Header Ads

Voltei a esse lugar / Giorgio Caproni

 


Voltei a esse lugar

onde nunca tinha estado.

Do que não foi, nada mudado.

Sobre a mesa (de oleado

aos quadrados) meio vazio

encontrei o mesmo copo

nunca cheio. Tudo

permanece tal e qual

eu o não tinha deixado.

 

 

(Giorgio Caproni. Vozes da poesia europeia – III. Traduções de David Mourão-Ferreira. Colóquio letras número 165. Setembro - dezembro 2003. Fonte: Canal poesia)


Nenhum comentário

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma