Header Ads

Segue o teu destino / Ricardo Reis

By imagem @roeqie




Segue o teu destino,

Rega as tuas plantas,

Ama as tuas rosas.

O resto é a sombra

De árvores alheias.

A realidade

Sempre é mais ou menos

Do que nós queremos.

Só nós somos sempre

Iguais a nós-próprios.

Suave é viver só.

Grande e nobre é sempre

Viver simplesmente.

Deixa a dor nas aras

Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.

Nunca a interrogues.

Ela nada pode

Dizer-te. A resposta

Está além dos deuses.

Mas serenamente

Imita o Olimpo

No teu coração.

Os deuses são deuses

Porque não se pensam.

(1-7-1916. Odes de Ricardo Reis . Fernando Pessoa. 
Lisboa: Ática, 1946 .imp.1994.  - 68.)

Um comentário:

  1. Oi Lilian.

    Sempre que visito seu blog tenho a chance de sair um pouco da zona de conforto literário e conhecer vários poemas e poesia, pois não tenho muito hábito de lê -los. Adorei as palavras e vejo que preciso ler mais poemas. Parabéns.

    Bjos

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma