Header Ads

Resenha – Histórias de Cego


Histórias de cego, de Marcos Lima, Editora Oficina Raquel, como o próprio título diz, narra o cotidiano do próprio autor, que, desde 2010 faz palestras e mantem um canal no Youtube contanto de forma leve e descontraída como é o dia a dia de uma pessoa com deficiência visual.

 

O fato de trazer uma linguagem leve, não diminui as críticas e reflexões sobre as relações que vivencia todos os dias. Afinal, quantos de nós já refletimos como um simples orelhão pode causar diversos danos físicos e emocionais a uma pessoa com deficiência? É sobre isso que na crônica “Não enxergamos os obstáculos”, Marcos, com sensibilidade, mostra a vulnerabilidade a qual são submetidos em atividades que parecem simples, como andar na calçada.

 

É como quando você, amigo leitor, está caminhando com aquela calça branquinha e de repente vem um carro, passa por cima de uma poça e plaft! Você fica imundo e encharcado a um só tempo! Só que, para os entraves aos quais me refiro nesse texto, nem é preciso ter chovido recentemente. Além do que, pensando bem, acho que nós cegos estamos ainda mais vulneráveis que vocês aos banhos involuntários de cada pós-tempestade. Ao menos vocês têm a opção  correr quando detectam poças muito grandes na rua junto a si; não que isso garanta um salvo contudo, eu sei, mas é que nem isso os cegos  podem; é que, ainda que fôssemos capazes de detectar tais acúmulos aquosos, sair correndo para evita-los traria males maiores que um banho de lama.”  




Marcos, nos vinte e três textos que compõe esta obra, mostra mais que humor e sensibilidade; mostra mais que uma crítica social, mas se mostra um grande escritor acima de qualquer coisa, com linguagem fluida e habilidade com a arte do verbo, qualquer tema que deseje desenvolver na arte da literatura, certamente, será feliz. 

3 comentários:

  1. Nossa, que incrivel. Eu tenho pensado muito sobre acessibilidade nas coisas que eu posto nas redes, as vezes acaba passando batido porque não é um habito, mas eu acho que já passou da hora de que o nosso conteúdo seja mais acessivel pras outras pessoas.
    Já quero esse livro pra ontem, adorei a dica!!

    ResponderExcluir
  2. Oiieee

    Nossa eu adorei essa dica, fiquei curiosa em conhecer mais da rotina do Marcos, e a linguagem mais leve, mais descontraída também me atrai principalmente porque o autor consegue passar sua mensagem de forma clara e direta. Já anotei a dica pra conferir quando puder.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro e nem o autor ainda, mas com certeza vou querer ler. Primeiro, porque acho fundamental ler relatos assim, de uma realidade que não é a minha, para que eu possa prestar mais atenção em coisas que passam despercebidas para mim mas que afetam a vida de outras pessoas. Além disso, parece que o autor tem uma escrita tão leve e envolvente, que com certeza dá vontade de ler.
    Amei a resenha e vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma