Header Ads

Resenha - Contos de Sala de Aula

 

By imagem:filme Sociedade dos poetas mortos


Estava aguardando o momento oportuno para anunciar a parceria do Poesia na Alma com a Editora Oficina Raquel (para conhecer  o catálogo da editora, clique aqui) , eis que surge, para mim, de forma inusitada, quando recebo em casa um kit com um bloco de anotações, uma carta de boas-vindas e um livro de contos que traz vivências tão similares em sentimentos com as que vivencio no âmbito educacional como professora.

 

Na Antologia, Contos de Sala de Aula, o leitor encontrará o mundo da subjetividade que se materializa em experiências com o coletivo. Ao todo são sete contos dando voz aos professores (autores) que com intimidade de quem vivencia, assim como eu, o universo da sala de aula partilham, em forma de arte (literatura), experiências das mais trágicas até as mais alegres e comoventes. 


“Escola... quantos sentidos! Mas qual deles poderia se adequar a resolver a desesperança daquela gente e fortalecer seus sonhos?”

 

Confesso que o conto de Mônica Macedo, ‘Um mais um é sempre mais que dois... sentidos possíveis do espaço da escola’, foi o que mais me tocou porque traz em seus linhas muitas de minhas inquietações e também realidades que lidei nos últimos anos.

 

“Neste sentido, o professor é um ser privilegiado porque, ao mesmo tempo em que testemunha os inúmeros acontecimentos que o cercam, frequentemente é parte atuante e fundamental deles.”

 

A mescla de desesperança, sonhos que são reprimidos pelo sistema e realidade, me fez questionar, afinal, o que estava fazendo de minha própria vida. Seria eu um depósito de conteúdo ambulante esperando o momento certo para despejar alguma coisa na cabeça de alguém? Eu também era/sou sonhos, esperanças, gente como todos que encontrei nesses caminhos e um pequeno grupo do qual fazia ou faço parte. Reconhecer-me como parte daquilo, não me deixa esquecer o que me motiva acreditar na educação e na minha profissão.

 

Mas, educação é uma mescla de montanha-russa e caleidoscópio, entre seus autos e baixos e complexas experiências, há muita alegria, momentos únicos, alguns, que ecoam em nossa memória pela eternidade e transforma toda uma rede que nos rodeia. 


13 comentários:

  1. Não conhecia a obra mais gostei muito do seu conteúdo, adorei sua dica anotei por aqui para tentar conhecer melhor!

    ResponderExcluir
  2. Olá, fiquei sinceramente animada a iniciativa da editora em publicar livros sobre as vivências em sala de aula, eu que também professora, fico feliz em saber que ainda existem pessoas interessadas em melhorar a qualidade do ensino nas escolas. Muitos professores tem coisas importantissimas a ensinar aos jovens professores.

    ResponderExcluir
  3. Ai, só de ler sua resenha eu já vi muita coisa como a que eu vivo! Eu nunca tinha ouvido falar dessa editora e só por esse livro que já sei que vou gostar! Adoraria ver situações que os professores passam normalmente retratadas em livros, já quero pra ontem!
    Adorei a dica!!

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Tão feliz por ter lido essa sua resenha e ter conhecido esse livro por aqui, pois não o conhecia e nem sabia da editora. Eu também sou professora, então ler obras que retratam o ambiente escolar é sempre gratificante, emotivo e emocionante para mim, mesmo que eu não leia muitas obras com o tema. Adorei a dica!

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? É sempre bom quando temos uma leitura que nos faça refletir melhor sobre nosso "papel" no mundo não é mesmo?! Imagino o quanto rolou de identificação quando realizou a leitura! Não conhecia o livro e fiquei curiosa sobre, e parabéns pela parceria. Sucesso!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Achei super bacana a iniciativa e a proposta desse livro, será uma leitura enriquecedora, e provavelmente muito emotiva. Adorei!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro quando recebo um livro de crônicas e posso identificar elementos do meu dia a dia. Certeza que uma leitura incrível ❤️

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma