Header Ads

No seco soco das ilusões / Tony Antunes

 



BRENHAS DO INFINITO

 

No seco soco das ilusões

o susto é o que resta,

o receio rasteja

o brilho opaca a lua.

 

No estômago regojitado

agitam-se em borborigma

as flâmbulas das moneras.

 

Em gosmas de moléculas

mormejam os furúnculos

crentes de certezas insanas.

 

Granvenado de rapinas míopes

o ósculo rosna em gritaria,

arranha os céus de risoletas,

acabrunha as brenhas do infinito.

 

 

NÔMADE POEMA

 

 

Flambadas letras saltitam quânticas

de mundos em mundos não se emundam,

inundam almas, espiritualizam sete-cismos.

 

Setenta vezes sete - Dividem as estrofes

nomandeiam-se a si mesmas, estão livres.

 

Das Galáxias, fluidificam os versos,

das estrelas, magnetizam o amalgama

                                             [do amor.

 

A poesia, andrógena em essência, é flebular

lírica por natureza da sorte palavralesca,

a que lhe abarca no mar da vida.

 

Nômades, poética e poesia se entrelaçam

transam-se geniais em sêmen e esperma.

 

Fleumática, num halo de sândalo, mesmo efêmero

transcendem ao tempo, aos astros – nunca morrem.

 

 

 

PROTUBERÂNCIA DOS ÊMBOLOS

 

 

Sinalizando aos gritos nos átrios,

perniciosamente afanicoisados,

os poemas disticam-se desrimados.

 

Fuselando a crosta metálica e real

os sonhos pesadelam-se de agonia

resbulam-se sonorizados de surdez.

 

Em cada estrofe um ícto mudo

com soluços de chumbo,

um grito acre com a alma vadia,

um verso de aço com ferrugem

                                 [nas veias.

 

Fluvinado em nuvens de cinzas

o poema pede passagem

alucina-se no ópio das palavras

empurrando os êmbolos sentido

                          [guelas adentro

das vidas vazias e suicidas.

 

 Sobre o autor:

 

Tony Antunes é o pseudônimo do Professor Gleidistone da Silva Antunes, natural de Recife/PE. Ex-menino de rua que aprendeu a ler aos 19 anos. Formou-se aos 47 anos em Língua Portuguesa. É autor do livro Digitais Absolutas: poemas escolhidos. Membro da AIAP – Academia Intercontinental de Artistas e Poetas. 


19 comentários:

  1. Um riquíssimo ramalhete de poemas eloquentes e profundos.
    Parabéns Tony

    ResponderExcluir
  2. Um riquíssimo ramalhete de poemas eloquentes e profundos.
    Parabéns Tony

    ResponderExcluir
  3. Versos sensíveis, inteligentes e brincantes com as palavras... mexendo com nossas emoções!👏🏻

    ResponderExcluir
  4. Nas brenhas do infinito, ouço um nome, um grito.Em um nômade poema andarilha o meu dilema, pela protuberância dos êmbolos injeto os meus tormentos!!! Parabéns, meu amigo.

    ResponderExcluir
  5. Nas BRENHAS DO INFINITO, onde a Poesia pulula.👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  6. Caramba...to impressionada com os versos dele. 😯 e meu conterraneo, do país Pernambuco hehehe fico feliz em ver que o estado tem talentos assim, que nos fazem imergir num labirinto poético... parabéns ao professor por seu trabalho..

    ResponderExcluir
  7. Além dos limites, ao tempo,aos astros-Nunca morrem!

    ResponderExcluir
  8. Percebe-se uma extrema intensidade em seus poemas. Seja sob o ponto de vista do sofrimento, seja do ensejo da euforia. Admirável!!! Múltiplo de interpretações!!! Parabéns, Tony!!!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns, meu ex-professor universitário, amigo e agora colega de profissão.
    Tony, és uma referência mundial no universo da Literatura. Suas poesias são simplesmente fantástica e únicas. 👏👏👏

    ResponderExcluir
  10. Versos sensíveis de tamanha profundidade de um autêntico mestre das letras! Parabéns poeta! Orgulho de estar junto a você na AIAP!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns!!! Estava aqui curtindo seus cometimentos poéticos!
    Abração!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Sua inspiração é absoluta. Parabéns! Iolita

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma