Header Ads

amalia bautista / ondas

 

Sei que me estou a afogar, mas ao menos

consigo manter de fora a cabeça.

De modo que, por favor,

não venhas tu fazer ondas. 

 

(amalia bautista. estou ausente. tradução de inês dias. averno. 2013.  fonte: canaldepoesia)


Nenhum comentário

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma