Header Ads

E a poesia, Clarice?





Não escrevo para agradar ninguém

Trechos de textos de Clarice seguem uma sequência, por vezes, poética, musical, com ritmo, nos dando a sensação que a autora se dedicou em vida à poesia. A autora que publicou romances, crônicas, contos, literatura infantil, entrevistas, jamais publicou um livro propriamente de poesias. No entanto, é bastante comum, as pessoas afirmarem que apreciam a poesia de Clarice ou que possuem um livro de poemas de sua autoria.

A palavra é o meu domínio sobre o mundo.

Essas afirmações, entretanto, nos levam à reflexão (para além de trechos em redes sociais que não lhe pertence) de que alguns de seus escritos realmente lembram poesia, de modo, que alguns estudiosos da autora, consideram, por exemplo o livro Água Viva (ficção), poema em prosa devido ao seu caráter sensorial, pictório e ritmado. Dessa forma, criando uma conjuntura poética em que retirando certas partes do livro, pode ser entendido como poesia. A exemplo, segue um trecho de seu livro Água Viva (ficção) dividido em linhas:

Vivo de um segredo
Que se irradia
Em raios luminosos
Que me ofuscariam
Se eu não os cobrisse
Com manto pesado
De falsa tristeza.

Clarice não foi mulher de linguagem rígida, ela brincou, dançou com as palavras, não queria ser profissional, queria que o indizível fosse dito ao seu modo: livre. É fato, Clarice não publicou poemas, mas a poética baila em sua escrita. Vale ressaltar, todavia, que, no ano de 1945, Manuel Bandeira, que organizava uma antologia, solicita a autora alguns poemas que nunca chegaram a ser publicados, visto que o próprio Manuel teceu comentários desestimulantes sobre os poemas. Tempos depois, ele se arrepende de suas colocações e diz: "Você é poeta, Clarice querida."

Talvez, o que deva ser inquestionável é que a obra de Clarice Lispector é mais que trechos em redes sociais ou vulgarização de autoajuda, o Brasil merece conhecer Clarice. Esta é mais postagem em homenagem ao centenário da autora este ano, para maiores informações, clique aqui e acompanhe.

19 comentários:

  1. Eu não sei de onde a galera tira que Clarice publicou poesia. Muita droga estragada explica kkkkkkk


    Mas claro que sua escrita possui um tom poético. Adoro os contos dela que ja li. Água viva sera a leitura que vou começar agora em março. Tô amando essas postagens dela aqui.

    Küss 😘 Lili

    ResponderExcluir
  2. Eu amo a Clarice, ja li alguns livros dela e um deles é " A hora da estrela" e que livro incrível, também acho que as pessoas deveriam ter um conhecimento maior das obras dela, que são obras riquíssimas em conhecimento, ela é muito importante para a literatura.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lilian.

    Eu já li tanto comentários sobre a escritora, mas ainda não li nada dela. Sei que ela publicou obras riquíssimas e concordo com você, é mulher de linguagem rígida. Eu preciso mudar essa situação. Parabéns pela postagem. Ficou maravilhosa.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Nunca li um livro completo dela, mas o pouco que já li já dá pra perceber a prosa poética dela, que eu acho lindo. Adoro prosa poética. Nunca tinha sabido que ela não publicou poemas, porque não acompanho nada sobre ela, mas é uma pena, acho que os poemas dela seriam ainda mais lindos! Obrigada pelo post!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. não me xingue mas como assim ela nao publicou livros de poesias? o.O fui iludida pela rocco e outras editoras kkkk, gente eu não sabia disso e amei o post, pra mim foi informativo e bacana tbm.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Nossa que interessante, porque para mim ela publicava poesia, rs. Mas isso mostra como podemos estar equivocados, e como a informação ela pode ser transpassada de forma errônea. Agora fiquei mais instigada em conhecer suas obras. Obrigada pelo post informativo e de homenagem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?
    A poesia de Clarisse estava na sua forma de escrever, como você disse. Ela não publicou poesias propriamente ditas, mas seu exemplo foi perfeito em relação a Água viva, que criou essa conjuntura poética. Eu não li muitas de suas obras, mas confesso que tenho muita vontade. Sua escrita é ímpar.
    Amei seu post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Ual, adorei seu texto. E ler algo hoje realmente algo com a criação atribuída à Clarice, desde a época do finado Orkut, gera motivo de pesquisas... Nem tudo é dela. hahahaa Virou até meme.
    Mas fiquei contente em saber um pouco mais dela. E me proponho a conhecer também mais de suas obras. Que me lembre, só li um livro dela.
    Beijão

    ResponderExcluir
  9. Achei interessante que mesmo com o fato da autora não ter publicado poemas, sua escrita possui uma visão poética em prosa e livre, onde ela brinca com as palavras.

    Admiro o trabalho da Clarice Lispector. Gostei de poder me aprofundar mais sobre a autora e seu trabalho através desse post.

    ResponderExcluir
  10. É interessante como diversos poemas são atribuídos à ela. E, em tempos de buscas fáceis, podemos ser enganados por pesquisas pouco profundas. Mas é autora de uma complexidade que merece ser lida e trazida à tona sempre!

    ResponderExcluir
  11. É interessante como diversos poemas são atribuídos à ela. E, em tempos de buscas fáceis, podemos ser enganados por pesquisas pouco profundas. Mas é autora de uma complexidade que merece ser lida e trazida à tona sempre!

    ResponderExcluir
  12. É interessante como diversos poemas são atribuídos à ela. E, em tempos de buscas fáceis, podemos ser enganados por pesquisas pouco profundas. Mas é autora de uma complexidade que merece ser lida e trazida à tona sempre!

    ResponderExcluir
  13. A Clarice é uma autora incrível! Eu não li muita coisa dela, mas os poucos contos que li, amei profundamente. Ela merece todas as homenagens possíveis!

    ResponderExcluir
  14. Achei legal sua reflexão porque ela traz uma questão interessante: poesia e poema são coisas bem diferentes.

    Poesia é uma linguagem com algumas características e pode estar presente em vários tipos de textos, até mesmo em textos que não contenham palavras (como ilustrações, quadros, performances de dança, etc). Já poema é um formato específico de texto que contém linguagem poética em versos.

    Então, não é uma conclusão errada tratar a Clarice Lispector e outras(os) autoras(os) como sendo poesia, porque poesia não é um formato de texto, mas uma linguagem.

    ResponderExcluir
  15. Queria demais gostar de Clarisse, mas nem os anos de graduação me fez gostar. Porém, toda sua explicação foi belíssima. A obra dela está além doeu entendimento. Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem? Achei bem legal essa homenagem à autora. Conheço sua escrita desde que fiz cursinho pré-vestibular. Meu ex-professor sempre indicava suas obras. Dava para perceber o quanto ele era fã dos seus textos e do jeito que ela escrevia. Estou acompanhando a comemoração ao centenário pelos posts da Editora Rocco, inclusive o relançamento de várias obras da autora. As edições estão ficando lindas. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  17. Achei seu texto muito importante! Hahahaha Numa época em que as pessoas usam Clarice em qualquer foto, da selfie à paisagem, é muito necessário ressaltar que ela vai muito, MUITO além dessas frases simples (muitas vezes que nem são dela mesma!). Clarice é uma autora maravilhosa, que exala talento e escreve com maestria!

    ResponderExcluir
  18. Oi ...

    Clarisse é um ponto bem sensível na minha vida, nunca consegui me apaixonar por ela. Talvez seja porque nunca amei poesia.

    Sempre li mas nao com amor a obra, so li por ler

    ResponderExcluir
  19. Gostei bastante do artigo de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui.

    Beijos 😘.

    Meu Blog: 5 Melhores dicas para unhas decoradas

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma