Header Ads

Visto-me de palavras / Glaucia Ank

 



CHÁ DA TARDE

 

chia

a chaleira

cheiro

de chá

xícara

cheia

chama

pra pausa

a mãe

a irmã

e a tia

chega

da rua

chorando

a cria

que chuta

longe

a chuteira

enquanto

a chaleira

ainda

chia

 

 

PSSSSIU

 

Sempre serena

Sorriu sorrateira

Sem saber

Dos riscos

De ser sozinha

Solitária

Sentou-se na sala

Onde sua existência

Se esvaía

Em doses

desnecessárias

De sopa

E silêncio.

 

 

VESTIMENTA

 

Visto-me de palavras

Enquanto permaneço

Em silêncio

Absorvendo a vida

Pelas células da epiderme

Através da brisa leve

Que ouriça meus pelos claros

E atiça meus sentimentos

 

Sobre a autora:

Glaucia Ank é mãe, feminista, bióloga marinha, artesã e, atualmente, trabalha com vendas online. Inquieta, leitora voraz, escreve desde que se lembra, mas só pra si mesma. Seus textos refletem sentimentos e cotidiano, com uma visão feminista e “desromantizadora” da posição da mulher na sociedade atual, especialmente no campo da maternidade.

 

Instagram: @glaucia.ank

9 comentários:

  1. Oi Lilian!

    Adoro visitar seu blog e conhecer mais escritores independentes, especialmente de poemas curtos. Gostei da escrita da Glaucia e dos três textos que foram apresentados, Vestimenta foi o melhor. Sucesso para vocês!

    https://consumidoradehistorias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Interessante o trabalho dela, não conhecia.
    Gostei muito do segundo poema. Gostei da maneira como ela brinca com as rimas de maneira tocante...

    ResponderExcluir
  3. Que poesias gostosas de se ler. Tem até cheirinho de casa aconchegante, friozinho, e coisas gostosas pra comer.
    Parabéns pra Glaucia que se faz entender com uma forma concisa de escrita. Adorei.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Ah, é sempre bom ler textos tão bem escritos e inspiradores. Quem não ama colocar água no fogo para fazer um chá, ainda mais quando recebemos visitas? É muito boa a sensação de dividir esse momento com alguém que nos é importante. Gostei dos outros textos também. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  5. Nossa que artigo fantástico, por isso que estou quase todos os dias visitando e lendo seus artigos. Sempre tem conteúdos interessantes e de qualidade.

    Beijos !!

    Meu Blog: Rei das loterias

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma