Header Ads

Um canto de amor que amadurece / Alda Merini

 



12

 

 

Para ti escrevi árduas sentenças,

para ti escrevi todo o meu declínio;

aniquilo-me agora, e nada pode salvar

a minha voz devota; apenas um canto

pode transparecer sob a minha pele

e é um canto de amor que amadurece

esta minha eternidade sem limites.

 

 

(Alda Merini, em A Terra Santa, tradução e prefácio de Clara Rowland, Lisboa: Livros Cotovia, 2004, p. 43. Fonte: meianoitetododia)

12 comentários:

  1. Poesia é algo que sempre tira alguma coisa de bom de dentro da gente. Eu não conheço muitas, nem tenho muita afinidade. Mas sempre me emociono. Esse é lindo!

    ResponderExcluir
  2. saudades de ler as poesias do seu blog, e to ouvindo uma música coreana lenta que tem uma vibe e instrumental que combina bem com o que é dito na poesia. gostei bastante do impacto em mim.

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto muito da profundidade da poesia. Costuma me deixar reflexiva. Ótimo poder conferir esses versos, de Um canto de amor que amadurece / Alda Merini. Pra mim, foi uma novidade.

    ResponderExcluir
  4. Que poema lindo. Confesso que não conhecia esse. Poesia é um dos gêneros que mais aprecio.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Que texto mais profundo e inspirador. Como pode por meio das palavras traduzirmos tudo o que sentimos? Ou as experiências que vivenciamos? A poesia sempre nos aproxima das pessoas concorda? Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  6. Descobri este site essa semana e já estou adorando os conteúdos, são ótimos!

    Parabéns! 👏

    Meu Blog: Significados dos Sonhos

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma