Header Ads

A vida convida para dançar / Marco Antonio Rodrigues

 





DECISÃO

 

União infeccionada.

Carcomida pelo tempo.

Que se arrasta combalida.

Se transforma em tormento.

 

O apego grita alto.

A intimidade é glacial.

A vida convida para dançar.

É preciso dizer tchau.

 

Dói o frio, dói o abrir mão.

A covardia me estende a mão.

Encontro-me na encruzilhada.

Com medo da solidão.

 

Período perturbador.

De grande desilusão.

Recheado de dissabor.

Que exige decisão.

 

Dente cariado.

Que comprometeu o canal.

Tem de ser arrancado.

Se tornou um grande mal.

 

Vejo o luzir do boticão.

Se aproximando da união.

As lágrimas rolam na face.

Depois do impiedoso puxão.

 

 

Sangue na gengiva.

Dor no coração.

Luto por um período.

Ciclo da renovação.

 

O tempo que deteriora.

Também amansa a dor.

Em breve vem à melhora.

Quiçá um novo amor.

 

Sobre o autor:

Marco Antonio Rodrigues foi fecundado na cidade de Niterói – RJ, onde vive até os dias atuais. Seu primeiro choro ocorreu em setembro de 1966.Possui textos premiados em coletâneas de livros e em revistas. Também é autor das obras: “Perspicácia - O aprendiz e a vida”, “O jogo de Deus” e “O vale dos mirantes”.

Redes sociais: Instagram  / Facebook 


11 comentários:

  1. Não conhecia a obra de Marco Antonio. Que maneira deliciosa dele em rimar as palavras.
    Sucesso a ele. 👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  2. Nossa, realmente é uma poesia tocante. Não a conhecia, nem o autor, e olha que é praticamente meu vizinho, do Rio, haha.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hanna.
      Obrigado pela leitura.
      Os comentários - até os não positivos - são combustíveis para qualquer autor.
      Abraço.

      Excluir
  3. Nossa, caramba! Poesia impactante... Rimas que parecem perfurar a nossa carne.
    Achei incrivelmente profunda.
    Sucesso ao autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol.
      Também gosto dela desta poesia.
      Escrevi dois anos após o término de um relacionamento que durou 16 anos.
      É uma realidade muito comum, mas pouco comentada. Normalmente é jogada para debaixo do tapete.
      Abraço.

      Abraço.

      Excluir
  4. Oi, tudo bem? Você sempre trazendo textos bem legais e que nos faz pensar. Isso que é interessante na poesia, podemos ler várias vezes, e cada uma delas veremos algo diferente. Tanto porque percebemos algo quanto porque nós mudamos ao longo do tempo. Não conhecia o autor mas gostei de saber mais sobre ele. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika.
      Obrigado pela participação.
      Os textos interagem com os momento que estamos vivendo.
      Abraço.

      Excluir
  5. Oi, tudo bem? Você sempre trazendo textos bem legais e que nos faz pensar. Isso que é interessante na poesia, podemos ler várias vezes, e cada uma delas veremos algo diferente. Tanto porque percebemos algo quanto porque nós mudamos ao longo do tempo. Não conhecia o autor mas gostei de saber mais sobre ele. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma