Releituras – Paisagens do interior




17 junho 2015









O autor Jessier Quirino tira do leitor o melhor que o riso pode proporcionar, mas isso sem esquecer do vies político e social, com críticas afiadas e um discurso do povo matuto. Henri Bergson, filósofo Francês, atribui ao riso “semelhança com o homem, à marca que o homem lhe imprime ou ao uso que o homem lhe dá” (O Riso, 1983). Ou seja, Henri afirmava que rimos daquilo que traz, inconscientemente, familiaridade com o homem, mesmo que seja um chapéu. 


“A poesia reflete imagens, cenários e circunstâncias. 'Paisagem de interior' apresenta o universo visual da poesia de Jessier Quirino e sua capacidade de descrever, em versos, o palco, as tramas e os atores da cena interiorana.”

Em Paisagens do Interior, edições Bagaço, 155 páginas, Jessier abusa da comicidade com inteligência.

‘Arquiteto por profissão, poeta por vocação, matuto por convicção. Apareceu na folhinha no ano de 1954 na cidade de Campina Grande, Paraíba e é filho adotivo de Itabaiana também na Paraíba, onde reside desde 1983.’

A figura do matuto é manuseada pelo artista em forma de poesia, que, em seus causos, prima pela valorização da cultura nordestina. Com um discurso simples do povo matuto, porém rico em significados. Mas sua arte está para além da escrita, como um bom matuto, ele é contador de histórias...


Paisagem do interior é mais que poesia, que comicidade, é um retrato musicado e dançado de um grupo, de um povo. Tudo com o tempero da esperteza do homem do interior, que a desenvolveu com a dureza da vida. Para mim, o autor é hoje um dos maiores nomes da literatura contemporânea.


Mas o riso que o autor nos proporciona é também uma transgressão social, com críticas bem fomentadas desmitificando as falácias políticas. Tudo em formato de espetáculo musical...


O neologismo é figura presente em seu discurso, por vezes, alguns podem ter dificuldades em compreender alguns textos devido as peculiaridades linguísticas, mas nada que contextualizando não resolva. Seus causos estão relacionados ao cotidiano de homens, mulheres, crianças... criando situações específicas, como: Matuto em lua de mel; Os santos da Paraíba; Feira de troca; No terreiro da fazenda, etc. Logo, seus causos simples e poéticos, em ideias originais, dimensionam a  complexidade social da identidade cultural de um povo marginalizado. 
Apesar de não constar nesse livro, um dos textos que mais gosto é O Matuto no cinema

29 comentários:

  1. Definitivamente um livro bem diferente do meu estilo, de certa forma me lembra os livros que li na época do vestibular, mas que parece bem interessante. Nada como uma boa crítica sobre o mundo, a sociedade e a politica. Adorei a resenha.

    Beijos!
    Laury

    ResponderExcluir
  2. Oi Lilian, eu adoro o Jessier Quirino, tenho um CD com vários causos contados por ele, mas nunca li nada (ainda). E também morro de vontade de ir a um de seus espetáculos, mas falta oportunidade. Suas histórias são repletas de significados e críticas sociais pautadas no imaginário nordestino, ricas em cultura e conteúdo. Adorei vê-lo por aqui!!! Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho os CDs. sou louca para acompanhar um show dele também hehehehehhe

      Excluir
  3. Não tenho o costume de ver/ler coisas desse gênero, mas ouvi o ultimo vídeo que você compartilhou e achei interessante o assunto abordado ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiiiii.
    Eu não curto muito esse tipo de livro, me lembra a época da escola quando tínhamos que ler os livros por obrigação kkkkkkkkkkkk
    Mas adorei o post.
    Adoro a maneira que você escreve... Você já pensou em escrever um livro? Sério mesmo, você escreve de uma maneira intensa. Adorei.
    beijos

    Coleções Literárias
    Participe do Top Comentarista

    ResponderExcluir
  5. Oiiiii.
    Eu não curto muito esse tipo de livro, me lembra a época da escola quando tínhamos que ler os livros por obrigação kkkkkkkkkkkk
    Mas adorei o post.
    Adoro a maneira que você escreve... Você já pensou em escrever um livro? Sério mesmo, você escreve de uma maneira intensa. Adorei.
    beijos

    Coleções Literárias
    Participe do Top Comentarista

    ResponderExcluir
  6. É um tipo diferente de livro que estou acostumada a ler, mas com certeza eu leria. É sempre bom ler livros que fogem do nosso habitual.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Este livro parece ser bem diferente dos livros que leio, mas estou aberta para conhecer diversas obras, então gostei de sua resenha e daria uma chance ao livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oláa!! Acho que esse não seria um livro adequado para mim, pois não gosto muito de livros assim!! Mas não se critica um livro antes de lê-lo! Vou dar uma buscadinha por ele!!
    Bjs
    http://ameninaqueliaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá :) Nossa, esse livro deve ser incrível e poético! :D Adorei a proposta da obra, sem dúvida, o tema é muito interessante, os assuntos relacionados a política/sociedade são abordados de uma maneira diferente, é muito bom saber que o livro valoriza a cultura nordestina. *-* Gostei muito na sua opinião. ^^ Beijos!
    Blog: http://my-stories-wonderful-books.blogspot.com.br/
    Página: https://www.facebook.com/BlogWonderfulBooks

    ResponderExcluir
  10. Oieee nossa achei esse livro muito interessante, mesmo não sendo uma leitura que eu esteja acostuma a fazer vou te confessar que fiquei bastante curiosa para ler, valeu pela dica e esporo poder algum dia ler.

    http://www.vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Bela resenha, Lilian. Eu não sou uma leitora de poesias, mas é impossível ignorar o teor crítico e humorístico desse livro.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o Jessier Quirino, mas já fiquei encantada. É incrível como dentro do Nordeste exitem vários nordestes. Adorei ver o vídeo, me lembrou várias passagem da minha vida.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilian, tudo bem?
    Não conhecia o Jessier e se não fosse pelo Poesia provavelmente não iria conhecer.
    Espero ter o prazer de ler a obra dele, e gostei bastante do vídeo, adoro os vídeos que vc trás!
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  14. Oi Lilian!
    Não conhecia o autor ainda, mas adorei os textos narrados nos vídeos. Realmente este parece ser um livro muito bom! Adorei a resenha.
    Beijos
    Carol
    www.sobrevicioselivros.com

    ResponderExcluir
  15. Eu não gosto muito de coisas cômicas, mas talvez gostasse desse.
    Gostei como você disse que o autor trabalha o matuto, isso fez eu ver o livro com outros olhos.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  16. Oláá
    Não conhecia o Jessier, mas parece ser bem legal, não faz muito meu gênero, não é algo que me interesse por hora, mas vou anotar a dica para o futuro ;)

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bem!?
    Não conhecia o livro e gostei bastante da maneira que você fez a resenha. Deu pra conhecer bem a escrita do autor e saber que não é a minha praia, infelizmente T_T
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Não conhecia esse livro ainda!
    Acho que pra quem gosta de livros que trazem críticas e sobre política e sobre a sociedade em geral essa parece ser uma boa indicação!

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  19. é um indicação ótima para quem curte o gênero, o que não é o meu caso. Mas ótimo post.
    http://mytinybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. já conhecia Jessier minha mãe tem cd dele e eu adoroooooooooooo, o vídeo foi ótimo.......
    bjus

    ResponderExcluir
  21. Olá, o livro parece ser bem interessante, mas não faz o meu estilo de leitura então vou deixar passar essa dica =/ mesmo assim adorei sua resenha e tenho certeza que bastante pessoas vai se identificar com essa leitura.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Não conhecia o autor, nem a obra!
    Apesar de ser de uma temática bem interessante, não faz muito meu tipo de leitura, então essa dica eu deixo passar.
    Ainda assim, adorei a resenha, e fico feliz que tenha gostado da leitura!
    Beijão!

    www.livrosdajess.com

    ResponderExcluir
  23. Olá, boa tarde!

    Não conheço o autor, tão pouco suas obras.
    Confesso que não sou uma boa apreciadora de poemas, versos, poesias, dentre outros, ainda que ache interessante,não é o estilo de livro que me atrai. Mas, gostei bastante da indicação e da forma com que apresentou-o. Me senti conversando com você enquanto lia a postagem, muito bacana, parabéns! As "alfinetadas" em relação politica e sociedade, enfim, os assuntos que mencionou, que me parece ter o livro, seria o único motivo pelo qual o leria.

    Beijo!
    Livros & Tal [livrosetalgroup.blogspot.com.br]

    ResponderExcluir
  24. O livro realmente não é o meu tipo de leitura, mas eu fiquei fascinada com o que você falou na resenha, e acho que mesmo não gostando de ler esse tipo de coisa, eu posso dar uma chance ao livro.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oie! Tudo bem?

    Muito bacana... Não conhecia a obra. Gosto muito de leituras que são capazes de trazer críticas sociais e políticas.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  26. Oi Lilian, sua linda, tudo bem
    A forma como o autor abordou o tema parece ser muito inteligente, mas confesso que essa leitura não faz o meu estilo.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Ola Lilian não conheci o livro mas mesclar poesias com humor, se torna um belo convite a leitura. Ainda mais com críticas bem construídas. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Eu não conhecia a história, mas parece ser bem legal.
    Poesia não é o meu forte, mas ler de vez em quando é bom.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

Fanpage

Seguidores

Compre aqui

Compre aqui
Livro Mulheres que não sabem chorar

Link Me

Curta também:

Parcerias

De olho

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Google+ Followers

Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, homossexualidade, violência sexual e alcoolismo. A escritora mantém um blog literário e está sempre bem informada sobre questões sociais que acontecem em nosso país. É defensora da tese de que todos são diferentes e merecem ser tratados com equidade. Ela adora escrever sobre temas que incomodam e diz não ter medo do preconceito. Trabalha no movimento social e acredita que a educação é capaz de trazer mudanças significativas ao país.

Siga-nos por e-mail

Copyright © 2015 • Poesia na alma