nos trabalhos. A vida negra importa e importa muito. É muito importante essas obras que trazem discussões e reflexões para as pessoas. ótima resenha!

    beijos!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma